Annalisa Greco termina o namoro e tira a roupa

Annalisa Greco your desire

Annalisa Greco é uma estagiária em Publicidade e Propaganda . A moça tem 20 anos. Aos 19 , recebeu um convite para posar nua para o site EROSBERRY !Porém , o namorado ciumento barrou as negociações !O tempo passou e o namoro terminou.Uma produtora voltou a convidá-la para posar nua e ela aceitou sem pensar duas vezes  !CLIQUE AQUI para visualizar o ensaio completo !

“Salve Jorge” e “Jornal Nacional” atingem alta audiência em Porto Alegre

https://i1.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/ea0019d444aa14de0be7fcb2181fca90.jpg

 

A RBS TV, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul, tem comemorado os índices de audiência no horário nobre.

Em Porto Alegre, a novela “Salve Jorge” tem conseguidos seus melhores resultados.

Entre os dias 1 e 6 de abril, a trama de Gloria Perez teve média de 43 pontos, com 72,4% de participação, sendo a maior audiência da casa. No mesmo horário, Record RS e SBT RS ficam empatadas com 3 pontos.

Outro destaque é o “Jornal Nacional”, que chegou aos 35 pontos de Ibope com 63,2% de participação. A capital gaúcha é a segunda melhor praça para o jornal em termos de audiência, sendo superada apenas por Salvador, onde o noticiário chega a 38 pontos.

NaTelinha

 

João Kléber e seu lixo televisivo

Tá faltando ator que queira atuar em programas populares, é isso? Uma nova “coincidência” foi descoberta no “Você na TV”, programa matinal de João Kleber. Claudia, atração do programa de estreia que protagonizou o “Teste de Amizade”, versão light do “Teste de Fidelidade”, já tinha participado do “Quem Convence Ganha Mais”, do SBT. A denúncia é trazida por Maurício Stycer, do UOL.

No primeiro “Teste de Fidelidade”, o casal que participou do programa também já tinha ido no extinto programa de Christina Rocha no SBT. Estou começando a acham que ambas as produções tem “parceria” para intercâmbio de participantes.

Bom, em tempo: segundo uma informação trazida com exclusividade pelo NaTelinha, o “Teste de Fidelidade” é meio a meio: meio armado, meio verdadeiro. Ultimamente, tá difícil acreditar. Mas quem quer saber disso quando se tem sedutoras tão lindas, não é mesmo?

Gabriel Vaquer escreve sobre mídia e televisão há vários anos. Além do “Antenado”, é responsável pelo “Documento NaTelinha” e é comentarista esportivo na Rádio-web Equipe Show de Bola. Converse com ele. Twitter: @bielvaquer

Esporte Interativo precisa se profissionalizar

 

Mesmo reformulando sua programação e obtendo muitos fãs na internet, o Esporte Interativo ainda não conseguiu entrar no line-up da NET e Sky, principais operadoras de TV por assinatura do país. E vendo seus programas, dá até pra entender: mesmo com ótimos profissionais, o canal ainda tem cara de amador.

Lógico, é preciso entender que a emissora é a única esportiva que não tem um grande grupo por trás, como ESPN, SporTV, Fox Sports e Band Sports, mas o canal já tem sete anos na ativa e ainda não conseguiu tirar essa cara. Pior: nos últimos anos, com a perda de eventos importantes, essa cara acabou se reforçando. Uma pena.

 

Gabriel Vaquer escreve sobre mídia e televisão há vários anos. Além do “Antenado”, é responsável pelo “Documento NaTelinha” e é comentarista esportivo na Rádio-web Equipe Show de Bola. Converse com ele. Twitter: @bielvaquer

Band deveria dar mais valor para Nadja Haddad

https://i1.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/52f1b45f17af3c197166dd21994b2ec5.jpg

 

A Band tem um pequeno histórico de profissionais competentes que foram demitidos de uma forma não muito legal: Claudete Troiano, Jorge Kajuru, Astrid Fontenelle e Silvia Poppovic. E pelas informações dos últimos dias, infelizmente, a lista deve aumentar com uma apresentadora que não merece tal tratamento: Nadja Haddad.

No ano passado, Nadja foi eleita a “Musa da Band” pelo programa “Pânico” e, na casa, já apresentou vários telejornais, além dos programas “Vídeo News” e “Zoo”.

Desde sempre, achei Nadja uma grande profissional e pouco valorizada pela emissora. Ela sempre mereceu algo além de apresentar programas tapa-buracos. Em 2011, eu fiquei sabendo que o SBT gostaria de contratá-la, mas como gosta da Band, Nadja teria recusado o convite naquele momento.

Não sei se ainda existe essa intenção ou se era apenas boato, mas como citei acima: Nadja tem um jeito profissional que gosto muito. Em 2012, tive a oportunidade de entrevistá-la no “Teleton” e isso também comprovou outra visão que tinha: ela é uma pessoa de caráter exemplar.

