Com “Balacobaco”, Record recupera a vice-liderança no horário nobre

Foto: Divulgação
Depois de perder a vice-liderança, com “Máscaras”, a Record começa a respirar mais aliviada.

Há um mês, a atual trama das 22h, “Balacobaco”, que estreou em outubro passado pegando pela frente uma audiência na casa dos seis pontos, tem alcançando médias entre 8 e 10 pontos.

Com a reação da novela, a Record conseguiu incomodar o SBT, vencendo o “Programa do Ratinho”, que caiu de 9 para 7 pontos. 

Se mantiver esse ritmo até o final, “Balacobaco” entregará a faixa das 22h com ibope em alta para a sua sucessora, a nova versão de “Dona Xepa”, de Gustavo Reiz, que deve estrear em maio.

O PLANETA TV!

A “estranha” popularidade do “Cidade Alerta” entre os jovens

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130309193657.jpg

Divulgação/TV Record
Na atual fase da Record, o “Cidade Alerta”, comandado por Marcelo Rezende, é a maior audiência diária da casa, tirando as quartas-feiras, quando “José do Egito” e “Balacobaco” ultrapassam o programa policial. E uma coisa que chama a atenção é a popularidade que o jornalista ganhou com os jovens, principalmente com os adolescentes.
Os bordões “Corta pra mim”, “E sabe como eu sei? Porque eu estava lá!” e “Coloca o exclusivo, minha filha, dá trabalho pra fazer!” viraram verdadeiros fenômenos, caindo na boca da garotada e virando memes na internet. O programa, que é cheio de notícias ruins e desgraças, ganhou ares de “cult”, justamente pelo jeito maluco e de “tio legal” que o Rezende comanda as pautas.
Porém, devo dizer que há excessos. O “Cidade Alerta” ainda exagera, principalmente ao mostrar, algumas vezes, corpos sem nenhum tipo de proteção à imagem da pessoa. Em uma reportagem da última terça (05), o mais atento chegou até a ver as balas alojadas no corpo da criatura. Poxa, o programa é exibido entre 17h30 e 20h30, tem criança vendo televisão nesse horário.
E é justamente isso que pega. É uma questão que vai além do conteúdo e volta com aquela discussão: programas policias devem ser classificados pelo Ministério da Justiça? Afinal, é fato notório que alguns programas (principalmente os policialescos locais) utilizam da brecha do jornalismo para apelar. E aí que o perigo mora. Crianças de 12, 13 anos estão mesmo prontas para absorver esse tipo de conteúdo? É pra se pensar.
Enquanto isso não acontece, o “Rezendão” vira o novo rei das crianças. E corta pra ele!
Por Gabriel Vaquer, do NaTelinha

Autora e diretor começam a escalar elenco da substituta de “Pecado Mortal” na Record

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130309161123.jpg

Thais Fersoza deverá estar na próxima novela de Cristianne Fridman na Record – Divulgação/Record
Embora ainda exista os autores Gustavo Reiz, com “Dona Xepa”, Carlos Lombardi, com “Pecado Mortal” e as semanas restantes de “Balacobaco”, que tem praticamente mais dois meses no ar, a Record já está pensando na novela que substituirá todas elas.
A trama em questão, que será de Cristianne Fridman, já tem o diretor Edgard Miranda escalado e os dois têm trabalhado na escalação dos atores.
Entre os que devem ocupar os papéis de destaque estão os nomes de Beth Goulart, André di Mauro, Ricky Tavares e Thaís Fersoza. Todos eles já trabalharam com Fridman no passado e em papéis de grande importância.
Dentre eles, apenas Beth não está no ar ou não tem previsão de voltar antes deste novo folhetim. André está em “Balacobaco” como o vilão Arnaud. Rick está finalizando sua participação em “José do Egito” e Thaís está envolvida nas gravações de “Dona Xepa”, onde interpretará a Rosália.
Inicialmente chamada de “Maré Alta”, a novela de Cristianne Fridman e de direção de Edgard Miranda teve sua sinopse totalmente alterada por conta do horário de exibição. Antes cogitava-se levar a trama ao ar às 19h e não as 22h como ficou definido.
natelinha

Renato Maurício Prado comenta que o Fluminense se acomodou após conquistar o Campeonato Brasileiro

 

Raposa felpuda das Laranjeiras me garante que a queda de rendimento do Fluminense está diretamente ligada ao festivo comportamento extracampo de alguns de seus principais jogadores

— Lembra do Fla do Ronaldinho? O Flu está igualzinho… — dispara o meu informante.

Abre o olho, Abelão!

Clarence Seedorf está dando uma de olheiro

Seedorf não está fazendo estágio para técnico. Está visitando vários clubes pequenos do Rio (e não somente o Boavista) para observar jovens jogadores que, eventualmente, possa levar (como agente) para o futebol europeu.

 

Coluna redigida pelo jornalista Renato Maurício Prado para o jornal carioca O GLOBO no dia 09 de março de 2013

Renato Maurício Prado comenta a podridão da CBF

 

Essa escabrosa história acabou me lembrando uma outra, bem mais amena mas igualmente reveladora do “modus operandi” da CBF, na gestão Ricardo Teixeira. Após um programa de TV, em São Paulo, um grupo de jornalistas jantava na casa de um grande empresário, que convidara também para o rega-bofe dirigentes de futebol, membros da comissão técnica da seleção brasileira e artistas.

