“Máscaras” sobe e desbanca SBT no Ibope

Em plena reta final, com uma semana para chegar ao fim, “Máscaras” esboçou uma leve reação nesta última quarta-feira (26) e mais uma vez desbancou o SBT na disputa pelo Ibope.

A novela de Lauro César Muniz alcançou média de 6 pontos e se isolou na vice-liderança. O SBT, durante a faixa de confronto, ficou em terceiro lugar, com 5 pontos, seguido pela Band, que ficou em quarto lugar, com 4 pontos.

Entre os destaques do capítulo de ontem estava o fim da busca de Martim Salles (Heitor Martinez) pelo paradeiro de Eliza (Paloma Duarte) e Otávio (Fernando Pavão). O casal estava na casa dos Zezés (Roberto Bomtempo e Bárbara Bruno), que foi cercada pelos criminosos da organização.

Estes índices são consolidados e são baseados na preferência de um grupo de telespectadores da Grande São Paulo .

natelinha

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120927122050.jpg

O programa “Estação Teen”, apresentado pela banda Restart na RedeTV!, vai mudar mais uma vez de horário. O game-show estreou em abril sob comando de Dudu Surita às 18h45. Cerca de um mês depois, devido à baixa audiência, o filho de Emílio Surita deixou a atração, dando lugar aos meninos do grupo. Ainda em baixa, o programa passou a ir ao ar na faixa das 10h30 em agosto. Mais uma vez sem alcançar os resultados esperados, mudará de novo. Após o fim do horário político, em outubro, o “Estação Teen” passará a ir ao ar de segunda a sexta às 18h. E com uma reformulação. Além das provas disputadas por alunos de escolas, em busca do prêmio de uma viagem a Disney, o programa também exibirá desenhos animados. A Restart seguirá no comando.

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120927114215.jpg

“Balacobaco” carrega difícil missão e gera expectativa

“Hoje vai rolar o Balacobaco. Baco, balaco, Balacobaco”. É esse o refrão da música de abertura de “Balacobaco”, a nova novela da Record.
 

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120927104708.jpg

Juliana Silveira e Victor Pecoraro estarão em “Balacobaco” – Foto: Michel Ângelo/TV Record
“Hoje vai rolar o Balacobaco. Baco, balaco, Balacobaco”. É esse o refrão da música de abertura de “Balacobaco”, a nova novela da Record.
O vídeo, divulgado pela emissora no último sábado (22), com a música completa e várias cenas da trama, deixou no ar uma vontade imensa de assistir logo o primeiro capítulo. Há muito tempo não se via uma música tão “chiclete” abrindo uma novela da Record. A expectativa em torno de “Balacobaco” está muito grande e não é à toa.

Outra propaganda da nova aposta da emissora dos bispos também chamou atenção pela criatividade: trata-se de uma chamada inspirada no horário eleitoral gratuito. “Interrompemos nossa programação para a exibição da propaganda de uma novela obrigatória”, dizia a chamada, apresentando, nos moldes eleitorais, características de alguns personagens.

O vídeo, divulgado pela emissora no último sábado (22), com a música completa e várias cenas da trama, deixou no ar uma vontade imensa de assistir logo o primeiro capítulo. Há muito tempo não se via uma música tão “chiclete” abrindo uma novela da Record. A expectativa em torno de “Balacobaco” está muito grande e não é à toa.
Outra propaganda da nova aposta da emissora dos bispos também chamou atenção pela criatividade: trata-se de uma chamada inspirada no horário eleitoral gratuito. “Interrompemos nossa programação para a exibição da propaganda de uma novela obrigatória”, dizia a chamada, apresentando, nos moldes eleitorais, características de alguns personagens.
Mas, afinal, o que “Balacobaco” tem que ter para reconquistar o público de novelas da Record que foi embora, ao longo dos últimos anos, para os concorrentes? Uma regra é básica: o primeiro capítulo tem que arrepiar todos os telespectadores. Arrepiar com cenas de ação, que arranque suspiros, que mexam emocionalmente com o público. O primeiro capítulo tem que emocionar, assustar, tirar mesmo as pessoas do sofá.
Nenhum autor é capaz de conseguir manter o ritmo forte durante a novela inteira, mas o primeiro dia precisa ser inesquecível. Se não o público não volta, não se interessa. Genericamente falando, “Máscaras” pecou muito nisso: sua primeira semana foi morta, sem atrativos. Quando tentou dar a volta por cima, não adiantava mais.
“Balacobaco” carrega a missão de levantar novamente o horário nobre da Record, como outras novelas, por exemplo “Chamas da Vida”, fizeram. Esse é o único jeito da emissora voltar à vice-liderança isolada, da onde saiu – por incompetência própria – há algum tempo.
Ficamos então na expectativa de assistir “Balacobaco”, no próximo dia 4 de outubro. Que a Record não nos desaponte. Como já desapontou.
Breno Cunha escreve sobre mídia e televisão há quatro anos e sempre foi conhecido por grandes discussões provocadas por suas críticas. No NaTelinha não é diferente. Converse com ele: brenocunha@natelinha.com.br / Twitter @cunhabreno

Comentarista que brigou com Galvão Bueno pode ir para o Fox Sports

Ex-colaborador do canal de TV por assinatura Sportv, que deixou a emissora após se envolver em uma discussão ao vivo com Galvão Bueno durante a Olimpíada de Londres, Renato Maurício Prado pode reforçar o Fox Sports.

