“SP no Ar”, de William Travassos, é a maior audiência da Record em SP

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120928150918.jpg

William Travassos é o apresentador do “SP no Ar”: maior audiência da Record é às sete da manhã – Divulgação/Record

Com dificuldades para emplacar suas novelas e com “Ídolos” sem empolgar na disputa pelo Ibope, o “São Paulo no Ar”, de William Travassos, foi a maior audiência da grade da Record nesta última quinta-feira (27).

O noticiário local, exibido entre 07h27 e 08h40, garantiu média de 8 pontos e desbancou toda a programação – inclusive a do horário nobre. Atrações de maior investimento, prestígio ou potencial, como o “Ídolos”, o “Jornal da Record” e os últimos capítulos de “Máscaras” ficaram para trás com 7, 5 e 4 pontos respectivamente.

Em tempo:

Os jornalísticos da Record vêm salvando os resultados da emissora, que atravessa uma crise de audiência. Neste mesmo dia, o “Fala Brasil” e o “Cidade Alerta” tiveram 7,5 e 7 pontos respectivamente. O programa de Marcelo Rezende, inclusive, teve pico de 10 pontos.

Ainda assim, apesar dos bons números, nem todos os noticiários vêm sendo bem aceitos. O “Jornal da Record” segue fugindo a regra e a edição vespertina do “Balanço Geral” também. Comandado por Giuliano Marcos, o programa teve apenas 4 pontos de média.

Estes índices são consolidados e são baseados na preferência de um grupo de telespectadores da Grande São Paulo.

natelinha

3 no lugar de 1 no jornalismo

A estratégia de Ali Kamel e Schroder foi dividir em três o que era feito por um.
Ou seja, o cargo que era exercido por Ali Kamel passou a ser desenvolvido por três jornalistas.
Luiz Claudio Latge, Silvia Faria e Renato Ribeiro.
Preferiram acumular três forças com um objetivo muito amplo do que definir uma única pessoa para tal.
Acredito que a atual cúpula da TV Globo está esperando uma guerra de verdade que vem da TV Record.
Eles, da TV Globo, não acreditam que a TV Record vá ficar esperando a banda passar.
A banda no caso é o SBT.
Então devem estar esperando alguma coisa grandiosa que venha guerrear pela TV Record.
Seria como se fossem enfrentar uma NBC.
E no caso da escolha de Silvia Faria, o motivo é muito simples.
Silvia Faria tem hoje um trânsito em Brasília que poucos tem, a não ser Roberto Irineu e João Roberto.
Então mesmo sendo diretora executiva a Silvia deve ficar em Brasília.
Afinal, com as telinhas de celular e web, a Silvia fala com quem desejar no Brasil todo apenas apertando um botão.
Nem precisa sair de Brasília pra isto, mas precisa ficar lá por ser o local onde tudo acontece e o contato informal e pessoal é fundamental.
Por mais que a TV Record tenha uma grande estrutura política, que passa por um partido político que dá apoio à Dilma, e mais uma grande quantidade de deputados que vestem a camisa da TV Record, eles não tem ainda uma tradição de jornalismo político, criada há muitos anos por Roberto Marinho e preservada até os dias de hoje.
É exatamente aí que a TV Record não tem estrutura para ganhar da TV Globo.
E mesmo que a TV Record chegue perto de uma estrutura destas, então vai ficar difícil passar a TV Globo pois a grande diferença de ibope entre elas está no entretenimento.
Se por um lado a TV Record tem Douglas Tavolaro, grande profissional à frente do jornalismo, por outro a TV Record só tem Bispos à frente da área de entretenimento, sem conhecimento real de campo nem experiência para tal.
Esta é a grande diferença entre TV Globo e TV Record.
Por pior que seja a gestão de Manoel Martins no entretenimento da TV Globo, a estrutura criada por Boni até hoje está de pé, mesmo que os profissionais de hoje não tenham o mesmo nível dos de antigamente.

Escrito por James Akel às 07h15

<!–[ link ]–>

Jogo de grandes profissionais

As mudanças na cúpula da TV Globo foram arquitetadas desde o começo do ano por Carlos Schroder e Ali Kamel.
Foram os dois que traçaram os caminhos da nova estrutura da TV Marinho.
E o projeto estava tão amadurecido que perceberam que não poderiam esperar até 2015, que era o ano em que se tinha determinado a mudança de Octavio Florisbal por Schroder.
Então os dois levaram o projeto todo desenhado para Roberto Irineu que determinou a imediata mudança.

 Escrito por James Akel às 06h56 no dia 28 de setembro de 2012
<!–[ link ]–>

Hebe

O SBT se pronunciou ontem oficialmente sobre Hebe.
Apenas não deram uma data definida.
Há muito tempo atrás, esta coluna escreveu que Hebe não ficaria de jeito nenhum na RedeTV e iria para o SBT.
Ainda dissemos que através de Ratinho a Hebe tinha falado com o Silvio e a partir daí os dois se falaram com constância.
E ainda dissemos que o plano inicial era a primeira aparição de Hebe no Teleton.
Tudo isto está de pé e a aparição dela deverá ser no final do Teleton junto de Silvio.

 Escrito por James Akel às 06h51 no dia 28 de setembro de 2012

 

Pra que serve uma apresentadora

A TV Record há muito tempo tem problemas com a apresentação do programa Tudo é Possível no domingo.
Ana Hickmann bem que tentou, mas a cada domingo estava mais dura no comando de palco.
A direção tem a ver com isto sim, pois poderia tê-la treinado de forma diferente.
Mas nem todo diretor tem didática pra transmitir ao apresentador de palco.
E nisto fica que o apresentador ou apresentadora passam a não corresponder .
Veja que o mesmo diretor, Vildomar Batista, permite que também nos programas diários, o apresentador Brito Jr mantenha postura inadequada com mãos no bolso e postura relaxada em seu visual.
Tudo por conta de não ter didática para ensinar aos apresentadores.
Então, o próximo apresentador ou apresentadora do Tudo é Possível terão que ter conhecimento próprio de comando de palco.
Eu optaria por um apresentador homem que tivesse comando de palco para enfrentar a concorrência.
Mas nem tudo isto pode se ter pela pouca oferta no mercado.
Seria a única alternativa o Rodrigo Faro.

Escrito por James Akel às 03h28 no dia 28 de setembro de 2012

<!–[ link ]–>

Cabo Bruno quis cobrar preço alto por entrevista

Ex-policial Florisvaldo de Oliveira, conhecido como cabo Bruno

Ex-policial Florisvaldo de Oliveira, conhecido como cabo Bruno

Tem outra história do cabo Bruno,assassinado no fim da noite de quarta-feira e que estava em liberdade há pouco mais de um mês.

Algumas as emissoras foram em cima dele, quando deixou a prisão, interessadas em fazer uma entrevista. Ele pediu R$ 45 mil e, pelo que se sabe, ninguém aceitou pagar.

Ontem, conhecida a notícia da sua morte, estavam todas atrás de material.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Cheias De Charme deixará muitas saudades ….

A Globo leva ao ar hoje e reprisa amanhã o último capítulo de “Cheias de Charme”, novela das 7 da noite. Todo o seu elenco combinou de assistir e jantar junto numa churrascaria carioca, também conhecida como “Porcão”.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery