Boa Esporte 1 x 0 São Caetano

 1 x 0 

Parecia que Boa Esporte x São Caetano seria um 0 a 0 sem graça. Estavam assim até os 44 minutos do segundo tempo, quando Luiz Paulo, após contra-ataque rápido, estufou a rede no Estádio Melão, em Varginha, dando a vitória ao time mineiro, e mantendo vivo o sonho de disputar a elite do futebol brasileiro em 2014. O resultado, por sua vez, complicou ainda mais a vida do Azulão na Série B.

O time paulista, aliás, podia terminar o dia já rebaixado para a terceira divisão nacional, entretanto a derrota do ABC-RN para o Figueirense deu sobrevida ao São Caetano, que soma 32 pontos, e está a sete de deixar a degola, faltando três jogos para o término da competição. No sábado, a equipe comandada por Pintado recebe o Joinville, no Anacleto Campanella, às 21h (de Brasília).

Já o Boa Esporte foi a 50 pontos e aumentou as chances de conquistar o acesso. O primeiro clube dentro do G-4 é o Icasa, que soma 56. Na próxima rodada, também no sábado, os mineiros enfrentam o Palmeiras, às 16h20m (de Brasília), no Pacaembu.

Boa Esporte derrota o São Caetano em Varginha (Foto: Reprodução Premiere FC)Luiz Paulo marcou o gol da vitória do Boa Esporte sobre o São Caetano (Foto: Reprodução Premiere FC)

Primeiro tempo sem graça em Varginha

O objetivo era o mesmo: vencer. Mas os fins eram distintos. Enquanto o Boa Esporte jogava para entrar no G-4 da competição, o São Caetano lutava desesperadamente para deixar a zona de rebaixamento, faltando quatro rodadas para o fim da Série B. A necessidade de vitória, no entanto, não fez da partida agradável no primeiro tempo. Foram raras as chances de gol para ambos os lados.

A melhor oportunidade dos mineiros saiu dos pés de Marcelinho Paraíba, aos 28 minutos de jogo, mas o goleiro Rafael Santos conseguiu espalmar o chute forte, e na sequência a zaga do Azulão afastou. Os chutes à distância do meia eram a principal arma do Boa Esporte na etapa inicial.

Já o São Caetano, que foi para a partida com seis baixas, ficou ainda mais desfalcado quando perdeu o zagueiro Bruno Aguiar lesionado. O técnico Pintado precisou improvisar o volante Leandro Carvalho no setor. A chance mais clara dos visitantes aconteceu aos 26 minutos. Anderson foi lançado na área e ficou na cara de Douglas, mas acabou vencido pelo goleiro adversário.

Gol no fim da vitória ao Boa Esporte

Insatisfeitos com o desempenho de suas equipes, ambos os técnicos fizeram alterações para o segundo tempo. O Boa apostou na entrada de Kaká no lugar de Filipe, enquanto, no São Caetano, Bruno Veiga substituiu Cassiano Bodini. Na prática, nada mudou.

A partida seguiu muito truncada no meio-campo, com poucas chances de gol. Mesmo assim, os donos da casa foram levemente superior e conseguiram assustar o goleiro Rafael Santos, pelo menos. Em uma oportunidade, Betinho carimbou a trave. Fernando Karanga, de cabeça e depois com o pé, também levou perigo.

Quando parecia que a bola não iria entrar de nenhum jeito, Luiz Paulo puxou rápido contra ataque para o Boa, tabelou com Rafinha e mandou para o fundo da rede do Azulão, tudo isso aos 44 minutos da etapa final. Não havia tempo para mais nada. Vitória mineira, e queda-livre para os paulistas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.