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120926175018.jpg

O comentarista mantém conversas com o novo canal esportivo e ainda não tem nada fechado. Certo mesmo é que ele não faz parte dos planos da ESPN Brasil, como chegou a ser ventilado.
Segundo o blog “TV Esporte”, assinado por Rogerio Jovaneli, o estilo polêmico de Renato Maurício Prado pode ser um entrave na sua ida para o Fox Sports, que pretende lançar novos programas em 2013, possivelmente com a estreia de um segundo canal.
O Fox Sports chegou ao Brasil em fevereiro deste ano e desfalcou o Sportv tanto nas competições – tirou a Copa Libertadores da América e a Sulamericana – quanto na equipe – nomes como José Ilan, João Guilherme e Victorino Chermont, entre outros, receberam ofertas e mudaram de emissora.

Renato Maurício Prado comenta vitória do Flamengo sobre o Atlético Mineiro

https://i1.wp.com/s2.glbimg.com/P261cOpRYrq_d0o7J-D1m0-wlz_RwG00KOt-ZXN4AySpo_OOvJcCnkdrXNz2zy7dO-5xcknIG_rV_J1iXmqwrw==/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2012/09/18/flaatlmg.jpg

Foi, sem sombra de dúvida, a melhor apresentação do Flamengo no ano. O time rubro-negro jogou com o coração na ponta da chuteira, ganhou todas as divididas e, assim, conseguiu neutralizar a maior categoria do Atlético Mineiro. Amaral colocou Ronaldinho Gaúcho no bolso. E Vágner Love voltou a marcar, aliás, um golaço, de meia-bicicleta, colocando o Fla em vantagem, no primeiro tempo.

Quando o Galo empatou, aos 4 minutos da segunda etapa (gol de Jô), parecia até que iria tomar conta do campo. Pois sim. Empurrado por uma torcida apaixonada e alucinada, que não deixou de cantar um só minuto e lotou o Engenhão, o Flamengo foi à frente e numa linda jogada de Wellinton Silva, outro que se destacou na base da luta e da garra, saiu o cruzamento perfeito, da linha de fundo, para Liedson marcar o segundo e deixar novamente os cariocas na frente do placar.

Bem que Cuca tentou de tudo, colocando em campo atacantes sem parar. Mas a defesa do Fla (com Gonzalez e Frauches ganhando todas as bolas pelo alto, auxiliados por Cleber Santana e Cáceres) se mostrou firme e não permitiu o empate.

Ao contrário, em contra-ataques, o Flamengo esteve até mais perto do terceiro gol. Chegou a acertar uma bola na trave, numa bomba de Cléber Santana, que Vítor ainda espalmou com a ponta dos dedos.

Grande vitória do Fla, que assim sobe para a décima posição e abre sete pontos da temida zona do rebaixamento. E por que o time de Dorival Júnior melhorou tanto, a ponto de derrotar, com absoluta justiça, uma das melhores equipes do campeonato? A explicação perfeita, simples e direta, foi dada por Vágner Love, na saída do primeiro para o segundo tempoi.

– Por que ganhamos? Porque jogamos como Flamengo.

O verdadeiro Flamengo, de tantos títulos e tantas glórias, não o desastroso grupo que parecia se arrastar em campo até pouco tempo.

A reação iniciada no segundo tempo do jogo contra o Grêmio, parece consolidada. O próximo teste é o Fla-Flu.

Coluna redigida por Renato Maurício Prado para o jornal O GLOBO

Reta final: Pense numa protagonista! Chay se oferece para estrelar ‘Guerra dos Sexos’Na cara dura, Chayene pede papel para Jorge Fernando e Sílvio de Abreu (Foto: Cheias de Charme / TV Globo)

Na cara dura, Chayene pede papel para Jorge Fernando e Sílvio de Abreu (Foto: Cheias de Charme / TV Globo)

A cara de pau de Chayene (Cláudia Abreu) não tem fim! Ela está indo para o programa Encontro com Fátima Bernardes e, nos corredores do Projac, esbarra com o autor Silvio de Abreu e o diretor Jorge Fernando. Pronto! É a oportunidade perfeita para nossa musa tentar brilhar mais um pouquinho. Afinal, Chay não deixa nenhum grão de purpurina ficar de fora de sua vida e pergunta se eles vão fazer a próxima novela das sete, Guerra dos Sexos.

chayene (Foto: Cheias de Charme / TV Globo)
Essa Chayene…

Quando eles dizem que sim, a diva aproveita para tirar uma casquinha: “Pois eu sou sua fã, morro de ‘passione’ por suas novelas, tu tem uma carreira ‘belíssima’! Então, amadinhos, qual vai ser meu papel na novela? Se até Ivete virou atriz, já mais que na hora de Chayene virar estrela de TV!”

O que será que eles vão responder para Chayene? Não perca a cena, que vai ao ar na próxima quinta-feira, 27 de setembro .

Informações extraídas do site da Rede Globo