Novidade no elenco de “Nikita”

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130328003313.jpg

Jessica Camacho será Rachel em Nikita – Divulgação

A atriz Jessica Camacho, que recentemente fez parte do elenco de “Last Resort”, foi contratada para participar da série “Nikita”.

A atração acompanha a vida de uma garota condenada à morte, que aceita trocar a pena por um treinamento para uma agência secreta, sendo transformada em assassina profissional. Após ser trocada por outra matadora pela agência, Nikita (Maggie Q) se revolta e traça um plano de vingança.

De acordo com o site TV Line, Camacho interpretará Rachel, uma das últimas agentes da Divisão, que está tentando escapar deles.

“Nikita” é transmitida pela Warner Channel no Brasil.

 

natelinha

RedeTV! contrata ex-diretor do “Pânico” para criar versão do humorístico

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130328085100.jpg

Divulgação
A RedeTV! contratou Ricardo de Barros, ex-diretor do “Pânico”, para criar um programa humorístico bem parecido com a atração que hoje está na Band.
De acordo com a jornalista Janaina Nunes, da coluna “Em Off”, a ideia é ter um formato que chame atenção das celebridades com abordagens constrangedoras, tenha humoristas capazes de se comunicar bem com os jovens e mulheres que mexam com o imaginário dos homens, como as Panicats.
Nas noites de domingo, a RedeTV! ainda não conseguiu se ajeitar após a perda do “Pânico” para a Band, no ano passado. A mais nova tentativa é exibir a edição inédita do “Teste de Fidelidade”, apresentado por João Kleber.
natelinha

Campeã do “BBB13”, Fernanda explica por que fazia a barba no reality

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130327180144.jpg

Divulgação/TV Globo
Em entrevista ao programa “Mais Você” nesta quarta-feira (27), a campeã do “Big Brother Brasil 13”, Fernanda Keulla, disse por que fazia a barba no confinamento.
A advogada ficou preocupada com os seus pelos, que crescem de maneira rápida no rosto, e passou a usar barbeador depois de uma conversa com Yuri no início do programa.
“Me inspirei no Yuri. Lá é proibido pinça e cera de depilar. Começava a crescer o bigodinho e eu ficava desesperada. Perguntei pro Yuri o que as mulheres da edição dele faziam e ele disse que a Monique descoloria os pelos. Como não tinha descolorante, usei o barbeador”, explicou a mineira.
Ao ver as suas imagens se barbeando na TV, ela confessou aos risos: “Estranho. Achei curioso”. Fernanda disse que não deve fazer isso mais na frente das câmeras.
natelinha

“Funcionário que quebra contrato, não volta”, diz diretor geral da Globo

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130328122348.jpg
Foto: Carla Soltanovitch/NaTelinha
Carlos Henrique Schroder assumiu a direção-geral da TV Globo em 2012. Na festa de lançamento da nova programação da emissora, que aconteceu na noite desta quarta-feira (27), ele falou com a imprensa. O NaTelinha esteve presente.
Sobre audiência, ele revelou que nunca será o fator número um para qualquer programa do canal.
“Nunca será nosso fator número um. Meta de audiência é consequência. Imagine se a gente tivesse falado para o João Emmanuel Carneiro que a meta de ‘Avenida Brasil’ seria de 45 pontos. A novela fechou com 43. Podemos dizer que ela foi um fracasso? De jeito nenhum. Mais do que audiência, o que importa é ter relevância”, disse.
Schroder falou ainda sobre funcionários que resolvem quebrar contrato para migrar para outras emissoras e foi taxativo.
“Se o funcionário resolve ir para outra emissora depois que seu contrato chega ao fim por motivos financeiros ou qualquer outro, tudo bem. Ele está no direito dele, é a lei do mercado. Ele pode passar um tempo fora e até mesmo voltar. Mas se ele rompe um compromisso antes do fim, é como se ele rasgasse um contrato. E aí quebra o elo de confiança. Nós preservamos a fidelidade. Como saber se alguém que quebrou esse elo manteria um novo contrato? Se o funcionário deixou a Globo com rompimento de contrato, ele não volta”, disse o diretor.
Ele também comentou a respeito das mudanças na grade matutina do canal e negou que a programação vespertina também sofrerá alteração.
“É normal que, ao abrir mão disso (programação infantil), a faixa da manhã leve um período para se adaptar. Hoje, o ‘Encontro com Fátima Bernardes’ está completamente estabelecido. Mas para mudar precisa haver um real problema. Não há, a curto prazo, nenhuma intenção de mexer na grade da tarde”, disse.
Nesta quinta-feira (28), a Globo exibirá um programa especial para apresentar ao grande público as suas novidades para 2013. O especial “Vem Aí” vai ao ar logo após a novela “Salve Jorge”.
natelinha

