Finalmente Roberto Carlos fará um especial de fim de ano na TV Globo

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20121019150642.jpg

Fotos: Divulgação/TV Globo
A Globo já está pensando no tradicional especial do cantor Roberto Carlos no fim de ano.
Desta vez, o programa fará uma homenagem ao Rio de Janeiro. Com direção de Jayme Monjardim, a atração será gravada em dois dias, com cenas externas do “Rei” em paisagens cariocas.
No show, entre várias participações, haverá uma atração que saiu da ficção: as Empreguetes, trio formado por Rosário (Leandra Leal), Penha (Taís Araújo) e Cida (Isabelle Drummond) na novela “Cheias de Charme”.
Segundo o jornal “O Dia”, elas subirão no palco e cantarão com Roberto Carlos, com direito a todo o figurino espalhafatoso quer marcou o grupo

Daylight Savings Time vs Daylight Saving Time

The practice of turning the clocks one hour forward to save energy is often called “daylight savings time”. However, daylight saving time (DST) is considered to be the correct term. timeanddate.com briefly looks at DST’s variations such as “daylight savings time”, “daylight-saving time” and “summer time”.

Illustration image
The media have, over the years, been publishing and broadcasting variations of the expression “daylight saving time”.

Daylight Savings Time Commonly Used

Many print, online, and broadcast media sources that cover news articles, announcements or features about daylight saving time (DST) often use the phrase “daylight savings” or “daylight savings time”. These phrases are used to describe the possible energy or electricity savings that are made (or not made) as a result of such a schedule.

However, daylight saving time (DST) is considered to be the correct term for the practice of advancing clocks to save energy because it refers to a time for saving daylight. Nonetheless, “daylight savings time” is still commonly used, especially in countries such as Australia, Canada and the United States. Another variation seen in many news reports or articles is “daylight-saving time”, which includes use of the hyphen between “daylight” and “saving”.

DST refers to when clock is usually moved one hour forward in the spring and back in the fall (autumn) in a particular country or place. DST does not add daylight but it gives more usable hours of daylight. In that sense, DST “saves” daylight, especially during the winter months when the days get colder and darker. Standard time refers to time without DST.

“Summer Time”

Another term that is commonly used to refer to DST, particularly in places such as the United Kingdom, is “summer time”. British Summer Time (BST) is the period in which DST is observed in the United Kingdom. The term “winter time” is used for standard time, or time without DST. The term “summer time” is used in various bills and Acts about DST in the United Kingdom. This includes the Summer Time Act of 1916, the Summer Time Act of 1925, and the Summer Time Act of 1972.

The term sommerzeit (summer time) has also been used in Germany to describe DST. For example, on April 6, 1916, the German Federal Council decreed that its summer daylight saving time would be instituted in Germany as a wartime measure, starting the last Sunday of that month. Germany was one of the first countries to observe DST.

Brazilians start Daylight Saving Time 2012 2013

Several Brazilian states, including Tocantins, will set their clocks forward 1 hour at midnight on Sunday, October 21, 2012 as Daylight Saving Time (DST) starts.

Illustration imageParanapiacaba railway station. Several Brazilian states will start DST on October 21, 2012.

©iStockphoto.com/tpnagasima

People in the state of Tocantins will set their clocks 1 hour forward – from 00:00 to 01:00 local time – along with people in southern, southeastern, and midwestern Brazilian states. This is the first time in 9 years that Tocantins will be observing DST.

DST dates worldwide – second half of 2012

Bahia not to observe DST

Bahia reinstated DST in 2011 after abolishing it in 2003. But fearing violence, the governor of Bahia withdrew his state’s name from the list and people in Bahia will not be moving their clocks forward in 2012.

Advertising
//

// //

States with DST

States not following DST

The states Mato Grosso, Minas Gerais, Para, Roraima, Pernambuco, Ceará, Alagoas, Amazonas, Rio Grande do Norte, Acre, Bahia don’t observe DST, but stay on standard time all year round.

Controversial

Daylight Saving Time is controversial in Brazil. Critics of DST argue that not only do changes in the clock negatively affect the human body, but also have an adverse impact on businesses.

Supporters of DST, on the other hand, suggest that observing the time change will reduce energy costs. It is estimated that DST will save the Brazilian government 280 million Reals (137 million USD) in 2012-2013, despite the non-participation of Bahia.

DST ends in Brazil in February 2013

DST in Brazil will end at midnight on Sunday, February 17, 2013 when people in the states observing DST will move their clocks backward by 1 hour.

Update: Some news sources are reporting that following opposition by businesses, the governor of Tocantins is considering withdrawing the state’s name from the list. The change has not been confirmed yet. timeanddate.com is following this news story closely, and will update the DST information about Brazil as soon as a decision is announced.

Tite está diante de uma encruzilhada …..

Tite - Cruzeiro x Corinthians (Foto: Célio Messias)

 
Tite nunca engoliu postura do Palmeiras diante do Fluminense no Brasileirão 2010 (Foto: Célio Messias)

De um lado, a chance de vingar um momento que causou estragos, magoou e continua entalado na garganta. Do outro, a honra e o profissionalismo. Essa é a situação de Tite & Cia. em relação ao jogo contra o Bahia, neste sábado, às 18h30, no Pacaembu.

