A conta do SBT não está batendo

Roberto Nemanis/SBT

Silvio Santos durante apresentação do "Programa Silvio Santos" (2/8/2012)

Silvio Santos durante apresentação do “Programa Silvio Santos” (2/8/2012)

O vice do SBT, José Roberto Maciel, na semana passada, disse que o crescimento deste ano deve acontecer na ordem de 13% a 14%. Essa conta não vai bater. Como acontece há mais de 5 anos, com toda a certeza, ficará abaixo do mercado.

Conta não bate – 1

É importante esclarecer que apesar das colocações feitas, o SBT não observou nenhum grande investimento nos últimos tempos. Foi só “Carrossel” e mais nada. A reprise de novelas, que também provocou forte impulso na audiência – ideia do dono, Silvio Santos, pouco representa para o mercado comercial.

Conta não bate – 2

O SBT, embora numa fase mais auspiciosa, mais em decorrência da fragilidade apresentada pela concorrente Record em tempos recentes, está perdendo participação no mercado há 5 anos. Alguns dos seus programas, instalados em faixas nobres da sua grade, estão com prazos de validade vencidos. São os casos do “Aventura”, “Astros” e “Cante se Puder”. Só são mantidos porque não existe outra coisa para colocar no lugar.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

“Ídolos” vai dar lugar a outro programa de talentos na Record

  • Os jurados Afonso Nigro, Kelly Key e João Gordo avaliam candidatos do "Ídolos Kids" (8/10/12)

    Os jurados Afonso Nigro, Kelly Key e João Gordo avaliam candidatos do “Ídolos Kids” (8/10/12)

De acordo com informações muito seguras, a atual edição do “Ídolos”, será a última a ser exibida pela Record. Não haverá uma próxima. E tudo por causa da sua baixa audiência. Mas a parceria com a Fremantle vai continuar.

As empresas, inclusive, pretendem apostar num outro formato de talentos, o “Got Talent”, que em sua versão britânica revelou a cantora Susan Boyle. A estreia está prevista para março de 2013.

Joel Santana rebaixou o Palmeiras em 2002

O pesadelo da segunda divisão que atormentou o Palmeiras desde as primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro tornou-se realidade neste domingo. No pior dia de seus 88 anos, o clube não conseguiu evitar o maior vexame de sua história e foi rebaixado ao perder para o Vitória por 4 a 3, no Barradão, em Salvador.

A agremiação com maior currículo de títulos do futebol nacional lutou, chegou a empatar duas vezes, mas sofreu dois gols nos últimos 15 minutos. Os gols do rebaixamento. Os gols que fizeram os torcedores palmeirenses chorar. No final, Arce, em cobrança de pênalti, ainda marcou, mas já era tarde.

A. Gaudério/Folha Imagem


César chora após a derrota e
é consolado por colegas

Em 2003 o clube, tetracampeão do Brasileiro, jogará ao lado de CRB, Ceará, Anapolina, União São João, Mogi Mirim, entre outros. Tudo isto se não houver a virada de mesa. Junto com o time do Parque Antarctica, que terminou em 24º, com 27 pontos, estarão na segunda divisão a Lusa (27), o Gama (25), e o Botafogo (25).

A partida começou em ritmo eletrizante. Em cinco minutos, dois gols. O primeiro foi do Vitória, aos 3min. Aristzábal cruzou da direita, Allan Dellon apareceu entre os zagueiros palmeirenses e cabeceou para o chão, sem chances para o goleiro Sérgio.

Dois minutos depois o Palmeiras empatou. Arce cobrou falta da direita, a zaga do Vitória falhou e a bola sobrou livre para Flávio, que só tocou na saída de Jean. Aos 14min os paulistas quase viraram. Arce, em nova cobrança de infração, desta vez na entrada da área, colocou a bola rente à trave esquerda do goleiro baiano.

O jogo seguiu movimentado e logo a seguir, depois de levantamento da esquerda, a zaga palmeirense voltou a falhar no alto e Elói quase marcou de cabeça. A bola passou por toda a área, Sérgio não cortou e o zagueiro do Vitória cabeceou para fora.

Mas aos 27min o Vitória voltou a ficar à frente do placar. Zé Roberto fez grande jogada individual, passou por Alexandre, depois por Arce e foi derrubado por Paulo Assunção dentro da área. Aristzábal cobrou bem o pênalti, no canto direito de Sérgio, que pulou para o lado oposto.

No início do segundo tempo, Leonardo Moura foi derrubado na linha da área, mas o juiz Wilson de Souza Mendonça marcou a infração fora. Na cobrança da falta, Arce ajeitou mal para Nenê, mas ainda assim o atacante conseguiu pegar bem na bola e empatou.

