Máscaras do Iran Thieme estão sendo vendidas como água

Iran Thieme, o “Santos” do programa do Ratinho, comemora o sucesso de vendas da máscara do personagem para o período do carnaval,  principalmente no Rio de Janeiro.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Jornal da Band está fazendo revezamento em sua bancada aos sábados

O “Jornal da Band”, em suas edições de sábado, está com um time feminino de primeira fazendo revezamento na bancada.
Além de Ticiana Villas Boas, o informativo conta com as participações de Rita Lisauskas e Patrícia Maldonado.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Saiba quem estará no seriado Louco Por Elas na próxima terça

Carolina Ferraz participa de “Louco por Elas”, episódio da próxima terça-feira, na Globo.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Conhecendo o elenco da substituta de Salve Jorge

Anderson Di Rizzi viverá um DJ, Carlito, que trabalha com música brega, na substituta de “Salve Jorge”.
O par romântico de Anderson também está definido. Será Tatá Werneck.
O autor Walcyr Carrasco confirma também a escalação de Lima Duarte.

Dani Calabresa poderá usar as redes sociais

Dani Calabresa, além da bancada do “CQC” e de um programa solo, poderá mostrar serviço em outros veículos do grupo Band.
Internet, por exemplo. A ideia é apostar também na sua popularidade junto às redes sociais.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Na volta de Felipão, transmissão Globo/Sportv tem abraço de Galvão para Mano e cornetadas

Crédito da imagem: Reprodução

Na volta do técnico Luiz Felipe Scolari ao comando da seleção brasileira, a Globo e oSportv comandaram as transmissões nas TVs aberta e fechada. E Galvão Bueno, como sempre, foi o grande destaque, diretamente do estádio Wembley, em Londres.

Pouco antes de início da partida (que terminou 2 a 1 para a Inglaterra), Galvão fez questão de mandar um abraço para Mano Menezes, ex-técnico da seleção brasileira. Segundo o narrador, a lembrança foi pelo “grande trabalho” que o treinador fez na seleção brasileira antes de ser demitido para a chegada de Felipão.

O abraço de Galvão foi bastante criticado por internautas no Twitter. Segundo os tuiteiros, o trabalho de Mano não foi digno de abraços do narrador. Outros criticaram o global por estar querendo “fazer média”.

O narrador da Globo também caiu na boca do povo ao pedir o retorno de Kaká à seleção brasileira, além de passar boa parte do jogo tecendo elogios ao goleiro Julio César.

“Gostaria de ver o Kaká voltando a jogar pela seleção, mas o grande problema é que o técnico do Real Madrid não coloca ele em campo…”, lamentou. “E o Julio Cesar fez uma belíssima partida, temos que ressaltar”, completou Galvão.

A estrela da Rede Globo também lembrou os próximos adversários da seleção brasileira e destacou: daqui pra frente, a equipe de Felipão só vai enfrentar adversários de “primeiríssimo nível”.

“O Felipão traz muita experiência, os jogadores tem confiança em seu trabalho, mas a partir de agora só tem adversários difíceis, de primeiríssimo nível. Teve a Inglaterra hoje (quarta), depois terá Itália, Rússia, Suíça, Inglaterra de Novo e França até a estreia da Copa das Confederações. Vamos ver como o time vai reagir”, finalizou.

PC Vasconcellos dá show de cornetadas
Já no Sportv, o destaque ficou por conta do comentarista Paulo César Vasconcellos, que tocou todas as notas de sua corneta durante o amistoso da seleção brasileira. Um dos principais alvos do jornalista foi o atacante Neymar.

“Neymar optou por uma jogada sendo que ele tinha outras opções melhores. Às vezes ele precisa pensar um pouco mais no melhor para a equipe”, disparou PC, logo após o craque do Santos se complicar em mais um lance.

Em seu resumo do jogo, o comentarista do Sportv salvou poucos atletas (Julio Cesar entre eles, assim como fez Galvão) e soltou mais críticas.

“O problema do Brasil é a ligação do meio com o ataque.  Os volantes não conseguem achar os meias para tocarem e muitas vezes a bola é rifada para a frente. O Paulinho acha o Oscar, mas não o Ronaldinho”, disse.

“A Inglaterra foi superior à seleção brasileira num todo. É um time mais bem organizada, não é uma equipe que está em formação. Julio (Cesar) saiu-se muito bem, Dante não complicou, jogou o simples, não pode ser reprovado. Arouca foi um jogador que apareceu pouco e apareceu no lance que resultou no gol da Inglaterra. Neymar foi discreto, Ronaldinho discreto. Esse é o primeiro passo de um longo caminho que só terminará na Copa do Mundo de 2014″, completou PC.