Espero que a Band mude de ideia e renove, se não, que maravilhosos caminhos aparecem para ela. Pelo que conheço dela, parece merecer e muito

 

Gabriel Vaquer escreve sobre mídia e televisão há vários anos. Além do “Antenado”, é responsável pelo “Documento NaTelinha” e é comentarista esportivo na Rádio-web Equipe Show de Bola. Converse com ele. Twitter: @bielvaquer

“Eu batia até em criança”, revela Marco Feliciano

“Não tenho medo de admitir o que eu fiz”, diz pastor em novo vídeo

https://i1.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/0c2df82a1f5a3549a04df86abb7709ef.jpg

Declarações do pastor, deputado e presidente da Comissão dos Direitos Humanos, Marco Feliciano, continuam rendendo na internet.

Desta vez, um vídeo publicado no Youtube mostra o pastor, há alguns anos, pregando e confessando: “Eu batia em criança”.

A revelação surgiu quando Feliciano lembrava de seu início na igreja: “Há tres anos atrás eu era o pior diácono da minha igreja, eu batia até em criança. Só o sangue de Jesus… Meu pastor é que sabe disso. Minha esposa tá ali, quando eu falo isso ela abaixa a cabeça e fica vermelhinha. É verdade, eu não tenho medo de admitir o que eu fiz”.

Assista:

NaTelinha

North Korea broadcasts live match on TV for first time (pity they lost 7-0)

Football-loving country sees usually well-drilled team crash out to Portugal in World Cup

Fans of North Korea and Portugal mix

Fans of North Korea and Portugal mix during the Group G World Cup encounter. Photograph: Empics Sport

Of all the games to choose for a first live broadcast during this World Cup, a 7-0 drubbing was probably the last thing the authorities in North Korea wanted to see. But the isolated, football-loving nation witnessed its team’s collapse to Portugal along with the rest of the world today as the state broadcaster, Korean Central Television, showed the entire game, despite a reputation for political caution and face-saving censorship.

Previous games in the tournament – including North Korea’s narrow loss to Brazil – were screened several hours after they happened, but visitors to Pyongyang confirmed the country’s second Group B match was broadcast in full with no noticeable delay.

The collapse in North Korea’s fortunes was all the more surprising after their ultra-defensive strategy had frustrated Brazil for so long in the opening fixture. After today’s match the players trooped silently back to the dressing room, heads down, and did not speak to reporters.

Perhaps fearful of the repercussions back home for his squad, North Korea’s manager, Kim Jong-hun, attempted to deflect blame on to himself. “As the coach, it was my fault for not playing the right strategy,” he said. “That is why we conceded so many goals.”

North Korea were only a goal down at half-time but, chasing an equaliser, the team’s much-vaunted blanket defence disintegrated.

“My players played to their full potential but technically we fell apart and could not stop their attacks,” added Kim. “As the game went on the Portuguese attack became more aggressive. After the first goal we tried to pull one back but it just led to the team collapsing. The attack and defence was not balanced, the players became agitated and couldn’t defend well.”

Kim was, however, optimistic reaction in North Korea would not be too severe. “Back home I believe they will look to the next game and be rooting for us to play well in our final game and encourage us. We have not been able to reach our objectives but we have one game left to reinforce our mental abilities.”

Ahead of the live screening there was considerable excitement in North Korea, where football is the most popular sport but most games, even in domestic and foreign leagues, are shown only after a delay of several hours or days.

The country’s opening match against Brazil was reportedly not broadcast in full until 17 hours after it finished, and many people already knew the score via newspaper and radio reports. The World Cup draw – shown live across most of the world late last year – was not broadcast in North Korea until weeks later.

Authorities in Pyongyang have not disclosed their reasons for the earlier delays, but it is likely to be a combination of time differences (the Brazil game was played in the middle of the night in North Korea), technical issues (there is only one channel outside the capital), rights ownership, and censorship (North Korea’s media is arguably more tightly controlled than any other in the world).

Foreign residents in North Korea said the news of the live broadcast spread like wildfire. “This is significant,” said Simon Cockerell of Beijing-based Koryo Tours, which has organised several trips to the isolated nation.

“I have seen a lot of games in North Korea and they never show them live. I doubt there has been a letter-writing campaign, but they do seem receptive to the public desire to see live football.”

Last week the Asia-Pacific Broadcasting Union – a regional agent for Fifa – announced it would provide free coverage of the tournament so that North Korea’s 23 million citizens can get a taste of life outside their homeland. The agreement was reportedly finalised only hours before the start of the tournament, which has given the local broadcaster little time to prepare.