Os nordestinos brigam com o maior rival corintiano pela permanência na Série A – neste momento, ocupam a 16 posição, com 35 pontos, seis a mais do que o Palmeiras. Uma vitória no duelo com o atual campeão da Libertadores seria mais um passo importante para ganhar a briga contra a Segundona. Em caso de derrota no Pacaembu, a possibilidade de o Alviverde diminuir a diferença de pontos e ver a Segundona mais longe é real. O dilema está aí…

Na reta final do Brasileirão de 2010, o Corinthians de Tite brigava cabeça a cabeça com o Fluminense pelo título brasileiro. Os triunfos dos cariocas diante de São Paulo e Palmeiras, sob ameaça dos próprios torcedores tricolores e alviverdes, sedentos pela derrota para prejudicar o rival, jamais saíram da mente do treinador corintiano que tem certeza absoluta: se os dois rivais jogassem de forma normal, ele teria conquistado o título brasileiro, a cereja do bolo no ano do Centenário.

Desde que o Bahia se tornou o principal rival do Palmeiras na briga contra o rebaixamento e o confronto com o Corinthians se aproximou, o questionamento “entregar ou não” tomou conta das discussões entre os torcedores do Timão. Há gente a favor, há que sinta ódio e condene…

Como não poderia ser diferente, Tite foi questionado sobre o assunto após a derrota para o Cruzeiro, na última quarta-feira. E se irritou

– Vai jogar com a dignidade do presidente Mário Gobbi, do Roberto de Andrade e do Duílio (diretores, a dignidade de todo um grupo de atletas, de 51 anos de idade em que você olha para trás com orgulho – afirmou o comandante do Timão.

– Eu sei o lado do torcedor, mas quero pessoas dignas e de caráter representando o meu clube. É esse o sentimento que o torcedor tem.

Parte do hino do Timão diz que “Teu passado é uma bandeira, teu presente, uma lição.”, Neste caso, teu passado será uma lição?

OS JOGOS QUE TITE NÃO ENGOLE ATÉ HOJE

São Paulo 1×4 Fluminense
Dia 21 de novembro. Desinteressado, São Paulo é goleado pela equipe de Muricy. Com o empate do Corinthians diante do Vitória, o Tricolor carioca assume a ponta e passa a depender de si. A torcida do São Paulo comemorou os gols do Fluminense…

Palmeiras 1×2 Fluminense
Sob gritos “perder, perder, é o melhor para sobreviver” e “entrega, entrega e entrega” da própria torcida, o Palmeiras toma a virada do Flu, que brigava com o Timão pelo título. Deola foi xingado ao fazer defesas no jogo….

TIMÃO NO PACAEMBU – 73,73%

O Corinthians tem um aproveitamento alto como mandante em 2012: 73,73% (22 vitórias, sete empates e apenas quatro derrotas). A equipe disputou partidas por três competições: Copa Libertadores, Paulista e Brasileirão. Houve ainda um amistoso (derrota para a Lusa, no 1 confronto do ano).

33 jogos oficiais e apenas 4 derrotas no Pacaembu em 2012

Corinthians 2×3 Ponte Preta – 22/4  Gol no início, após falha de Julio Cesar, e decisão da vaga em apenas um jogo desestabilizaram a equipe.

Corinthians 0x1 Fluminense – 20/5  Na estreia do Brasileirão, Tite levou a campo uma equipe reserva devido à Libertadores. E pagou caro…

Corinthians 1×3 Botafogo – 11/7  Sete dias depois da conquista da Libertadores, de ressaca, equipe caiu diante da Fiel, que ainda fazia festa

Corinthians 1×2 São Paulo – 26/8  As seis chances em apenas 22 minutos resultaram em apenas um gol. A virada no clássico foi o castigo

Leia mais no LANCENET! © 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Leia mais no LANCENET! © 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Está na coluna de Flávio Ricco

Rafinha Bastos não tem participado das gravações do “Saturday Night Live” na Rede TV!. Alguns falam em problemas de pagamento, outros porque ele está completamente envolvido com o programa da Fox.

A Rede TV! continua atrasando o pagamento dos web repórteres. Alguns não sabem mais o que fazer.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 03h41 no dia 19 de outubro de 2012

James Akel comenta a rejeição de José Serra

O DataFolha acaba de mostrar números da eleição deste ano.
Pelo DataFolha Haddad tem 49% e Serra 32%.
Serra tem 52% de rejeição
.
Lula, ao patrocinar a campanha de Haddad, apostava exatamente nisto que é a rejeição ao tucano.
Com este número de rejeição, qualquer ser que disputar com ele ganha.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 03h52 no dia 19 de outubro de 2012

James Akel comenta as eleições na TV Cultura que ocorrerão no ano de 2013

No Palácio dos Bandeirantes começa a aumentar volume de conversas sobre futuras eleições na Fundação Padre Anchieta TV Cultura.
O governador quer emplacar o nome de Marcos Mendonça.
É uma mistura de promessa pessoal com não desejo de colocá-lo no secretariado.
O governador não quer deixar Marcos ao relento na madrugada.
Então está acertando muito discretamente uma estratégia de garantia de eleição
.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 09h48 no dia 19 de outubro de 2012