Administração de novo estádio de futebol exclui Record Bahia de visita técnica

Emissora repudia atitude

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130328111954.jpg

Divulgação

A TV Itapoan, afiliada da Record na Bahia, enviou uma nota de repúdio à imprensa, assinada por Carlos Alves, diretor executivo do canal, repreendendo a atitude da administração da Nova Arena Fonte Nova, estádio da Bahia que será usado na Copa das Confederações e Copa do Mundo.
 
Na visita técnica realizada na manhã da última terça-feira (26), onde o pessoal de diversos veículos de comunicação conheceram as instalações do estádio, a emissora não foi convidada pelos responsáveis da nova Arena.
 
Segundo a nota, a TV Itapoan espera que esta tenha sido “a última tentativa de impedir o acesso da emissora aos estádios baianos para coberturas jornalísticas” a fim de evitar que o telespectador baiano seja “privado do direito a informação”.
 
Além disso, a Record Bahia considera ser de “extrema importância haver respeito e igualdade com a imprensa”.
 
Confira a nota na íntegra:
 
“A TV Record Bahia vem tornar público nosso repúdio à atitude tomada pela a administração da Nova Arena Fonte Nova por excluir a emissora de participar da  visita técnica a arena.
 
A visita realizada na manhã desta terça-feira (26), contou com a presença dos principais veículos de comunicação do Estado da Bahia para conhecer as cabines de transmissão, os locais específicos para posicionar as unidades móveis das emissoras, procedimentos para passagem de cabo de transmissão além do posicionamento operacional das câmeras e dos recursos disponibilizados pela arena para a imprensa.
 
Consideramos que para a TV Itapoan, primeira emissora do Estado da Bahia, assim como para todos os veículos baianos é de extrema importância haver respeito e igualdade com a imprensa para que seu trabalho possa ser realizado da melhor forma possível.
 
Esperamos que esta seja a última tentativa de impedir o acesso da emissora aos estádios baianos para coberturas jornalísticas. Afinal, o nosso espectador não pode ser privado do direito a informação”.
 
natelinha

Renato Maurício Prado comenta o últimos assuntos relativos ao Campeonato Carioca

O show da noite foi do jovem Michel, jovem atacante tricolor que fez os três gols da vitória de virada do Fluminense sobre o Macaé (3 x 1).

O momento bizarro, a cobrança de pênalti de Rhayner, que isolou a bola e continua sem marcar há dois anos (já é a segunda vez que os jogadores do Flu o colocam para cobrar uma penalidade máxima na vã esperança de que quebre o jejum).

O sufoco, o que viveu o Flamengo, que com menos de cinco minutos já perdia por 1 a 0 do Bangu e só conseguiu a virada, nos derradeiros minutos, graças a um cruzamento de João Paulo que o zagueiro Ives desviou de cabeça, tirando a bola do alcance do goleiro Getúlio Vargas e garantindo a primeira vitória rubro-negra na era Jorginho (2 x 1).

O golaço saiu também nesse jogo, do pé esquerdo de Rodolfo, que substituiu Carlos Eduardo (uma vez mais, decepcionante) e, num giro rápido, acertou um chute espetacular, no ângulo.

O choque de realidade veio no empate do Vasco com o Olaria (0 x 0, numa partida medonha). Os cruz-maltinos praticamente se despediram de qualquer sonho em relação ao Estadual, e o técnico Paulo Autuori teve uma boa medida do gigantesco trabalho que tem pela frente.

O mico do campeonato? A lamentável e inaceitável situação do Engenhão, que teve que ser interditado por problemas estruturais a menos de seis anos de sua construção.

Imagina os estádios da Copa…

Coluna redigida pelo jornalista Renato Maurício Prado para o jornal carioca O GLOBO no dia 28 de março de 2013

James Akel comenta que nada parece funcionar na Rede Record

A tal propalada TV Record, que dizem ter dinheiro sem fim, carece de coerência.
Na festa de lançamento de sua programação, não estava presente seu vice de artístico, Honorilton Gonçalves.
Acho que nem ele acredita no que estavam mostrando no dia.

