James Akel comenta a situação da REDETV! como um todo

https://i2.wp.com/tvfoco.pop.com.br/audiencia/wp-content/uploads/2012/08/Novidades-RedeTV.jpg

Primeiro a RedeTV colocou o João Kleber no domingo fazendo Teste de Fidelidade, à noite.
E deu certo.
Então, a RedeTV resolveu dar todas as manhãs pra Kleber fazer programa popular.
E deu errado, pois ele não tem conteúdo e nem roteiro pra fazer algo que dê ibope todo dia.
Não podemos dizer que o programa dele é péssimo porque simplesmente nem existe e o ibope é reflexo disto.
Um produto popular mas de qualidade e entendimento daria 2 de média de ibope, enquanto João dá 0,8.
Mas a teimosia do comando da RedeTV é tão grande que eu nem duvidaria que eles resolvessem criar um jornalismo popular na RedeTV.
As pessoas confundem jornalismo popular com popularesco.
São capazes de criar alguma bobagem tipo do Ratinho e acabar de vez com o que ainda resta de jornalismo na emissora.
Nem é difícil transformar o conteúdo atual em algo palatável.
Dá pra fazer com postura e conteúdo.
Mas precisa saber fazer e não fazer porcaria dizendo que está fazendo produto popular.
Se a RedeTV fizer jornalismo popular igual faz o programa de João Kleber, seria melhor nem fazer nada e transformar tudo em venda de horário.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 00h23 no dia 17 de abril de 2013

James Akel comenta que João Kléber derruba a audiência da REDE TV!

https://i0.wp.com/blogacessolivre.com/wp-content/uploads/2011/09/joao-kleber.jpg

O programa da manhã de João Kleber, com baixíssimo ibope na casa de 0,8, acaba toda manhã derrubando o ibope do programa anterior.
Antes de João Kleber o programa Se Liga Brasil dava 0,5 ou 0,6 de ibope, que acabava consolidando em 1.
Depois da vinda de João Kleber e seu programa de baixíssimo ibope nas manhãs, o Se Liga Brasil acaba ficando com 0,1 e 0,3 de ibope.
É uma derrota pra superintendente de artístico da RedeTV, que batalhou tanto pra que João Kleber ficasse com um horário tão grande, das 9h30 às 12h00horas.
A superintendente artística ganhou o horário do jornalismo mas acabou esquecendo de colocar produto da área de entretenimento no ar.
Agora esta superintendente artística vai ficar também com o restante do horário do jornalismo, das 8h30 às 9h00horas, e pelo que esta coluna soube ate agora o ibope vai continuar pífio.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 00h15

James Akel comenta o desempenho de Rebecca Chama

A minichef de cozinha Rebeca Chamma, um sucesso nas manhãs da TV Cultura, fazendo de verdade as receitas em cena, com a mão na massa e tudo mais, com um livro de sucesso escrito e um outro no caminho, é um sucesso tão grande que o canal a cabo Gloob tentou copiar e menina, criando um programa de receitas supostamente feitas por crianças.
Mas não é nada disto quando se vê na tela o que fizeram.
Colocaram uma adolescente de 15 anos narrando uma receita e dois meninos aparecendo ao lado de cada produto.
Nada mais.
E fazem de maneira tão rápida que sequer dá pra aprender a fazer aquilo que deveriam ensinar.
Rebeca tem carisma e o tempo de trabalho amadureceu seu jeito de apresentar o quadro na TV Cultura, com todo apoio da direção do programa de Fernando Gomes que soube posicionar a menina.
Vai ser difícil aparecer algo igual na TV.
Até pode aparecer alguém um dia.
Mas vai demorar muito isto ainda.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 00h14 no dia 17 de abril de 2013

James Akel comenta que SBT jogou talento de Tiago Abravanel no colo da TV Globo

https://aquisotemmaluco.files.wordpress.com/2013/04/tiago1.jpg

 

