Sócios-torcedores do Fla já podem comprar ingresso da volta ao Maraca

Clube reserva 30 mil entradas pela internet até a noite de sábado para o clássico contra o Botafogo. Só depois os demais torcedores terão acesso.

 

O Flamengo já vive a expectativa de retornar ao Maracanã e abriu nesta sexta-feira aos sócios-torcedores a venda de ingressos para o clássico contra o Botafogo, no dia 28, às 18h30m. São trinta mil bilhetes reservados para os membros do programa, que podem usufruir do benefício até às 20h deste sábado. Depois, os ingressos serão disponibilizados para todos os torcedores. Maiores informações pelo site: http://www.nrnoficial.com.br/

Idosos e estudantes tem meia-entrada. Sócios-torcedores tem direito a 50% no valor do ingresso e acumulam os descontos, podendo pagar a metade da meia-entrada. Os postos de troca e de venda abrem na quarta-feira (24/7).

Confira os valores dos ingressos:

Cadeiras Superior (Torcida do Flamengo) para venda: 14.603
Inteiras: R$  100,00
½ entrada: R$ 50,00

Cadeiras Superior (Torcida do Botafogo) para venda: 14.479
Inteiras: R$  100,00
½ entrada: R$ 50,00

Cadeiras Inferior (Torcida do Flamengo) para venda: 5.747
Inteiras: R$  120,00
½ entrada: R$ 60,00

Cadeiras Inferior (Torcida do Botafogo) para venda: 5.919
Inteiras: R$  120,00
½ entrada: R$ 60,00

Cadeiras Central Bellini (Setor Misto) para venda: 8.978
Inteiras: R$  160,00
½ entrada: R$ 80,00

Cadeiras Central UERJ (Setor Misto) para venda: 2.927
Inteiras: R$  160,00
½ entrada: R$ 80,00

Cadeiras VIP Belline (Setor Misto) para venda: 3.783
• Inteiras: R$  220,00
• ½ entrada: R$ 110,00

Cadeiras VIP UERJ (Setor Misto) para venda: 3.882
Inteiras: R$  220,00
½ entrada: R$ 110,00

Cadeiras VIP PREMIUM  UERJ (Setor Misto) para venda: 2.886
Inteiras: R$  350,00 (sendo R$150 de serviço de alimentação e bebida)

Cadeiras VIP PREMIUM  Belline (Setor Misto) para venda: 3.076
Inteiras: R$  350,00 (sendo R$150 de serviço de alimentação e bebida)

Camarotes (Setor Misto) para venda: 2.091
Inteiras: R$  200,00

 

Equipamento ajudará no tratamento contra câncer

 

 

O Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), da Universidade Federal do Ceará (UFC), foi beneficiado com um acelerador linear, utilizado no serviço de radioterapia no tratamento de pacientes com câncer. O equipamento começa a funcionar a partir do próximo ano e atenderá a todas as faixas etárias.

Acelerador funcionará a partir do próximo ano no Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) da UFC

O benefício chega através do Plano de Expansão da Radioterapia, do Ministério da Saúde, que em 2012, prometeu investir R$ 505 milhões para compra de 80 aceleradores lineares e em obras de ampliação e criação de serviços em unidades que não dispõem desses equipamentos.

O instrumento custa cerca de R$ 1,3 milhão, mas o hospital deve receber, ainda, investimentos para instalação e infraestrutura. Com o acelerador, o HUWC, será o primeiro Centro de Alta Complexidade Oncológica (Cacon) 100% público no Ceará, com novos serviços voltados para o tratamento do câncer pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Atualmente, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Estado conta com dois Cacons, o do Instituto do Câncer do Ceará (ICC), na Capital, e o Hospital da Santa Casa de Misericórdia, no Interior, em Sobral. No entanto, estes dois centros também atendem a pacientes da rede privada.

Para o superintendente do HUWC, Florentino Cardoso, o instrumento ainda não supre a demanda de pacientes no Ceará, mas vai auxiliar bastante a diminuir a fila de espera.

 

Diário do Nordeste-Cidade-02/07/2013

População de rua cresce mais de 164% em 5 anos em Fortaleza

Para tentar dar mais dignidade a esse público, Habitafor anuncia projeto de construção de 84 casas

São tantas Marias e Josés, vidas abandonadas nas calçadas e esquinas de Fortaleza. Uma população de mais de 4.500 pessoas que vivem, hoje, em situação de rua em Fortaleza. Esse público vem crescendo, se adaptando e se escondendo no cotidiano dessa cidade de pedras. Se em 2008, a gestão municipal contabilizava cerca de 1.700 pessoas, houve crescimento de 164% em cinco anos. Motivo: a dependência química, a perda de laços e de sonhos, entre tantos outros.
Mas como garantir mais dignidade?

A construção dos imóveis atenderá às demandas e ao perfil destas pessoas. O cadastro vai priorizar aqueles que queiram ter uma casa, portadores de alguma deficiência, idosos e famílias com crianças Foto: José Leomar

O problema não é fácil de ser resolvido, adianta a secretária executiva da Fundação de Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza (Habitafor), Olinda Marques. Entretanto, ela anunciou, ontem, um projeto de habitação de interesse social direcionado à população em situação de rua, que prevê a construção de 84 unidades habitacionais. O terreno, no bairro central da Jacarecanga, será adquirido pela Prefeitura e o empreendimento submetido ao Ministério das Cidades para captação dos recursos. O investimento será de R$ 3,5 milhões. “Essa experiência é inédita no País e tem estimulado outros estados”, afirma Olinda.

Conforme os atendimentos feitos pelos equipamentos públicos, a maior parte desses moradores é composta de homens, entre 26 e 35 anos, com ensino fundamental incompleto, da Capital, com vínculo familiar fragilizado ou rompido, e que não tem nenhuma renda ou trabalho.

Projeto

A gestão foi convidada para participar, hoje e amanhã, em Brasília, do Seminário Internacional “Apoio aos Diálogos Setoriais Brasil – União Europeia: Promoção e Proteção dos Direitos da População em Situação de Rua”.

O empreendimento terá uma peculiaridade: a maioria das casas terá apenas um quarto, uma espécie de “quitinete”. Conforme Olinda Marques, a construção atenderá às demandas e ao perfil dessa população. “Entendemos que muitos moradores de rua perderam seus laços familiares, vivem sozinhos. Vamos priorizar, no nosso cadastro, indivíduos que desejem um lar, pessoas com deficiência, idosos e famílias com crianças”, explica. Superadas as fases de submissão e de licitação, a expectativa da Habitafor é de começar as obras ainda nesse segundo semestre.

Monitoramento

Como manter essas pessoas em situação de moradia fixa visto que estavam acostumadas a outra realidade? Para a secretária da Pastoral do Povo de Rua, Fernanda de Sousa, um bom acompanhamento e políticas públicas intersetoriais podem garantir êxito ao projeto. “Garantir uma moradia digna é o primeiro passo de muitos para a aquisição de direitos e fim das vulnerabilidades”, afirma a secretária. Por experiência própria, Fernanda conta que muitos deles sonham, sim, em sair das ruas, só não sabem como ou não acharam, segundo ela, o caminho de volta à vida. “Temos que dar oportunidades, acreditar que possam ter um futuro melhor, diferente. Dar uma casa já é um pontapé para a conquista de outras coisas, de um trabalho, de um tratamento para as drogas, da constituição de uma família, de uma sociabilidade”, diz, entusiasmada, Fernanda. Ela torce para que realmente o projeto saia do papel e o residencial tenha, sim, mais ações intersetoriais.

