Para recriar o Egito Antigo, minissérie tem investimento milionário e maior cidade cenográfica já feita pela Record

A história de José, que se passa no Egito Antigo de 1.700 a.C., é retratada na minissérie da Record com riqueza de detalhes.

Em seis meses, 180 profissionais da cenografia e arte reconstruíram a cidade de Aváris, capital do Egito na época, para onde José foi levado quando vendido como escravo pelos irmãos e onde ele se tornou um dos homens mais poderosos do seu tempo.

Para reproduzir a história bíblica, foram investidos R$ 5 milhões na maior cidade cenográfica já construída pela Rede Record.

A cenografia e a arte recriaram o Egito Antigo com detalhes impressionantes para a minissérie.

Templos, palacetes, muralhas e até esfinges foram construídos com fidelidade às formas e cores originais.

O rio Nilo será mostrado na minissérie através de imagens feitas no próprio local. Porém, o diretor de cenografia, Daniel Clabunde, fez questão de reproduzir um canal para retratar a importância da água do rio Nilo levada às cidades áridas na época.

Segundo a diretora da minissérie, Armê Manente, a equipe fez o máximo para trazer detalhes da época para que os atores se sintam contextualizados com a história e mais “em casa”.

Não perca a história de força, fé e luta na minissérie José do Egito, a partir do dia 30 de janeiro, naRecordAssista ao vídeo

Clima de animação marca o início dos trabalhos de Dona Xepa

Elenco da próxima produção da Record se reuniu pela primeira vez na quarta (9)

Ivan Zettel comanda um time de peso na nova novela (Foto: Reprodução/Instagram)

 

O elenco escalado para Dona Xepa, próxima produção da Record, se encontrou pela primeira vez na quarta-feira (9), no estúdio C do RecNov, no Rio de Janeiro, e o clima não poderia ser melhor.

Estava estampada na cara de todos os envolvidos a vontade de dar o pontapé inicial em mais um trabalho de sucesso. Ivan Zettel, diretor-geral da novela, recebeu os atores com um discurso sério de incentivo.

— O único lugar aonde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário. Vamos fazer um trabalho de equipe com muito respeito.

A frase, escrita em um quadro branco na reunião, inspirou o grupo. Tanto que a imagem foi parar nas redes sociais de vários atores, como Thaís Fersoza, Diego Montez (foto acima), Pérola Faria e Ana Clara Pintor.

Gustavo Reiz, autor da adaptação, afirmou que a história de Dona Xepa é atemporal. Para quem não sabe, a Record comprou os direitos de produção da peça de Pedro Bloch.

— [A história] Fala sobre uma mãe que faz tudo para os filhos. Como temos um elenco enxuto, vamos mergulhar mais a fundo na trama de todos os personagens.

A atriz escalada para o papel principal é Ângela Leal. Além dela, nomes de peso como Luiza Tomé, Mauricio Mattar, Marcio Kieling, Rayana Carvalho, Giuseppe Oristânio, Gabriela Durlo, Emilio Dantas, Pérola Faria, entre outros, completam o elenco. Dona Xepaainda não tem data definida de início das gravações e estreia.

Estreia de “The Walking Dead” deixa Band em terceiro lugar no Ibope

Divulgação

 

A estreia da aclamada série “The Walking Dead” na Band deixou a emissora em terceiro lugar no IBOPE na noite desta quarta-feira. A exibição do primeiro episódio marcou 6 pontos, com pico de 7 e share de 10% (participação entre os televisores ligados), deixando a emissora na vice-liderança por 17 minutos.

“The Walking Dead” é exibida toda quarta-feira às 22h30 na tela da Band.

Fonte: IBOPE/Media Workstation/GSP

O PLANETA TV!

SBT procura atriz para viver a Mili no remake de “Chiquititas”