Tiago Abravanel deve ser convidado pra participar da novela das 6, com um papel de maior relevância do que o atual.
Tiago é um menino que ganhou a simpatia de todos da TV Globo, demonstrando grande carisma de tela e interpretação muito boa.
Engraçado é que este mesmo Tiago Abravanel foi “reprovado” no teste que fez pra ser ator da primeira novela de dona Iris Abravanel, madrasta da mãe de Tiago, no SBT, novela de triste lembrança de péssimo ibope.
Parece que quem fez o tal teste no SBT e que reprovou Tiago conhecia muito pouco de interpretação ou até de novela.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 00h14 no dia 17 de abril de 2013

James Akel comenta a relaçlão entre as cabeças da TV Globo no passado

https://aquisotemmaluco.files.wordpress.com/2013/04/tvglobo.jpg

Carlos Henrique Schroder, atual comandante geral da TV Globo, brigou no passado com Amaury Soares, numa briga tipo ou ele ou eu.
E na época, Schroder levou a melhor, ficou no Brasil e Amaury Soares foi mandado pra ser alguma coisa no escritório da TV Globo em Nova York.
Então num determinado momento a família Marinho precisou dos préstimos de Amaury Soares, daquele tipo de préstimo que só ele no caso poderia realizar.
Então trouxeram ele de volta e os préstimos foram realizados, aliás muito bem realizados de maneira tal que literalmente salvaram a TV Globo de uma situação difícil.
Schroder não pode tocar ou defenestrar Amaury de novo.
Quanto ao outro grande nome do jornalismo, Ali Kamel, é pessoa de confiança da família Marinho e por isto ficou no comando geral de jornalismo da TV Globo.
Ali Kamel, um humanista de formação, culturalmente muito avançado, está anos luz na frente de Schroder, quer em cultura geral quanto em jornalismo.
Então Schroder vai limpando as áreas que pode mexer e colocando gente não muito entendedora de emissora de TV para que cumpram ordens à risca e não discutam razões ou estratégia.
Aliás, se depender da estratégia de Schroder, a TV Globo já era.
Mas do jeito que as concorrentes estão, inexistindo de fato, a TV Globo ainda tem tempo de liderança muito largo.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 00h13 no dia 17 de abril de 2013

James Akel comenta saída de Érico Magalhães da TV Globo

Érico Magalhães era o vice de administração da TV Globo e quando o antigo comandante geral Octávio Florisbal não estava na reunião de comitê, era Érico quem ficava no lugar dele.
Érico disputou com Schroder a indicação para a direção geral da TV Globo e perdeu.
Então preferiu pedir pra ir embora do que aguentar acima dele alguém do perfil de Schroder.
Nos bastidores da TV Globo Schroder é conhecido pelo apelido de Alemão, não por sua descendência mas sim pela maneira rude de trato com subordinados.
Outro detalhe estranho sobre Schroder é que ele não é de olhar nos olhos de seus interlocutores, a não ser quando dialoga com Roberto Irineu Marinho, dono da emissora.
E Roberto Irineu ter escolhido Schroder para o comando é uma escolha que ele pode se arrepender em breve.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 00h12 no dia 17 de abril de 2013

James Akel comenta que diretor da TV Globo tem postura de novato

https://aquisotemmaluco.files.wordpress.com/2013/02/manoel-martins.gif

Manoel Martins, diretor de entretenimento da TV Globo, era orçamentista de produção de cenários. Da posição de orçamentista de cenários ele foi guindado à posição de diretor de entretenimento. Ou seja, não tem histórico nenhum pra ocupar o cargo que ocupa. Talvez até por isto ele permaneça no cargo. O novo diretor geral da TV Globo, Carlos Henrique Schroder, quer gente abaixo dele que não seja lhe faça sombra. Quanto mais desconhecedor do ramo melhor pra ser comandado. A TV Globo tem atualmente a pior linha de shows de sua história. Tudo isto, concomitante à sua programação, faz da TV Globo uma líder por vácuo de concorrência.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 00h11 no dia 17 de abril de 2013

Ações marcam Dia da Hemofilia em Fortaleza

No Ceará, o governo contabiliza 464 hemofílicos. A hemodiálise é um dos tratamentos da doença, que pode ser detectada na infância Foto: Rodrigo carvalho

Para marcar o Dia da Hemofilia, comemorado hoje, membros da Associação dos Hemofílicos do Ceará (Ahece), em parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia (Hemoce), farão ações na Praça do Ferreira, no Centro da Capital. As informações são da Redação do Diário do Nordeste Online.