O vice de comercial que teve a honra de falar pela emissora, falou bobagens tão grandes que parece ter tido treinamento para falar em público com certos políticos.
Walter Zagari primeiro disse que em 2012 a emissora faturou 1 bi 720 milhões, valor que seria muito superior ao que faturou em 2011.
Mas em 2011, a divulgação feita pela emissora parece ter sido, se não me engano, de 2 bi e 300 milhões.
Eu devo estar muito enganado e a verdade deve ser a palavra do representante do dono da casa.
Se eu acredito na Dilma falando da excelente economia do Brasil, devo acreditar no Walter dizendo do excelente faturamento da TV Record.
Apenas pra lembrar, a TV Globo, em 2012, faturou 12 bi.
São 7 vezes o faturamento da TV Record.

Depois, Walter Zagari falou aquela bobagem inominável de que em 5 anos alcançaria a TV Globo.
Isto ele tinha dito para a mídia em 2005 e em 2010 a TV Record estava longe da TV Globo e apanhando da TV do Silvio.
Isto me fez lembrar a história do homem que se ofereceu para fazer o cavalo do rei falar em 20 anos.
Então o rei disse que se o homem não cumprisse a promessa ele seria morto.
Mas durante o tempo de treinamento o homem ficaria hospedado no palácio do rei.
Então um amigo do homem treinador disse que ele estava louco e jamais faria o cavalo falar.
O homem treinador disse que sabia disto, mas por 20 anos ele viveria no palácio e dali a 20 anos, ou o rei tinha morrido, ou o cavalo tinha morrido, ou ninguém mais se lembraria do assunto.

Pra terminar, a comida da festa da TV Record, festa feita num Hotel ao lado da TV Globo, foi mal calculada pra tanta gente que estava ali e pareceu que nem dava pra todo mundo, assim igual ao Ibope da emissora.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 08h42 no dia 28 de março de 2013

 

James Akel comenta que saída de Christina Rocha do SBT não tem fundamento

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130327221208.jpg

Não tem menor fundamento a notícia da saída de Christina Rocha do SBT.
A própria Sônia Abrão desmente que tenha dito tal coisa que a ela foi atribuída por um site.
Christina Rocha não teve nenhuma reprovação por parte do comando do SBT por sua atitude durante a apresentação de seu programa nesta semana.
E na próxima semana já deve estar no comando do Casos de Família, com programas já gravados.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 08h24 no dia 28 de março de 2013

<!–[ link ] –>

James Akel comenta lei promulgada pelo Congresso Nacional

Todos sabemos da importância da empregada doméstica nas casas que delas precisam.
E também sabe-se da importância da classe média para empregar as mulheres que precisam deste tipo de emprego.
Então o Congresso, em mais um ato demagógico e sem compromisso com a realidade social, cria uma lei de empregadas domésticas que por si só causou mais dúvidas do que soluções.
Todas as empregadas devem ter FGTS e registro em carteira.
Isto é o mínimo para garantir a aposentadoria delas.
Mas ficar criando regras que as impeçam de trabalhos nos horários desejados vai fazer com que os empregos sejam reduzidos e principalmente as empregadas que dormem no emprego tenham que deixar o emprego pois os patrões correrão o risco de processos trabalhistas por considerarem o horário da noite sendo hora extra.
Os empregos domésticos são uma forma de trabalho que está reduzindo as vagas, pois a classe média está com redução de seus rendimentos.
Agora com tantas regras estes empregos tendem a reduzir num país que tanto precisa criar empregos.
Tanto se fala que o Congresso não trabalha e tem deputados sem ter o que fazer.
Pra fazer isto que fez seria melhor continuar sem trabalhar.
Esta é apenas mais uma das tais medidas demagógicas legais que acabam por prejudicar os que deveriam ser beneficiados.
Há nas fazendas do interior do Estado mais de 300 mil moradias de fazendas desocupadas por causa do Estatuto Rural.
Eram antigas colônias de trabalhadores que moravam nestas casas com suas famílias com todo conforto do campo.
O Estatuto Rural inventado criou tantos direitos na fantasia que fez com que os fazendeiros acabassem por não deixar mais os trabalhadores lá morarem e estes trabalhadores foram vivem em favelas nas cercanias das cidades e viraram boias frias.
Ou seja, ninguém ganha com tanta bobagem que o Congresso faz.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 08h23 no dia 28 de março de 2013

<!–[ link ] –>