“Penso em processar Luana Piovani”, diz ex-panicat Nicole Bahls .Atriz teria insinuado que Nicole faz “programa”.

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20121108163448.jpg

A ex-panicat Nicole Bahls está magoada com Luana Piovani após a atriz insinuar que ela seria prostituta.

De acordo com Nicole, em junho deste ano, Luana disse que a modelo faz “programa” por R$ 6 mil: “Ouvi dizer que ela sempre aceita as contribuições de 6.000 quando faz amor. Singelo, né”, escreveu a atriz no Twitter.

Em entrevista ao jornal “Extra”, Nicole Bahls se defendeu: “Gostava da Luana. Ela estava maravilhosa no filme ’A mulher Invisível’, mas ela fala besteiras demais. Usa o Twitter para agredir as pessoas, para aparecer. Na verdade, ela retribui paras as pessoas aquilo que ela recebe de ruim. E quem fala o que quer tem que saber que tem uma consequência para isso”.

A ex-Panicat falou sobre processar a atriz e também Vivane Araújo, que durante o reality show “A Fazenda 5” afirmou que Nicole ganhava dinheiro vendendo o corpo: “Penso em processar a Luana. Ela e a Viviane Araújo. Só não fiz isso ainda porque a minha mãe não deixou. Elas falam o que querem, mas tudo tem uma consequência. Minha família já está desgastada”, disse.

 

natelinha

Palmeiras, acredite no jogo. É o que resta ….

“Che, no me digan que llevaran en serio la historia de pedir LA MANO DE DIOS al Tribunal…”*

 

A diretoria do Palmeiras poderia ter evitado a goleada e o vexame de levar 9 a 0 no STJD. Não o fez. É a ela que cabe esse massacre no tapetão.

O clube tinha o direito de se sentir prejudicado por uma arbitragem que nitidamente sofreu influência externa? Tinha. Mas nem tudo que é legal é legítimo. Ou ainda, nem tudo que é de direito é direito. O gol de mão é uma das malandragens do futebol.

Malandro sai de fininho, não vai à delegacia prestar queixa. A diretoria palmeirense se achou malandra demais. Fuén.

Para quem não entendeu ainda: o gol anulado foi um gol de mão. O Palmeiras pedia Justiça por um gol de mão, queria que o STJD tirasse os pontos do Internacional por esse gol de mão. O Palmeiras não lutava pelo bem do Brasileiro, ou por uma melhor arbitragem, lutava contra seu próprio desespero de cair de novo à Série B.

Se o jurídico tivesse prestado denúncia contra a arbitragem sem pedir anulação do jogo, teria sido impecável.

Sou solidário à dor dos torcedores que sofrem por seus clubes. Sou extremamente compreensivo com a dor de quem vê um ente querido se perder e nada pode fazer. Desses torcedores nunca debocho porque têm espírito esportivo, espírito de quem entende a dignidade das coisas que se fazem no gramado, apesar de todo o vácuo de caráter que o futebol inspira.

Mas reprovo todos os que acharam que com uma conduta antidesportiva justificariam outra. Reprovo o jurídico do Palmeiras, que reivindicou um direito de se queixar com base em nada, dando falsas esperanças à torcida. E deploro aqueles que acharam que compensariam a incompetência da administração Tirone com ameaças à sua vida.

O Palmeiras nem sequer lutava pelo pênalti em Barcos. O lance foi apenas usado posteriormente como uma atenuante para o absurdo que era o requerimento da anulação do jogo. E pênalti não marcado nunca foi motivo para anulação de uma partida.

O que aconteceu foi que, depois desse julgamento, a promotoria do STJD não sentirá mais necessidade de julgar a interferência externa na arbitragem, esse fato sim, grave, que a Justiça Desportiva deveria investigar de próprio punho e com vigor, e não pelo viés de um suposto benefício ao Palmeiras – que sempre seria um prejuízo ao Internacional, lembremo-nos disso. A queixa do Palmeiras virou um álibi para a imobilidade da promotoria do STJD. Já escrevi neste espaço que o Palmeiras foi vítima, mas não como pensa.

O time do Palmeiras pode ter acesso a milagres, mas só se acreditar no jogo. Se extrair forças do hino, da “defesa que ninguém passa”, da “linha atacante de raça” e da óbvia necessidade de melhora de pontaria, pode fazer coisas maravilhosas. Como a  Copa do Brasil deste ano. Como a Arrancada Heroica de 1942. Ou como o “Time de Guerreiros” do Fluminense, seu próximo rival, em 2009, que desafiou toda a matemática acreditando nas parcas chances que tinha, quando todos já lhe davam como morto. Aqueles homens deram ao Flu uma nova alma, um novo apelido, uma marca que persiste.

Esse mesmo Fluminense dos guerreiros ainda ecoa nas Laranjeiras e não por acaso será campeão brasileiro neste ano. Vencê-lo seria uma excelente maneira de provar que o Palmeiras ainda está vivo. Goleá-lo seria um incrível recado para quem não acredita nas façanhas. O 9 a 0 no STJD é uma derrota da diretoria, não do time, não da torcida que realmente ama o futebol sem influências externas, sejam elas de câmeras de TV, sejam elas de chicanas jurídicas.

Isso sim é mérito, e é isso que mantém os times na Série A.