 
https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130110220702.jpg

SBT procura atriz para interpretar a Mili em “Chiquititas”; papel foi de Fernanda Souza na primeira versão nacional – Divulgação
O SBT já fez vários testes para escolher o elenco infanto-juvenil do remake de “Chiquititas”.
Alguns personagens foram definidos, mas o papel de Mili, uma das mais importantes da trama, ainda está vago. A emissora busca cuidadosamente por uma atriz.
Na primeira versão nacional, nos anos 90, a menina foi interpretada por Fernanda Souza, que já era conhecida do programa “X-Tudo, da TV Cultura, mas ficou ainda mais famosa com a novela infantil.
Segundo a colunista Janaína Nunes, o SBT realizou mais de 200 testes com crianças, mas ainda não divulgou os resultados.
Por outro lado, o elenco adulto está sendo formado e vazado para a imprensa. Já estão certos os nomes de Pedro Lemos, Lisandra Parede, Lívia Andrade, Roberto Frota e Guilherme Boury, este que viverá o protagonista Júnior, par romântico de Carolina.
Já o papel da professora ainda não tem dona, mas comenta-se que a mais indicada a assumir o trabalho é Manoela do Monte, da Globo, que entre outros trabalhos fez “Malhação”, Páginas da Vida”, “A Vida da Gente”, “Insensato Coração” e “A Casa das Sete Mulheres”.
“Chiquititas” substituirá “Carrossel” entre junho e julho.
natelinha

“Fazenda de Verão do Satanás “: Flávia é eliminada; Manoella escapa por margem pequena

 
https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130111085840.jpg

Reprodução/Record

A Roça desta última quinta-feira (10) na “Fazenda de Verão” acabou por eliminar Flávia Armond. Ela disputava a preferência do telespectador com Manoella.

Flávia deixou o programa com 47% da preferência do público ante os 53% que Manoella conquistou para permanecer na casa. Esta foi uma das menores margens de vitória desde o início da temporada.

Manoella recebeu um abraço de Angelis assim que voltou para casa e Flávia se limitou a uma rápida despedida a Dan Wainer e de outros colegas.

Flávia foi para a Roça graças à indicação de Victor, que teve a prerrogativa de escolher os dois peões que iriam para a Roça.

