Angelis poderá desistir da Fazenda do Satanás .

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20121204112948.jpg

Angelis

Durante uma conversa com Manoella e Natália, Angelis revelou o desejo de abandonar o programa “Fazenda de Verão”, da Record.

As três estavam à beira da piscina na manhã desta terça-feira (04) tomando banho de sol, quando Angelis começou a reclamar do calor e mostrou-se estressada.

“Quero a minha liberdade, já estou ficando estressada com isso aqui. Quero viver minha vida, ir para as minhas festas. Eu estou estressada, quero sair”, disse, irritada.

A peoa também falou sobre o que vai fazer quando deixar o reality show: “Saindo daqui, vou passar uma semana no Rio de Janeiro. Antes mesmo de ir para casa! Vou com essa mala que estou aqui.”

A assessora logo depois deixou a piscina e foi até o chuveiro refrescar-se com uma ducha.

natelinha

 

Novo Bozo é muito assustador para a criançada de hoje em dia

Palhaço não tem conexão com público atual

bozonovo

Reprodução

Bozo estreia no SBT ao lado de Priscila

 

O palhaço Bozo está de volta à TV. A estreia aconteceu nesta segunda (3) dentro do Bom Dia & Cia., programa infantil do SBT. E o que dá para dizer é que o palhaço está completamente deslocado no século 21.

O personagem que foi sucesso nos anos 80 é muito bizarro para as crianças de hoje em dia. Tem um visual estranhíssimo, com cabelos armados e aquela maquiagem que muitas vezes lembra a de palhaços assassinos de filmes de terror. Dai, em vez de fazer rir, deve provocar choro na molecada.

Além disso, o intérprete tem movimentos esquisitos, fica socando o ar sem nenhum motivo aparente, numa crise de hiperatividade que não se justifica. Chega a dar vergonha. Para piorar mais um pouco, o programa vem com aquelas brincadeiras antigas, dos cavalinhos correndo e batalha naval, por exemplo. Sério que é isso mesmo em plena era da internet e videogames?

Hoje em dia a garotada assiste a uma programação politicamente correta, como Backyardgans, Pocoyo, Peixonauta, Cocoricó e todas aquelas atrações que surgem aos montes nos canais a cabo. Bozo não tem nada a ver com isso e o palhaço causa uma certa repulsa. O SBT parece reconhecer isso em parte ao não dar um programa só para ele e sim colocá-lo dentro do Bom Dia & Cia. Se não der certo, é só tirar o sujeito do ar e pronto.

A volta do Bozo é um tiro no escuro do SBT. Pela lógica, Bozo não deve pegar entre a garotada, que parece se ligar mais em Patati e Patatá, mais calminhos e menos elétricos que o palhaço americano.

*Odair Braz Junior é crítico do R7 e suas opiniões não refletem necessariamente as do portal

Roda o VT: A volta do Bozo é um momento histórico e um desafio

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20121204093939.jpg

Parece exagero, mas em apenas duas semanas o SBT, sem querer querendo, como diria o conhecido astro mexicano de sua programação, engatou dois momentos históricos para a televisão mundial. O primeiro, a câmera escondida da menina-fantasma no elevador, sucesso inesperado nas redes sociais. Mais de 30 milhões de pessoas assistiram ao vídeo.

 
O segundo momento histórico teve menor repercussão. É a volta do Bozo à TV, o “Maior Palhaço do Mundo”, personagem cult da década de 1980, adversário ferrenho da Xuxa. Podemos dizer que foi um acontecimento digno de registro para a história da TV mundial porque a reestreia do personagem praticamente faz renascer no século XXI o lendário palhaço que ficou no ar por 40 anos nos Estados Unidos, 11 anos no Brasil (1 pela Record e 10 pelo SBT) e estava praticamente aposentado.
 
Apostando as fichas que o carisma do palhaço cativará uma nova geração de telespectadores, a detentora de seus direitos, Larry Harmon Pictures, impôs ao SBT a exibição do desenho animado produzido entre 1958 e 1962, remasterizado e redublado (perdendo a dublagem original dos “Estúdios da TVS”). São 156 episódios.
 
O novo intérprete do Bozo lembra em seu estilo, expressões e gestos, o Bozo de Arlindo Barreto, que deve tê-lo treinado. Entrou no ar um tanto entusiasmado demais, mas deverá encontrar o tom correto. Parece um pouco deslocado fora de seu universo e sem seus coadjuvantes tradicionais, como os bonecos e a Família Bozo, afinal está apresentando um programa que não é o dele. Talvez seja falta de costume vê-lo dessa forma. Mas em breve, promete-se, estará no ar em seu próprio programa, e não mais no “Bom Dia & Cia”, que nem parece mais, mas um dia foi o programa da Eliana.
 
Bozo ressurge da mesma forma como foi desenvolvido há vinte ou trinta anos, e precisa conquistar as crianças com a mesma personalidade que cunhou ao longo do tempo em que esteve no ar. O personagem está pronto, restando ao público conhecê-lo. Este é um novo desafio. 
 
Na primeira estreia, em 1980, Wandeko Pipoka, seu primeiro intérprete, pegou um personagem cru e começou a construir sua imagem. As crianças pouco a pouco foram gostando do palhaço, até chegar a Luis Ricardo e Décio Roberto, os últimos Bozos, geralmente os mais queridos pelos fãs e apontados como mais carismáticos.
 
Enfim, o retorno do Bozo à televisão não mereceu muito destaque internacional. Se por falta de divulgação ou por o personagem já não possuir a mesma força de antes, o tempo dirá.
 
 
Hamilton Kenji é titular dos blogs obaudosilvio.blogspot.com, letrasdotrem.blogspot.com e transcendentes.blogspot.com

Globo exibirá seriado sobre os irmaõs Villas Boas neste mês

 

A Globo vai exibir, entre 25 e 28 deste mês, antes do “Jornal da Globo”, a minissérie “Xingu”, sobre a saga dos irmãos Villas-Bôas, em versão ampliada do filme.
Direção de Cao Hamburger.

 

Flávio Ricco com colbaoração de José Carlos Nery

Rei Davi ganhaou prêmio internacional na Argentina

“Rei Davi”, da Record, com direção de Edson Spinello, conquistou o prêmio de melhor série internacional, no Festival y Mercado de TV Internacional de Buenos Aires, Argentina. A produção desbancou concorrentes do próprio Brasil, México, Argentina, EUA e Espanha.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Flávio Ricco elogia Téo José

 

Durante a transmissão do sorteio da Copa das Confederações, no sábado, houve a necessidade de um tradutor simultâneo na Band. E a emissora foi de Téo José. E foi muito bem. Mas engana-se quem imagina que ele tenha feito um curso para se especializar naquilo. Foi “rabo de foguete” mesmo.

 

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Flávio Ricco ironiza atitude do SBT no relançamento do palhaço Bozo

 O SBT diz que foi uma “estratégia” da direção não anunciar a estreia do Bozo. Então tá . Como diz ser outra “estratégia” não revelar quem faz o personagem. Tá bom também. Só que contaram pra gente que Jean Santos, ex-Patatá, é o novo Bozo. Sem divulgação, o Bozo estreou em terceiro lugar, na Grande São Paulo, com 4.3 pontos, atrás de Record, 5.2, e Globo, 6.8. Dados prévios. Esse deve ser um novo jeito de fazer televisão, não contar nada pra ninguém.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery