Glória Perez fala em campanha torpe contra sua novela

Glória Perez entre as atrizes Dira Paes e Nanda Costa de "Salve Jorge"

Glória Perez entre as atrizes Dira Paes e Nanda Costa de “Salve Jorge”

Agora em fase de desligar as turbinas e com a sensação de mais um dever cumprido, Glória Perez tem uma leitura própria sobre os problemas enfrentados por “Salve Jorge”, especialmente aqueles que dizem respeito a sua audiência. Leia o que a autora disse para essa coluna:

“Estreamos numa conjuntura muito desfavorável. Junto com as outras duas novelas, de modo que não tivemos escada. Primeiro dia do horário de verão, horário político, época de calor atípico, e a um mês de dezembro, quando toda a audiência cai naturalmente, porque as pessoas estão nas ruas, fazendo compras. Como se não bastasse, o mês que tínhamos para estabilizar –novembro– também foi atípico: um feriado de três dias numa semana e outro de 6 (!)!, acrescentando a isso uma campanha torpe que antecedeu a estreia da novela e formou um verdadeiro corredor polonês para sua travessia.”

 Foi uma novela que cutucou e desmascarou preconceitos. Dava um estudo de sociologia!

E prossegue a autora:

“Ainda assim conseguimos vencer. ‘Salve Jorge’ aterriza bonito! Considero uma grande vitória e uma demonstração de competência. Sem nenhuma falsa modéstia, não é pra qualquer piloto não!”

Glória também fala da contribuição da sua novela:

“‘Salve Jorge’ trouxe personagens marcantes, que vão ficar no imaginário popular, e um tema original que não será esquecido. Ousou e inovou, abordando um tema pesado, como esse do tráfico de pessoas, protagonizado por uma personagem que também ainda não tinha sido mostrada em novelas: a típica garota da favela. Acredito que tenha sido, também, a primeira protagonista prostituída. Foi uma novela que cutucou e desmascarou preconceitos. Dava um estudo de sociologia!”.

E finalizando, a Glória ainda destaca outro aspecto importante deste seu trabalho:

“O poder que a novela teve de interferir na realidade, salvando pessoas do cativeiro (como no caso da Espanha), denunciando e esclarecendo sobre esse crime pavoroso que é o tráfico humano”.

Segundo os dados mais recentes, “Salve Jorge” alcançou 37 pontos de média e 64% de participação no PNT – Painel Nacional de Televisão– até 14 de maio, com recorde de 47 e 72, contra 34 pontos e 60% de share na Grande São Paulo, números válidos até o capítulo desta quarta-feira.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.