“Com uma população de rua com cerca de 5 mil pessoas, construir 84 casas ainda é muito pouco. Temos que brigar por mais”, aponta a secretária. A Pastoral conta, hoje, com a Casa do Povo de Rua, entidade que realiza acolhimento. Por dia, segundo ela, são cerca de 70 pessoas atendidas, mais de 6.220 mil em 2012.

O titular da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Setra), Cláudio Ricardo, reconhece o desafio de dar mais qualidade de vida a quem carece de tanto – comida, trabalho, moradia, saúde, etc. Para tentar minimizar essas vulnerabilidades, ele informou que, até agosto, estará lançando um novo Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (CentroPop), no Benfica.

Atualmente, uma unidade já está em funcionamento no Centro, com 80 atendimentos por dia. “Percebemos um aumento da demanda, a maioria vítima da dependência química. O crescimento é visto com preocupação, mas sabemos que ações como essa, de garantir moradia, são fundamentais”, finaliza.

IVNA GIRÃO
REPÓRTER

Diário do Nordeste-Cidade-02/07/2013

 

Casa de shows reclama de prejuízos por obras

Tubulação da boate teria estourado por conta dos serviços de reforma e ampliação do aeroporto

As obras do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, visam à reforma e ampliação de sua estrutura, em virtude da realização da Copa do Mundo de 2014. No entanto, as intervenções têm causado transtorno para um estabelecimento bem em frente ao local. A casa The Club Music se encontra com as portas fechadas em virtude da explosão do encanamento de esgoto do lugar, que teria sido ocasionada pelo escoamento irregular de areia oriunda da construção.

Na área interna, o local de acesso dos clientes à bilheteria foi destruído com a força do estouro da tubulação. A calçada totalmente danificada impede a passagem de forma segura pelo trecho. Na parte onde está o piso também há sinais do ocorrido, com cerâmicas quebradas ou até arrancadas. As catracas eletrônicas também tiveram sua fiação interna danificada e estão funcionando de maneira manual. Boa parte do estabelecimento foi invadido pela lama.

De acordo com o proprietário da casa, o empresário Moacir Gonçalves, uma ligação de canos indevida foi feita para escoar restos da obra do aeroporto pela galeria pluvial que passa por baixo da Avenida Senador Carlos Jereissati. Conforme explica, a tubulação, feita para escoar apenas a água da chuva, passa, então, a receber areia e restos de entulho. Parte do muro do estabelecimento inclinou e ameaça cair em virtude da pressão causada pela força da lama.

O declive do local, ressalta, piora ainda mais a situação. “Estamos a cinco metros abaixo do nível da avenida. Você imagina em uma chuva grossa, todo o escoamento cai aqui, e com as chuvas da última semana, a lama foi acumulando e entupiu”, declarou. Além disso, ele esclarece que, passando pela casa, o escoamento chega a um rio localizado em um terreno na base do exército. “Isso pode causar um problema ambiental”, comenta.

Funcionamento

Sobre os prejuízos, o empresário afirmou ainda não mensurar o total, mas destaca que se encontra com mais de 15 dias com a casa de shows sem funcionar, prejudicando a programação do local. “Já cancelamos três festas, isso é péssimo para a imagem da casa”, lamenta.

Moacir ressalta, ainda, que um problema de menor proporção já havia acontecido pelo mesmo motivo, e uma obra foi necessária para a reparação. Agora, com estragos maiores, ele espera um posicionamento dos responsáveis para os reparos do local. “Tentei contato, mas era tudo muito burocrático”.

Em contato com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a assessoria de imprensa informou que, de acordo com a gerência de engenharia do órgão, não foi recebido contato por parte da The Clube. Contudo, se compromete a comparecer hoje ao local, junto com um representante do consórcio responsável pela obra, para verificar o ocorrido.

