Ator de “Rebelde” lança primeiro clipe de sua carreira musical

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120926104834.jpg
Após lançar a música na semana passada, o ator e cantor Bernardo Falcone acaba de disponibilizar o clipe de “Once Upon a Time”.
 
Com o fim da novela “Rebelde” em novembro, na Record, Bernardo vai investir cada vez mais em sua carreira musical, que já começou com um contrato assinado com a Universal Music.
 
O clipe de “Once Upon a Time”, primeiro single do cantor, mostra de forma simples a nova fase na carreira de Falcone. “Once Upon a Time” foi produzida por Bernardo Martins .
natelinha

Ana Hickmann voltará a se ausentar do “Programa da Tarde”

Embora ainda não tenha completado um mês, as ausências de Ana Hickmann à frente do “Programa da Tarde” irão persistir por tempo indeterminado na Record.

A apresentadora, que faltou a semana passada inteira por conta de uma doença e que retomou seus trabalhos na última segunda (24), voltará a faltar nesta quinta-feira (27).

Desta vez, a falta ocorrerá por motivo de choque de horários. Ela gravará o “Tudo é Possível” e por isso não irá poder comparecer ao vespertino.

Com informações da coluna Zapping.

natelinha

Diego Souza poderá retornar ao Vasco

Diego Souza - Vasco (Foto: Bruno de Lima)
Vasco pode tentar puxar Diego Souza de volta (Foto: Bruno de Lima)

O não pagamento do Al-Ittihad (SAU) pela compra dos direitos de Diego Souza pode ocasionar o retorno do meia ao Cruz-Maltino. Nesta terça-feira, a diretoria reuniu toda a documentação para acionar a Fifa exigindo dos árabes a quitação da dívida, mas, em meio a isso, o presidente Roberto Dinamite já consultou o departamento jurídico do clube sobre a possibilidade de, por quebra de contrato, repatriar seu ex-camisa 10.

Internamente, a possibilidade já é vista com bons olhos. Inicialmente, o montante da venda de Diego Souza seria utilizado para equilibrar as finanças, mantendo os salários dos jogadores e funcionários em dia (o deste mês ainda não foi pago). Mas a perda técnica que o time sentiu com a saída do meia parece estar pesando mais pelos lados de São Januário.

Dinamite lembra que, o primeiro passo já foi dado, com a cobrança junto à Fifa do pagamento. Inicialmente, o clube quer apenas receber o dinheiro pela venda, mas se o problema prosseguir…

– Assinei hoje (ontem) o documento, para fazermos a cobrança junto à Fifa. Mas estamos analisando essa situação (de repatriá-lo) também, consultando os advogados do clube – disse o presidente, que, perguntado se o retorno do meia seria uma boa, sorriu, despistou, mas deu uma resposta positiva:

– É… Se for possível. Mas essas coisas dependem da vontade do jogador também – completou Dinamite.

O Al-Ittihad havia acordado que faria o pagamento por Diego dividido em três parcelas. A primeira delas, porém, foi efetuada através de uma empresa e o dinheiro acabou ficando retido. O fato deixou os vascaínos incomodados. A segunda já venceu e também não chegou aos cofres do Vasco. Por isso, a diretoria cruz-maltina resolveu exigir o pagamento integral desse montante, além de multa de 20% prevista em contrato, o que renderia ao clube pouco mais de R$ 5 milhões (referente a 33% que tem direito). O restante é da Traffic .

ITTIHAD TEM FAMA DE MAU PAGADOR

A diretoria vascaína anda preocupada com as informações sobre a fama do Al-Ittihad de ser mau pagador. O clube árabe, apesar de ter uma boa fonte de dinheiro, costuma atrasar salários e pagamentos, o que resulta em seguidos problemas com alguns de seus atletas.

Antes de decidir acionar a Fifa para receber pela venda de Diego Souza, o Vasco procurou o clube árabe seguidas vezes, mas não obteve sucesso.