Serão ministradas palestras e distribuídos panfletos informativos sobre a doença. Além disso, veículos do Hemoce também estarão recebendo doação de sangue no local.

O Ceará contabiliza 464 hemofílicos atendidos pelo Estado. A doença é um distúrbio genético no sangue, caracterizado pela ausência de um dos fatores responsáveis pela coagulação deste fluido. “Pessoas normais levam um corte profundo ou pancada e o ferimento sara sozinho. Já nos hemofílicos, esse ferimento leva muito mais tempo para cicatrizar e, dependendo da gravidade, pode causar hemorragias sérias, com sequelas”, explica o presidente da Ahece, o estudante universitário Francisco Isleudo Soares Fausto, 24.

A patologia pode ser descoberta logo na infância, através do teste do pezinho. Os principais sintoma são os sangramentos, principalmente dentro das juntas e dos músculos.

Existem dois tipos da doença: a hemofilia A, que representa 80% dos casos e é causada pela deficiência do Fator VII, e a hemofilia B, decorrente da deficiência do Fator IX.

O tratamento é feito com doses injetáveis dos fatores coagulantes, distribuídas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No Ceará, todos os hemocentros da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) disponibilizam o medicamento para os hemofílicos que são cadastrados na rede pública.

 

Diário do Nordeste -Cidade-17 de abril de 2013

Parlamento da Nova Zelândia aprova casamento homossexual

77 parlamentares votaram a favor da reforma

O Parlamento da Nova Zelândia aprovou nesta quarta-feira (17) o casamento homossexual e se tornou o 13º país do mundo a admitir o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo. Os neozelandeses já autorizavam desde 2005 a união civil estável.

A nova lei, que altera a legislação que vigorava no país desde 1955, foi aprovada pela Câmara dos Deputados 27 anos depois da descriminalização da homossexualidade. O país é o primeiro da região Ásia-Pacífico a aprovar o casamento gay.

A medida foi aprovada com 77 votos a favor e 44 contra, após um processo legislativo iniciado em agosto do ano passado e que incluiu três leituras, a última realizada no dia 10. O resultado foi recebido com aplausos e comemoração entre deputados e o público da audiência, que pôde ser acompanhada ao vivo pela televisão.

A reforma da lei, apoiada pelo primeiro-ministro de centro-direita John Key, foi apresentada por Louisa Wall, deputada homossexual do Partido Trabalhista, o principal da oposição. Em entrevista à agência de notícias France Presse, ela diz que a antiga lei considerava os gays como inferiores ao resto da sociedade.

“Este texto permite garantir que o Estado não discrimine nenhuma categoria da população em função de sua orientação sexual”, disse.

Nova lei entra em vigor a partir de agosto

Quando a legislação entrar em vigor, em agosto deste ano, os casais de homossexuais e transexuais poderão contrair matrimônio e aqueles que se casaram no exterior poderão solicitar o reconhecimento oficial da Nova Zelândia.

Além disso, a lei também permitirá que caso uma pessoa deseje mudar de sexo não será obrigada a se divorciar, como ocorria no passado. O texto enfrentou uma forte oposição, principalmente do grupo Family First, que acusa os políticos de fragilizar o matrimônio por causa da pressão de ativistas homossexuais.

Atualmente, o casamento gay é legalizado na Holanda, Bélgica, Canadá, África do Sul, Noruega, Suécia, Portugal, Islândia, Argentina, Uruguai, Dinamarca e Espanha, assim como em seis Estados dos EUA e, no México, na capital e no Estado de Quintana Roo, onde fica Cancún.

