O inimigo mora ao lado

 

Dentro da Globo, pelo menos, “Avenida Brasil” não é apontada como favorita absoluta na briga pelo Emmy Internacional. O clima do “já ganhou” não existe, e por razões altamente justificadas e acima de qualquer discussão.  A novela foi, sim, bem de audiência, contou com uma direção inovadora de Amora Mautner e companhia, teve atuações que conseguiram prender o público até o fim e está hoje entre as mais vendidas no mundo. Só que, o tempo todo, ficou naquilo da vingança, muitas vezes, sem sair do lugar.  Até em função disso, há um forte respeito por outra concorrente, da mesma Globo, “Lado a Lado”, escrita por João Ximenes Braga e Cláudia Lage, que apresentou mais originalidade, ao tratar da emancipação feminina e do racismo no início do século XX. As duas brasileiras vão disputar com produções do Canadá e Angola. O resultado será conhecido em cerimônia no dia 25 de novembro, em Nova York .

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.