Estragos

Danos em imóvel

O problema, segundo o proprietário, é o escoamento irregular de areia da construção. A área de acesso à bilheteria foi destruída com o estouro da tubulação e a lama invadiu parte do estabelecimento Fotos: Bruno Gomes

Diário do Nordeste-Cidade-02/07/2013

Preso bandido mais procurado do Ceará

´Márcio do Gueto´ foi capturado por policiais do BPRaio e levado para a DHPP. É suspeito de um ´rosário´ de mortes

Foram quase dois anos de buscas e investigações. Mas, na madrugada de ontem chegou ao fim a temporada de fuga do bandido considerado o mais procurado pela Polícia do Ceará.

Na madrugada de ontem, ´Márcio do Gueto´ (camisa amarela) foi preso no Jardim Iracema com um comparsa e tentou subornar os PMs do BPRaio FOTO: DIVULGAÇÃO

O traficante de drogas e homicida Márcio Gladson Dias da Silva, conhecido por ´Márcio do Gueto´, foi preso. No começo da madrugada, o bandido acabou cercado por uma equipe de policiais militares do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) na zona Oeste da Capital).

´Márcio do Gueto´ foi abordado pela patrulha Raio-06, sob o comando do cabo PM Agostinho, no cruzamento da Rua Tulipa com a Travessa Canário, no bairro Jardim Iracema. Ele trafegava em uma moto vermelha, de placa OSN-9209 (CE). Estava na garupa do veículo que era guiado por outro homem. Segundo relato dos PMs, o traficante tentou suborná-los. Primeiro, teria oferecido R$ 18 mil. Em seguida, aumentou sua ´oferta´ para R$ 50 mil para que fosse liberado pelos policiais.

Arma

Os militares recusaram o dinheiro, mas o traficante teria aumentado o suborno, afirmando que entregaria também uma arma de fogo. Os PMs simularam aceitar a arma. Pelo telefone celular, ´Márcio do Gueto´ ligou para um adolescente ordenando que ele levasse até o local de sua prisão um revólver de calibre 38. Quando o menor apareceu com a arma, foi também apreendido.

Os acusados foram levados para o plantão do 7º DP (Pirambu), onde foi lavrado o flagrante. Já o adolescente, acabou sendo transferido para a DCA, por ter sido detido com a arma.

Ainda de madrugada, ´Márcio do Gueto´ foi transferido para a carceragem da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), já que havia contra ele um mandado de prisão. Além disso, circularam boatos de que o bandido seria resgatado por sua quadrilha armada.

Crimes

´Márcio do Gueto´ passou a ser caçado pelas autoridades desde 2011. Acusado de diversos crimes, ele comandava o tráfico de drogas na Favela do Gueto, uma invasão localizada na antiga sede da fábrica de jeans ´Villejack´, na esquina das avenidas Senador Roberto Kennedy e Francisco Sá, na Barra do Ceará.

Por conta da disputa com outros traficantes, ´Márcio do Gueto´, conforme as autoridades, teria ordenado várias execuções sumárias na Barra do Ceará e na comunidade das Goiabeiras, onde, somente no ano passado, nada menos, que 77 pessoas foram assassinadas.

Caçado pela Polícia Militar, pela Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e também pela Delegacia de Narcóticos (Denarc), Márcio ´desapareceu´ do Gueto e foi se esconder no bairro Jardim Iracema, onde, desde o começo deste ano, vêm ocorrendo homicídios misteriosos e cruéis, à exemplo que acontecia na Barra.

Para a Polícia, a presença de Márcio no Jardim Iracema pode ter sido o motivo da eclosão de uma onda de mortes violentas ali e nos bairros vizinhos de Floresta, Álvaro Weyne e Quintino Cunha nos últimos quatro meses, conforme registros da Ciops e da DHPP.

Entre os assassinatos ocorridos na Barra do Ceará no ano passado, e cujas suspeitas recaem sobre o traficante, a chacina registrada na tarde de 14 de abril, nas Goiabeiras, quando foram mortos três jovens, identificados como Ronaldo Vieira da Silva, Valdir Felipe Freitas de Oliveira e Felipe Almeida dos Santos, os dois últimos, menores.