Após a sobremesa, o cafezinho e o licor, alguns convivas fumavam charutos e um deles, ao ver um piano de cauda no ambiente, desafiou o pianista e tricolor Arthur Moreira Lima a assumir o teclado e tocar, entre outras coisas, o hino do Fluminense. Desafio lançado, aceito e cumprido, eis que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, se anima e convida Moreira Lima a executar o hino nacional, ao piano, antes de um jogo da seleção pelas eliminatórias.

— Toco, mas, em contrapartida, você tem que convocar o Roger, do Flu! — disparou o artista, já apontando para Carlos Alberto Parreira, que também estava na sala.

Trato feito, o músico executou o nosso hino, ao piano, antes de uma partida das eliminatórias, no Brasil, e Roger foi convocado para disputar o amistoso da Paz, no Haiti — onde fez, inclusive, dois gols.

 

Coluna redigida pelo jornalista Renato Maurício Prado para o jornal carioca O GLOBO no dia 09 de março de 2013

Renato Maurício Prado comenta uma declaração feita por Luciano Bivar

 

 

A bombástica declaração do presidente do Sport, Luciano Bivar, afirmando que já pagou para ter um jogador de seu clube convocado para a seleção brasileira (Leomar, em 2001, durante a Copa das Confederações) deve ser devidamente averiguada e os envolvidos punidos com o máximo rigor — em minha opinião, banimento sumário do esporte.

Técnico do Brasil, na época, Leão se defende:

— O presidente da CBF (Ricardo Teixeira) não permitiu convocar jogadores do exterior e dos clubes grandes. O único lobby que existiu para Leomar foi o bom ano que teve jogando como volante quando fui treinador do Sport. Como não podia chamar ninguém das grandes equipes, nem do exterior, lhe dei uma oportunidade. Nada mais que isso.

Uma história estranhíssima e que já tem um réu confesso: o próprio Bivar, como corruptor ativo. O que José Maria Marin está esperando para agir?

Em tempo: será que o Sport também andou pagando propinas aqui e acolá para garantir a manutenção do controvertido título brasileiro de 1987?

 

Coluna redigida pelo jornalista Renato Maurício Prado para o jornal carioca O GLOBO no dia 09 de março de 2013

Renato Maurício Prado comenta a final da Taça Guanabara

 

Quem leva a Taça GB? O Vasco tem a vantagem do empate, mas o Botafogo me parece um time mais pronto. Voltou a sofrer com a carência de um bom centroavante (o que está havendo com o promissor Bruno Mendes?), mas ainda assim é capaz de algumas atuações convincentes, como a da semifinal contra o Flamengo. Isso será o bastante para dobrar o entusiasmo vascaíno?
Não custa lembrar que, no início do ano, o Vasco era o patinho feio do futebol carioca. Sua torcida, apreensiva, já temia até uma nova queda para a segunda divisão no Campeonato Brasileiro. De lá pra cá, bem ou mal, Ricardo Gomes e Gaúcho conseguiram montar um time que está longe de ser brilhante mas não deve ser menosprezado — vide a semi contra o Fluminense, quando os cruz-maltinos venceram, com uma atuação empolgante no segundo tempo.

No jogo de hoje, ao menos em princípio, o que se espera é um Vasco mais cauteloso, tentando repetir o que deu certo contra o campeão brasileiro. E um Botafogo ofensivo, buscando reverter logo a vantagem do rival, como conseguiu no duelo com o Fla.

Todo esse desenho tático, porém, pode se modificar rapidamente com apenas um gol. E tomara que aconteçam vários e a decisão seja tão emocionante como as duas semifinais.

Em tempo: vença quem vencer, que não se iluda com essa primeira taça da temporada. Um e outro (assim como Flamengo) precisam de bons reforços se quiserem continuar brigando por títulos nos campeonatos mais fortes.

 

Coluna redigida pelo jornalista Renato Maurício Prado para o jornal carioca O GLOBO no dia 09 de março de 2013

Grade TV Diário 10/03/2013

06:30 Santa Missa
07:30 Ao Som da Viola
08:00 Nordeste Caboclo
09:00 Totolec
10:00 Caminhão e Cia
11:00 Vila do Riso
11:30 Nas Garras da Patrulha (reprise)
12:00 João Inácio Show
15:15 Campeonato Cearense 2013
18:00 Ênio Carlos
20:30 Debate Bola
21:30 Check Up
22:30 Diário na TV
23:00 Encontro Marcado
23:45 Must
00:30 Questão Aberta
01:30 João / Ênio (domingos alternados)
05:15 Nas Garras da Patrulha (reprise)

CLIQUE AQUI para assistir aos programas da TV Diário ao vivo

Programação Rádio Verdes Mares 09/03/2013

00:00 Alimento da Fé
02:00 Expresso 810
04:00 Nordeste Caboclo
06:00 Domingo Legal
10:00 Entrando em Campo
12:00 Bola ao centro
13:30 Domingo Esportivo
15:00 Transmissão – Futebol
20:00 Da pelada ao Pelé
23:00 Revista Esportiva

CLIQUE AQUI para escutar ao vivo