Aos 30min, o zagueiro Alexandre, que já tinha falhado no 1 a 1 com o Flamengo, voltou a errar. Depois de cruzamento da direita, o defensor cabeceou nos pés de Zé Roberto, que não desperdiçou e fez 3 a 2. Cinco minutos depois, Aristzábal chutou forte, Sérgio ainda fez milagre ao espalmar, mas André pegou o rebote e marcou.

A dois minutos do fim, o goleiro Jean saiu mal e derrobou o zagueiro palmeirense César na área. O juiz acertou e marcou pênalti. Arce cobrou bem, marcou, mas o destino já estava escrito. O Palmeiras está na segunda divisão.

VITÓRIA
Jean; Emerson, Eduardo e Elói; Ramalho, Dudu, Elson, Allan Delon (André) e Leílton; Zé Roberto e Aristizábal (Nádson)
Técnico: Joel Santana

PALMEIRAS
Sérgio; Arce, Alexandre, César e Rubens Cardoso (Leonardo Moura); Paulo Assunção, Flávio (Nenê), Juninho e Zinho; Muñoz e Itamar (Lopes)
Técnico: Levir Culpi

Gols: Allan Dellon, aos 3min, Flávio, aos 5min, Aristizábal, aos 27min; Nenê; aos 5min, Zé Roberto, aos 31min, André, aos 40min, e Arce, aos 43min da segunda etapa
Cartões amarelos: Flávio, Juninho, Alexandre e Arce (P); Emerson (V)
Local: estádio Barradão, em Salvador (BA)
Juiz: Wilson de Souza Mendonça (PE)

Folha de São Paulo no dia 17 de novembro de 2002

“Se Liga Brasil” estreia nesta segunda (29) na RedeTV!


Douglas Camargo, Regina Volpato e Heaven Delhaye comandam a atração. Foto: Divulgação RedeTV!

Nesta segunda-feira (29) estreia na RedeTV! o programa Se Liga Brasil, a novidade que estava faltando nas manhãs da televisão. Regina Volpato, Douglas Camargo e Heaven Delhaye comandam a atração, uma revista eletrônica moderna com a dose certa de jornalismo, entretenimento, culinária e prestação de serviço.

Com exibição, ao vivo, de segunda a sexta-feira, o Se Liga Brasil abordará os assuntos do dia a dia de uma forma ágil e dinâmica, trazendo notícias sobre trânsito, tempo, cultura, esporte, economia e política, com links das principais capitais do País. O helicóptero da RedeTV! será utilizado na cobertura jornalística do programa, que vai ao ar das 8h30 às 10h30.

O PLANETA TV!

Renato Maurício Prado comenta Botafogo 4 x 0 Atlético de Goiânia e Corinthians 1 x 0 Vasco

Botafogo goleia com facilidade o Atlético-GO e chega à sexta posição do Brasileiro

O Vasco sofreu a quinta derrota consecutiva (1 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu) e praticamente se despediu da Libertadores. Ultrapassado pelo Internacional e pelo Botafogo (por este último, no critério de desempate por saldo de gols), viu o São Paulo (que bateu o Sport, na Ilha do Retiro) abrir oito pontos, diferença virutalmente iimpossível de ser descontada, ainda mais com a crise que tomou conta da Colina Histórica.

Já o Botafogo jogou muito bem e goleou o Atlético Goianiense,  o lanterna do campeonato e virtualmente rebaixado (precisa ganhar todos os seus últimos cinco jogos e torcer por uma improbalíssima combinação de resultados). O triunfo alvinegro, porém, teve um gosto amargo. Seedorf, autor do primeiro gol, sofreu uma distensão muscular e, chorando, deixou o gramado.  E se o sonho da Libertadores já era praticamente impossível, imagine sem o craque holandês.. A festejar, entretanto, uma bela atuação e mais um gol do garoto Bruno Mendes (já são cinco em quatro jogos). Com ele, a equipe de Oswaldo de Oliveira parece ter “encaixado” de vez como gostam de dizer os técnicos.

Mas curiosamente, quem teve mais motivos para comemorar os resultados da rodada foi o Flamengo, que só jogará no meio da semana, contra o vice-líder Atlético Mineiro, no estádio Independência.

Como o Palmeiras e o Sport perderam, mesmo que o Fla seja derrotado pelo Galo das Alterosas, manterá a distância de sete pontos para a zona da degola, o que não deixa de ser confortável, faltando apenas cinco rodadas para o final do campeonato.

Coluna redigida pelo jornalista Renato Maurício Prado para o jornal carioca O GLOBO