Obra de aeroporto no Ceará precisa ‘ter ritmo acelerado’, diz ministro

Ministro da Secretaria de Aviação Civil visitou obras em Fortaleza.
Aeroporto deve estar pronto até e Copa e tem 12% de reforma concluída.

Com 12% de conclusão, as obras do Aeroporto de Fortaleza para a Copa do Mundo 2014 “precisam visivelmente ter o ritmo acelerado”, segundo o ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wellington Moreira Franco. “Temos dois problemas a resolver: um mais emergencial, que é essa greve dos trabalhadores. A outra é que precisamos acelerar o ritmo dessas obras, 12% é muito pouco em qualquer circunstância”, disse o ministro.

O ministro visitou Fortaleza nesta terça-feira para vistoriar o andamento das obras do Aeroporto Internacional Pinto Martins, que estão paradas há 16 dias devido à greve dos trabalhadores da construção civil pesada. A ampliação do aeroporto é um dos projetos para a Copa de 2014. A obra será construída em duas etapas, uma delas deve terminar antes da Copa do Mundo, em 2014, e a segunda em 2016.

“Conversamos com as empresas, com a Infraero, sobre a responsabilidade dessas obras. Nós temos um cronograma a cumprir e não tem plano B”. A Infraero prevê um terminal de passageiro três vezes maior do que o atual no aeroporto de Fortaleza. A reforma também vai dobrar o número balcões de check in, além de criar nove novas pontes de embarque. Com isso, segundo a Infraero, o Aeroporto Pinto Martins terá a capacidade para receber anualmente 14 milhões passageiros.

O governador do Ceará, Cid Gomes, afirmou que iria intermediar as negociações entre empresas da construção civil e trabalhadores, com objetivo de encerrar a greve da categoria. “Vou procurar a direção do sindicato dos trabalhadores e das empresas, embora acho que isso seja um assunto direto da Justiça do Trabalho”, disse Cid, sem afirmar se iria recorrer à Justiça para tentar terminar a greve. Os trabalhadores da construção civil reivindicam aumento salarial de 25%. Os empresários consideram o valor “fora da realidade” e ofertaram um reajuste de 8,7%.

“Cada etapa, cada dificuldade tem que ser enfrentada por todos nós”, afirmou o ministro Moreira Franco, que disse em seguida que precisaria do apoio de Cid Gomes e do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, para concluir as obras do aeroporto dentro do cronograma.

Novas pistas de pouso
O governador Cid Gomes disse ainda que o estado deve receber duas novas pistas de pouso, em Canindé e em Itapipoca, mas não deu prazo para início das obras. As pistas de pouso de Sobral, Iguatu, Crateús e Quixadá devem receber melhorias. Também sem precisar datas, Cid afirmou que a Agência Nacional de Aviação Civil deve garantir ao estado a permissão para operar voos comerciais no aeroporto de Aracati. “Vamos começar com voos de dia, e depois de obter alguns aparelhos de rádio vamos ter a permissão para operar o tempo todo”, disse.

 

G1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.