O sumiço de Yuri, gatinho do vilão: drama ou comédia em “Salve Jorge”?

Eu me esforço, mas não consigo levar a sério a quadrilha que explora o tráfico internacional de mulheres em “Salve Jorge”. Com frequência, me pego rindo das situações dramáticas que os vilões enfrentam e das frases que são obrigados a falar.

No capítulo desta terça-feira (26), a heroína Morena foi vista dizendo: “É uma quadrilha muito perigosa”. Referia-se a Russo (e seu gatinho Yuri), a Irina, que raramente se levanta, a Livia, que não mexe o pescoço quando fala, e a Wanda, sempre sorridente.

A fala de Morena soou ainda mais cômica porque foi dita bem no capítulo em que Gloria Perez mostrou uma vingança cometida contra Russo. A ideia foi de Waleska, uma das garotas mantidas presas numa boate em Istambul. Sabe o que ela fez? Waleska escondeu o gatinho de estimação do vilão e outra garota disse que viu um gato persa morto na rua. Russo quase desmaiou, enquanto as meninas morriam de rir.

Foram cenas e cenas dedicadas ao gatinho. Enquanto Russo mobilizava seus capangas para procurar o bicho, e Irina permanecia sentada, Livia e Wanda tinham uma conversa muito séria. “Todos nós somos dispensáveis uns para os outros”, disse a vilã-mor, antes de emendar: “Bom, vou fazer minha unha”. Ah, e Yuri foi encontrado.

 

Maurício Stycer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.