O Observador: Corrupção no PSDB: por que a Globo esconde?

 

Com a assinatura de Claudio Dantas Sequeira e Pedro Marcondes de Moura, a revista “IstoÉ” publicou uma reportagem sobre a conta aberta no banco Safdié, que hoje se chama Leumi, operada por pessoas ligadas ao PSDB na Suíça e que movimentou R$ 64 milhões. Uma reportagem bombástica, amparada por documentos oficiais. Um escândalo.

Curiosamente, a TV Globo nada noticiou sobre o fato. No “Jornal Nacional” de sábado (24), nenhuma reportagem, nenhum sinal de fumaça. No “Fantástico” deste domingo (25), nem alguns segundos para falar sobre o caso. O famoso ditado “o silêncio te condena” poderia explicar ou pelo menos indicar o que está acontecendo. Seria “cumplicidade” o motivo da “blindagem”? Deixo aos leitores a honra de responder essa pergunta.

O fato é que essa blindagem é criminosa, um desrespeito a todos os brasileiros. Mais grave ainda se lembrarmos que emissora de TV é concessão pública: interesses particulares devem ficar em segundo plano. Mais do que isso, estamos assistindo somente a comprovação de que a Globo não mudou. O tempo não tem o poder de apagar a história.

E aí, inevitavelmente, o passado retorna às nossas lembranças. A Globo escondeu parte da história do Brasil, como bem lembrou o jornalista Marco Antonio Araújo, até onde pôde. No seu esconderijo, estiveram vários políticos que a desafiaram, como Leonel Brizola, por exemplo – Lula só apareceu quando eleito presidente, porque aí não tinha mais jeito –, estiveram milhões de pessoas que foram às ruas pedir eleições diretas. Além disso, décadas de ditadura militar também foram escondidas.

É um absurdo sem tamanho omitir o chamado “mensalão tucano”, principalmente após ter dedicado, na edição do “Jornal Nacional” do dia 24 de outubro de 2012, 18 dos 32 minutos de sua duração ao julgamento do “mensalão do PT”. Pega mal. Por que dois pesos e duas medidas? Perguntas que o telespectador precisa começar a fazer quando ligar a TV para se informar.

E parece que isso está sendo feito, ainda que de forma lenta. Em 12 anos, o “Jornal Nacional” perdeu 33% de sua audiência, enquanto o “Fantástico”, nos últimos 10 anos, viu quase metade do seu público deixar de te assistir.

Uma resposta e tanta à relevante reportagem que não foi ao ar neste final de semana. E para os que compactuaram com isso.
Comente o texto no final da página. E converse com o colunista: brenocunha@natelinha.com.br / Twitter @cunhabreno

 

Logotipo Na Telinha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.