 

Diário do Nordeste-Internacional-17 de abril de 2013

Classificação para pensar no futuro

Ante o Luziânia, Leão tenta esquecer derrota no clássico com a vaga na 2ª fase. Hoje, uma vitória simples basta

Na mesma semana em que teve de digerir a derrota para o Ceará no Clássico-Rei, pelo Campeonato Cearense, o Fortaleza tem de levantar a poeira e dar a volta por cima, desta vez pela Copa do Brasil, na qual enfrenta o Luziânia/DF, às 22 horas de hoje, na Arena Castelão.

Edson Santos formará dupla de ataque com Assisinho, em busca da vitória. Foto: JL rosa

No jogo de ida, o Leão empatou em 0 a 0 contra equipe local e saiu reclamando do estado do gramado, o qual prejudicou o rendimento das duas equipes.

Hoje, contando com um “tapete” de primeiro mundo do estádio cearense para a Copa-2014, o time espera que a missão de conseguir uma vitória simples para se classificar seja facilitada. Um novo empate sem gols conduzirá a decisão para as penalidades máximas.

Uma derrota num clássico sempre deixa um rastro de negativismo no clube e no Pici não foi diferente. Pelo menos do ponto de vista da torcida, que anda na bronca com o time. Entretanto, internamente, a confiança é grande na conquista da vaga para a segunda fase, a julgar pela boa exibição do Leão no segundo tempo do Clássico-Rei, apesar da derrota para o rival.

Sangue frio

O técnico Hélio dos Anjos terá de usar toda a sua experiência no futebol para administrar o soerguimento do moral dos jogadores, escalar uma equipe competitiva e gerenciar os desfalques do time, que aparecem justamente quando o esperado “encaixe” da escalação, aparentemente, já estava a caminho de ocorrer.

O primeiro desfalque é o volante Jackson Silva, que foi expulso no jogo de ida contra o Luziânia, na casa do rival. Para completar a dor de cabeça de Hélio dos Anjos, o zagueiro Charles apresentou uma lesão parcial de ligamento e vai demorar cerca de 21 dias para retornar. Completando as ausências, o meia Lúcio e o zagueiro Cássio – que iria fazer a estreia -, não atuarão porque estão contundidos.

Modificações

O treinador não quis entregar a escalação de sua equipe, mas adiantou que o goleiro João Carlos, que não atuou no clássico, retoma a posição de titular, após se recuperar de uma virose. No meio, entram Jackson Caucaia e Edinho, tornando a equipe mais ofensiva. “Estou tendo oportunidades e, graças a Deus, correspondendo. Vou dar tudo de mim para ajudar o Fortaleza”, prometeu o meia Edinho, revelação das categorias de base.

O treinador do Leão disse que o grupo está bem preparado. “O jogo é difícil, mas estamos em busca da afirmação a cada jogo da temporada”, disse ele.

Luziânia quer jogar no erro do Fortaleza

O técnico Marquinhos Bahia já orientou os jogadores do Luziânia para jogarem no erro do Fortaleza e assim conseguirem surpreender o Leão no seu próprio território. Dessa maneira, a marcação será forte do meio campo para trás, para buscar os contra-ataques.

Os jogadores do Luziânia têm avisado que esperavam um Fortaleza mais forte, o que não ficou evidenciado no primeiro jogo, no qual as duas equipes empataram em 0 a 0.

Desfalque

O técnico Marquinhos Bahia terá um desfalque para a partida de hoje. O meio-campista Lucas, que foi expulso no jogo de ida no Estádio Zequinha Roriz será substituído por Zé Ricarte. O ataque será formado pelo uruguaio Matias Tellechea e Têti.

A delegação do Luziânia viajou para a Capital cearense na manhã desta terça-feira, não realizando mais nenhum trabalho até o horário da partida de hoje.

De acordo com a CBF, o Luziânia receberá R$ 150 mil pela participação nesta primeira fase. Caso alcance a classificação à próxima etapa, teria direito a R$ 300 mil de premiação.

IVAN BEZERRA
REPÓRTER

 

Diário do Nordeste -JOGADA- 17 de abril de 2013