 

* Foto de Marcos Ribolli, Globo Esporte.com

TV Serra Dourada/SBT comemora crescimento e destaca queda de rivais

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20121108160352.jpg

Fachada da TV Serra Dourada, em Goiânia: emissora comemora bons resultados entre 2011 e 2012 – Divulgação
A TV Serra Dourada, afiliada do SBT no estado de Goiás, está comemorando os resultados alcançados ao longo deste ano. A emissora foi a única a apresentar crescimento entre setembro de 2010 a setembro de 2011 e setembro de 2011 a setembro de 2012.
 
No decorrer destes doze meses, a TV Serra Dourada cresceu 14%, saltando de 5,41% de audiência para 6,18%. Entre os fatores que impulsionaram este crescimento está a novela “Carrossel”, que estreou em maio, e os bons números obtidos pela faixa local, representada pelo “Jornal do Meio Dia”, o qual constantemente se posiciona em primeiro lugar no Ibope.
Neste mesmo período, a Globo, representada pela TV Anhanguera, perdeu força. Houve uma queda de 7% nos índices da emissora, que saiu de 11,34% para 10,54% de audiência. O enfraquecimento da faixa do almoço, da dramaturgia, das problemáticas manhãs e do “Jornal Nacional”, que passou a acumular derrotas para o SBT, foram alguns dos responsáveis pela redução nos índices.
 
Já a Record Goiás, filial da Record, teve a maior queda. A audiência média, que era de 6,12%, agora é de 5,19%. A queda das novelas, representada pelo desgaste e fim de “Rebelde” e “Máscaras”, auxiliou na obtenção deste resultado. Ainda assim, a emissora resguarda resultados satisfatórios na faixa da manhã e no horário do almoço.
natelinha

Autora de “Rebelde” quer Sophia Abrahão e diretor em nova novela

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20121108132810.jpg

Sophia Abrahão interpretou a Alice em “Rebelde” – Divulgação/Record
Afastada da TV desde agosto, quando entregou “Rebelde” para seu colaborador Emílio Boechat, Margareth Boury já tem planos para sua nova produção na Record.
A autora, que recentemente obteve sinal verde da nova equipe de dramaturgia da emissora, quer trabalhar novamente com Sophia Abrahão e com o diretor Ivan Zettel.
Sophia deu vida à Alice em “Rebelde” e deverá ganhar papel de destaque no novo folhetim. Já Ivan, responsável pela direção-geral das duas temporadas da trama, também está cotado para repetir o mesmo cargo.
Caso ele realmente seja escalado, seu período de férias será mínimo. Zettel está envolvido em “Dona Xepa”, novela de Gustavo Reiz que irá estrear em fevereiro.
natelinha

Semíramis feelings! Débora Olivieri já namorou cara onze anos mais novo

Debora Olivieri confessa que, por ser judia, teve dificuldade em interpretar uma carola (Foto: Guerra dos Sexos/ TV Globo)

Debora conta que teve dificuldade para interpretar
uma carola (Foto: Guerra dos Sexos/ TV Globo)

 

Que dó! Essa história da solteirona Semíramis cair na lábia do malandro Nenê(Daniel Boaventura) não está cheirando nada bem. Tanto que a atriz Debora Olivieri, que dá vida a Semíramis, já está com pena da personagem e já tem até conselhos na ponta da língua para acabar de vez com a maré de azar: “Se liga, garota! Corre atrás!”

Ao se envolver com Nenê, a personagem levanta outra questão, que é o relacionamento com homens mais jovens. Para a atriz, isso não é novidade.

“Eu tive um relacionamento de dois anos com um cara onze anos mais novo que eu, quando eu morei na Argentina. Era incrível! Acho que a mulher não está nem aí, quem se preocupa mais são os homens. As mulheres vão com o coração, com a alma”, declara.

Judia, Debora comemora o papel em Guerra dos Sexos e confessa que no início teve dificuldade para interpretar essa personagem com jeitinho tão “carola”.

A inocência é tanta que, na trama, Semíramis acaba deixando a professora vulnerável, prontinha para receber um bote do irmão pilantra da vizinha. Na vida real, Debora acredita que ainda tem mulher que cai em contos típicos da carochinha.

“Acho que a mulher é muito burra se cair numa dessa. Mas com certeza tem muita mulher que acredita nesse tipo homem, como tem mulher que cai no golpe do baú”, diz.

É bom Semíramis se ligar mesmo para não deixar Nenê bagunçar o coreto e complicar ainda mais a vida dela e do pessoal lá da Mooca. Fique ligado nas trapalhadas desse time em Guerra dos Sexos !

 

Informações extraídas do site da Rede Globo

Globo exibirá “Festival Promessas” em dezembro . Será que o $ila$ Malafaia vai aparecer na tela pedindo dinheiro para os otários , ops , telespectadores ?

A direção da Globo exibirá no dia 15 de dezembro o show “Festival Promessas”, com a participação de vários cantores de música gospel, entre eles: André Valadão, Cassiane, Fernandinho, Aline Barros, Thalles e o grupo Diante do Trono.

O evento será gravado no dia 8 de dezembro, em São Paulo, com a apresentação de Serginho Groismann.

O PLANETA TV!

SBT faz o povo de idiota outra vez

Mais uma vez o SBT usa e abusa da inocência do telespectador. O jornalista Flávio Ricco, do jornal Diário de São Paulo, desvendou uma tentativa de trapacear o público. 

Segundo a publicação, a participante do último “Esquadrão da Moda”, do SBT, levado ao ar na noite de sábado, foi exatamente a mesma do quadro “Família pede socorro”, apresentado em julho, no programa da Eliana. Parece que é amiga de algumas pessoas da produção.

Recentemente, o programa “Casos de Família” também foi denunciado com suspeitas de armações .