Policiais

Na conta de ´Márcio do Gueto´, há também a suspeita de ele ter ordenado a morte de dois policiais militares. O primeiro, o soldado PM Francisco Evandro Pinto Rodrigues, executado dentro de um bar, na Avenida 20 de Janeiro, na Barra do Ceará, no dia 25 de março do ano passado, juntamente com seu amigo Cleiton Ribeiro da Silva. Neste mesmo episódio, saiu gravemente ferido outro PM, o soldado Claudemir Ribeiro dos Santos, o ´Claudio Pit Bull´, irmão de Cleiton. Mas, seis meses depois, já recuperado das lesões sofridas no atentado, ´Pit Bull´ foi emboscado e fuzilado dentro de um carro no Parque São José.

Vários comparsas de Márcio já foram presos, entre eles, Maycon da Silva Nascimento, o ´Maycozinho´; Leandro Dutra da Cunha, o ´Playboy´; e José Flávio Rodrigues Pereira, o ´Gago da Barra´. Ambos são suspeitos de matar várias pessoas por ordem do chefe do bando.

FERNANDO RIBEIRO
EDITOR DE POLÍCIA

 

Diário do Nordeste-Polícia-02/07/2013

“Avenida Brasil” é anunciada no Chile e tem formas de divulgação inéditas

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/7ca6b1f06714d87d72f88b258c6367f3.jpg

Adriana Esteves é a Carminha de “Avenida Brasil” – Divulgação/Globo

Após ser exportada para o Uruguai, Portugal, Venezuela, Rússia, Croácia e Grécia, “Avenida Brasil” acaba de ser anunciada no Chile.
A novela de João Emanuel Carneiro será transmitida pelo Canal 13 e substituirá “A Vida da Gente” na faixa das 14h30 dentro de aproximadamente três semanas.

Canal 13 aposta em divulgação pesada para anunciar chegada de “Avenida Brasil”
Divulgação
Consagrada no Brasil e internacionalmente, o Canal 13 preparou uma pesada estratégia de divulgação da chegada do folhetim. Anúncios em jornais e revistas foram feitos – algo considerado inédito em se tratando de uma produção brasileira – com o objetivo de cativar o telespectador chileno da mesma forma que o brasileiro foi.
Em um dos materiais de divulgação, a trama do núcleo de Ricardo Waddington é chamada de “O grande êxito brasileiro” .
Em tempo:
Assim como “A Vida da Gente”, “Avenida Brasil” deverá ter um esquema de exibição similar ao do “Vale a Pena Ver de Novo” no Brasil. Em vez ter uma hora diária de duração, “Avenida” ficará no ar por 1h45, transmitindo assim pouco mais de um capítulo por dia.
NaTelinha

Record é a emissora que mais cobriu as manifestações, aponta pesquisa

Globo apareceu em segundo

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/8be7a9297b221864b74ea265a876f908.jpg

Carro da Record é incendiado em protesto; “Cidade Alerta” mostrou

Nos últimos 20 dias, as manifestações que aconteceram em várias cidades do Brasil movimentaram as televisões.

Segundo levantamento da empresa Controle da Concorrência, que monitora inserções comerciais na TV para o mercado publicitário, entre os dias 17 e 26 de junho as emissoras abertas exibiram cerca de 140 horas de coberturas dos protestos.

O canal que mais dedicou espaço ao tema foi a Record, com 48 horas de transmissão ao vivo e reportagens sobre os protestos, grande parte delas exibidas no “Cidade Alerta”, de Marcelo Rezende.

Já a Globo destinou 34 horas de sua programação para as manifestações. O “Jornal Nacional” foi quem mais mostrou os casos neste período.

A Band exibiu 27 horas de protestos, sendo nove horas só no “Brasil Urgente”. O SBT dedicou 18 horas para a cobertura, com oito horas no “Jornal do SBT Manhã”.

Por fim, a RedeTV! exibiu 12 horas de cobertura das manifestações.