natelinha

Como Assim, Bial: De volta para o futuro

por Gustavo Resende – @Tweetfilia

 
https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130111084821.jpg

Kleber Bambam é um dos veteranos que voltou ao “BBB”; brother já conquistou a primeira liderança do jogo – Divulgação
Seis monstros do nosso passado voltaram para a nossa telinha nesta semana: Bambam (BBB1), Dhomini (BBB3), Eliéser (BBB10), Fani (BBB7), Maroca (BBB10) e Natália (BBB8). E eles não vieram nos assustar, mas trazer um pouco de gás ao reality-show que vinha com as pernas quebradas em suas duas últimas edições.
É irônico trazer velhos conhecidos para dar frescor à competição, mas foi isso que aconteceu. Os seis ex-BBBs trouxeram o caráter novidade, que tanto faltou nas duas últimas edições, onde as melhores e diferentes participantes foram eliminadas logo na primeira semana de confinamento (Ariadna e Analice).
Com uma estreia insossa e sem o menor cuidado, o “Big Brother Brasil” parece cada vez mais querer copiar o seu primo pobre, “A Fazenda”, inclusive no Ibope, já que a audiência foi deprimente. Mas os fãs do programa já colocaram a culpa na novela das nove, “Salve Jorge”, que faz mágicas e libera partículas de Rivotril para os telespectadores a cada capítulo.
Oito participantes, seis ex-BBBs e ainda uma Casa de Vidro. Esse ingrediente parece ser explosivo. Tanto que na primeira competição valendo uma imunidade e um carro, já rolou um dos melhores barracos de todos os tempos, envolvendo Kléber Bambam e Aline.
Na quinta-feira (11), a produção armou mais um embate. Veteranos versus novatos: o grupo vencedor ficaria imune. E apesar do esforço, os novatos se deram mal estando na zona de tiro de todos os participantes. Podem ser votados: Aline, André, Aslan, Fernanda, Ivan e Marien. Ainda não se sabe se o casal que entrar da Casa de Vidro participará da berlinda. Pelo histórico do programa, não. Mas nunca se sabe. Minha aposta é que o casal seja imune e possa dar a imunidade para alguém, como um Anjo.
E assim fico na torcida pela imunidade de Aline, a melhor participante até então, ofuscando até mesmo o brilho gostoso de Fani e Natália. Caso contrário, prevejo um paredão entre Aline e André. E meu coração dói muito por ela, pois acho que o Brasil não entende personagens como ela e continuará com a samambaia versão Fiuk bombado no programa.
Vamos agora a uma análise de cada participante até o momento:
Aline: 
A de amor, a de Aline. Sem dúvidas, a melhor participante dessa edição. Crocante sem não poder mais, Aline tem sido alvo de críticas por alguns, acusada de falsa e de estar interpretando um personagem. Bem, pode ser, mas muito bem construído, uma vez que no Rio de Janeiro encontramos dezenas de Alines nas ruas todos os dias. É a mais verdadeira das participantes e não tem vergonha de se entregar. Dizem que ela está imitando a Penha (Taís Araújo) de “Cheias de Charme”, mas peraí: será que a Taís Araújo não se inspirou em Alines para fazer seu personagem? O oposto é mais incoerente que essa versão.
Anamara:
Anamara já foi bater de frente com Aline por um desentendimento na prova do líder, mas tudo já foi resolvido e as duas estão amigas. Acho que Anamara tem um perfil bom para o programa e pode acrescentar em algumas coisas, porém é extremamente chato ouvir Maroca no PPV.
André:
Ele aparece mais na edição que no pay-per-view. Não mostrou a que veio e como todo participante de seu perfil não durará muito tempo sendo apenas bonito.
Andressa:
Imunidade no bolso, a mocinha com carinha de biscoito tem potencial e já ameaçou uma briga com Bambam por causa da comemoração dele após vencer a prova do líder. Tomara que se torne uma bitch. O programa carece de meninas gracinhas com personalidade. (Não me venham dar Francine como exemplo)
Aslan: 
Ele é chato e me dá sono toda vez que aparece. O único ponto positivo é que o rapaz não faz a linha personagem gay. Ele é muitas coisas e entre elas gay, como todos os gays e não os estereótipos de gays que vemos na TV. Não acho que dura muito tempo. Só não o vejo num paredão tão cedo.
Bambam:
Insuportável returnes. Porém, ele está com traços de vilão e tem grandes chances de ficar com esse rótulo. Espero que saia em um paredão com recorde de rejeição capaz de deixar Aline X9 (BBB5) com inveja.
Dhomini:
Um dos maiores jogadores do BBB e a edição está mostrando isso, que bom, já que o brasileiro não gosta de jogadores. Ele não sabe perder, já vimos isso, e pirará toda vez que for indicado. Infelizmente, o vejo como um dos possíveis vencedores dessa edição, mas tudo pode mudar, caso ele roube a faixa de vilão de Bambam.
Eliéser:
Alguém leva esse cara a sério? Vai sair no meio da edição, enquanto isso vamos rir de todas as burrices desse rapaz. Até que gosto dele.
Fani:
Uma das participantes que mais vibrei por ter voltado, mas que até o momento só serviu para ser uma grande aposta. Quero vê-la brigando feio após ter virado 20 shots de tequila.
Fernanda:
Nem lembrava que essa garota existia. Ela nem apareceu na edição ainda.
Ivan:
Ele é um dos que pouco aparece na edição, mas que, por conta dos outros participantes, tem um perfil bem detalhado dentro do programa. Um perfil que poderá ser de campeão. Não temos o caipira bom-moço (pois Dhomini largou o título), mas temos o nerd certinho. Ele vai longe e se bobear ganha essa bagaça. Vamos ver se é um bom jogador.
Marien:
Ela está apagadinha, mas confio em seu potencial para barracos. Bambam está tentando transformá-la em uma segunda Xaiane. Espero que ela não caia nessa história, senão rodará na segunda semana.
Nasser:
Participante forte e tem apelo. Minha esperança é que vire um grande vilão, pois tem competência para isso. Mas acho que viverá a sombra de outros participantes, para o bem ou para o mal.
Natália:
Bial já deu a dica: Natália está triste, algo está diferente. Uma das melhores participantes de todas as edições, a loira não mostrou a que veio nessa edição. Troquem a água da piscina por vodka que a verdade a libertará.
É isso, galera. Segunda tem mais análise!
Gustavo Resende (@Tweetfilia) é jornalista, roteirista e redator do site “Como Assim, Bial?!”, parceiro do NaTelinha.

“Os Simpsons” ganhará mais um dia de exibição na Band

 
https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130110155354.jpg

Divulgação
Em alta na Band, o seriado “Os Simpsons” ganhará mais um dia de exibição na grade da emissora.
Empolgada com os 4 pontos de média que vem conquistando nos últimos dias, a direção do canal decidiu exibir a animação também aos domingos.
A partir do dia 17 de fevereiro, “Os Simpsons” antecederá o “Pânico na Band”, às 20h.
A Band adquiriu a série da família de Homer junto à Fox, com liberação da Globo.
“Os Simpsons” estreou no dia 1º de janeiro e atualmente é exibida de segunda a sexta, na faixa das 21h30. Em poucos dias, a produção já elevou em mais de 21% a audiência da emissora no horário.
natelinha