At the last World Cup broadcasts were shared by the South Korean rights holder, but relations between the two sides of the peninsula have soured since the sinking of a South Korean ship with the loss of 46 lives this year. Earlier this month South Korea said it would not provide coverage of the tournament.

The political implications are hard to gauge. The heavy loss will certainly have been a blow to a pride-conscious nation, but the realism of many fans about their team’s chances may have softened the impact.

While some hoped for revenge against Portugal – who knocked North Korea out of the World Cup during their last appearance in the finals, in 1966 – there was widespread understanding that they are a superior side.

Now out of the tournament, North Korea will be hoping to salvage some pride in their final game against Ivory Coast, though it remains to be seen whether the authorities will once again risk showing the game live.

 

World Cup 2010

Coréia do Norte aponta mísseis para o Congresso Brasileiro e preocupa

Ditador norte-coreano fez um comunicado para explicar por que o Brasil está na lista
PRKBRA

A Coréia do Norte resolveu apontar, na tarde de hoje, mísseis em direção o Congresso Nacional Brasileiro, causando preocupação para Renan Calheiros, José Sarney, Marcos Feliciano e até o Tiririca – que está bastante nervoso com isso.

O governo brasileiro chegou a acreditar que os mísseis foram apontados em razão da aliança comercial entre Brasil e Estados Unidos, porém, o fato foi desmentido pelo ditador Coreano. A razão para o apontamento dos mísseis, segundo a Coréia do Norte, foi provocada pela Internet.

“O governo coreano recebeu bilhões de e-mails, de brasileiros, pedindo o apontamento dos mísseis para o congresso e resolvemos atender porque, antes de iniciarmos uma guerra, podemos usar o Congresso Brasileiro como um alvo para realizarmos testes, já que os próprios brasileiros se mostraram a favor”, disse o Porta Voz da Coréia do Norte.

Conheça Tina, a personagem de Ingrid Guimarães em “Sangue Bom”

A novela de Maria Adelaide Amaral e Vicent Villari estreia no próximo dia 29.

Tina (Ingrid Guimarães) - Foto: TV Globo

Muitos relacionamentos amorosos serão abalados na nova novela das sete, “Sangue Bom”, de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. Tina (Ingrid Guimarães), a secretária de Silvia (Mila Moreira), diretora na agência Class Mídia, será abandonada no altar pelo noivo, Vitinho (Rodrigo Lopez). Apesar de amá-la, o trauma causado por Bárbara Ellen (Giuliam Gam) no passado fará com que o rapaz desista da união na hora do sim. Sempre muito alegre e positiva, Tina terá um baque emocional com a não realização do casamento. A partir de então, ela passará a dedicar a vida ao projeto de se vingar de Bárbara.

Mas a atriz canastrona acumula outras armações amorosas no currículo. Também no passado, Bárbara fez com que Irene (Deborah Evelyn) flagrasse um momento íntimo dela com Plínio (Herson Capri), seu namorado. Irene acabou indo embora levando consigo um grande segredo que envolve seu antigo amor. Com o novo nome de Rita de Cássia, Irene abandonou a vida que tinha e se dedicou ao trabalho de contadora de histórias e estátua viva.

Mas quem sofre com todo o drama a que se tem direito é Damaris (Marisa Orth). Seu maior objetivo é reconquistar o marido Wilson (Marco Ricca). E, para isso, ela vai usar de todas as armas possíveis em suas ideias mirabolantes. Filha de um feirante bem sucedido, sempre teve vida farta, mas jamais se preocupou em adquirir educação, elegância ou bom senso. Seu traço dominante é a total ausência de noção do ridículo. Grossa, inadequada e espaventosa, diz a todo mundo que é a melhor amiga de Bárbara (Giulia Gam) e considera um luxo ter uma amiga “famosa e importante”.

Escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, “Sangue Bom”, próxima novela das sete da Globo, é uma comédia romântica urbana e contemporânea, ambientada em São Paulo, com direção de núcleo de Dennis Carvalho e direção geral de Carlos Araújo.

O Planeta TV

Produção evita encontro entre Susana Vieira e Elizabeth Savalla em “Amor à Vida”

As duas se estranharam no passado durante as gravações de “A Padroeira” (2001).

A produção de “Amor à Vida”, a próxima novela das nove da Globo, tenta manter Elizabeth Savalla bem longe de Susana Vieira. De acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo, as veteranas, que agora serão protagonistas do folhetim de Walcyr Carrasco, se estranharam no passado durante as gravações de “A Padroeira” (2001).

Para evitar novas confusões envolvendo as atrizes, até o cronograma de gravações está sendo repensado. A produção não quer que as duas se esbarrem nos camarins.

Por acaso, o que obviamente acontecerá, elas devem se cruzar apenas em cena.

O Planeta TV