Com informações da coluna “Outro Canal”.

 

 

NaTelinha

Cláusula contratual do “Festival Sertanejo” revolta cantores do reality

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/c80e501f88e8ff27f15927d70de66043.jpg

Pedro Leonardo, Helen Ganzarolli, Hugo e Thiago apresentam o programa – Foto: Carla Soltanovitch/NaTelinha

Uma cláusula nos contratos assinados pelos participantes do “Festival Sertanejo”, do SBT, revoltou os cantores.

Os artistas assinaram o acordo com uma cláusula que passa 10% do que eles faturarem com shows nos próximos cinco anos.

Segundo o jornalista Daniel Castro, a exigência revoltou uma dupla de Campo Grande (MS), que não assinou o contrato e por isso não está participando do reality.

Procurado, o SBT confirma a cláusula, mas diz que a emissora não tem nada a ver com isso, já que a comissão é cobrada pelo diretor musical Rommel Marques e pela produtora RMarchetti, que são os criadores do projeto.

O canal já exigiu uma mudança nessa cláusulas, que previam que a emissora também teria participação nos lucros dos cantores.

O “Festival Sertanejo” estreou no mês passado e vai ao ar nos sábados do SBT, a partir das 22h15.

NaTelinha

Schwarzer’s Fulham departure confirmed

Tuesday, 2 July 2013 8:26 AM

Schwarzer's Fulham departure confirmed

Fulham have confirmed that they will not be renewing the contract of Australian goalkeeper Mark Schwarzer, who has now left the club.

Schwarzer, 40, made 219 appearances for Fulham in five seasons after joining from Middlesbrough on a free transfer.

But the shot-stopper – who is the first player from outside the United Kingdom to notch 500 Premier League appearances – was told his contract would not be renewed at Fulham with a guarantee of playing first-team football.

That was at the top of the Australian’s list of demands and as a result he has left the club, with the player announcing as much last month.

Fulham confirmed his departure on Monday though, with a statement on their official website that thanked Schwarzer – who has been linked with a switch to Premier League club Hull City – for his efforts at Craven Cottage.

“Australian goalkeeper Mark Schwarzer was signed on a free transfer in 2008 after more than a decade at Middlesbrough and became a virtual ever-present in the side as our established number one,” it read.

“The stopper made his 500th top-flight appearance against Arsenal last season and, in doing so, became the first overseas player to reach that milestone.

“Schwarzer made his Fulham debut against Hull City and played every minute of the 2008/09 campaign to pick up the Club’s Player of the Year award at the end of his first season.

“Playing a huge role in our run to the UEFA Europa League Final in 2010, he became a Cottage favourite and made three penalty saves last season – most notably in the 3-3 draw at the Emirates against Arsenal.”

Fulham also confirmed the release of senior players Simon Davies, Chris Baird, Giorgos Karagounis and Mladen Petric on Monday.

 

Football Federation Australia

Etiópia é sancionada por uso de jogador irregular

Etiópia é sancionada por uso de jogador irregular

© Getty Images

A FIFA confirmou nesta segunda-feira, 1º de julho de 2013, que a Federação Etíope de Futebol (EFF) foi sancionada por usar um jogador irregular na partida entre Botsuana e Etiópia disputada no último dia 8 de junho pelas eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

A partida foi anulada e se concedeu vitória de 3 a 0 a favor de Botsuana. Além disso, a EFF também recebeu multa no valor de 6 mil francos suíços depois que o Comitê Disciplinar da FIFA considerou a entidade culpada de violação do artigo 55, par. 1º do Código de Disciplina e do artigo 8º do regulamento da Copa do Mundo da FIFA 2014.

A sanção diz respeito ao fato de o jogador etíope Minyahile Teshome Beyene não ter cumprido a suspensão automática de um jogo após ter recebido dois cartões amarelos em duas partidas diferentes (artigo 17, par. 3º do Código de Disciplina da FIFA).

 

FIFA.com