Essa fama de mau pagador não é de hoje. Em 2005, por exemplo, Pedrinho, ex-Vasco, foi procurado para defender o Ittihad. Mas, ao saber do problema que o clube tinha com dinheiro, ele exigiu o pagamento pelo tempo de contrato (um ano) de uma vez só. Feito isso, assinou com o clube. Outros brasileiros também já sofreram com salários atrasados por lá

Leia mais no LANCENET! 
© 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Conhecendo a história da Associação Brasileira De Imprensa

A ABI, Associação Brasileira de Imprensa, combateu a ditadura Vargas, a polícia de Filinto Muller, o Regime Militar que mandava torturar e matar pessoas, os porões dos torturadores do Regime Militar e a falta de liberdade de pensamento nos mais diferentes momentos do Brasil.
O ofício enviado à presidenta Dilma foi uma legítima demonstração de angústia e preocupação com o trabalho dos jornalistas e com a continuidade de trabalho dos meios de comunicação, visto termos em nossas mentes a lembrança um tanto recente da história da TV Tupi e TV Manchete, além da TV Excelsior.
A ABI não deseja que nenhuma emissora de TV passe pelo que passou Tupi, Excelsior e Manchete.
E uma emissora de TV é antes de tudo uma concessão governamental, igual um banco.
Aliás, uma emissora de TV é uma concessão mais delicada que um banco pois é concedida a título precário e não permanente.
Então, concessão não é propriedade patrimonial.
A propriedade física é patrimônio.
A concessão é propriedade do Governo que permite que outrem explore o serviço de comunicação sob condições específicas.
A ABI jamais ofendeu a honra de quem quer que seja e nem proferiu palavras ofensivas à honra e à pessoa de quem fosse.
A ABI enviou um ofício à Presidenta Dilma, ou seja, correspondência entre Instituições, a ABI, a maior entidade jornalística do Brasil, e a Presidência da República, a maior entidade representativa de um povo democrático.
A correspondência foi fechada entre instituições livres e não submissas a quem quer que seja.
E jamais, em tempo algum, a ABI, que enfrentou ditaduras, vai se submeter às ameaças de quem quer que seja.
A ABI encaminhou à Secretaria Geral da Presidência, ocupada pelo ministro Gilberto Carvalho, as ameaças e ofensas feitas por uma determinada emissora de TV através da imprensa e por e-mail contra nossa Instituição, ameaças estas e ofensas que foram em cópia entregues nas mãos do ministro Gilberto Carvalho.
Jamais, em tempo algum nenhum ditador do Brasil se atreveu a ofender a honra da ABI.
E tudo que está no ofício que a ABI enviou à Presidenta Dilma foi lastreado em fatos reais incontestáveis publicados na imprensa responsável, incluindo alguns depoimentos pessoais de empresários do setor da comunicação
.

 Escrito por James Akel às 01h18 no dia 26 de setembro de 2012

<!–[ link ]–>

Texto abaixo é de Patrícia Kogut

Briga na Justiça

A RedeTV! notificou a Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Eles acionarão judicialmente a entidade e os jornalistas Rodolfo Konder e James Akel, diretor e conselheiro da regional São Paulo, pelo que consideram “uma conduta ilícita e imoral”.

 

… Explicando…

É que a ABI enviou um ofício à Presidência sugerindo a criação de um conselho para administrar a emissora até que um investidor a compre. A ABI teme que os atrasos nos salários levem a empresa ao mesmo rumo da Manchete

 Escrito por James Akel às 00h55 no dia 26 de setembro de 2012

Navio no rumo do ICEBERG

A direção da Rede TV!, em vez de se preocupar com o que realmente atravanca a sua própria sobrevivência, resolveu botar pressão na imprensa, achando que isto poderá de alguma maneira contribuir ou aliviar mais este momento de crise. Não é por aí.

Toda a questão, que já se arrasta de muito tempo, passa distante de qualquer perseguição. E isto nunca existiu. Não foi nenhum jornalista, que um dia resolveu vender ou comprar ações do outro sócio e só colaborou para amplificar antigos problemas ou possibilitar o surgimento de novos. Aquilo foi uma linha divisória e tudo se agravou a partir dali. Assim como outras tantas baixas, que vieram imediatamente a seguir, como perder o UFC, todo o episódio da saída do “Pânico” e o fim das transmissões da Série B, entre as mais importantes.

Responsabilizar um outro alguém ou querer desviar o foco, é simplesmente fugir do que realmente interessa e a Rede TV!, hoje, precisa de pessoas que encarem toda essa situação de frente e com uma direção mais firme e responsável. Ainda assim, não será uma tarefa fácil.

Escrito por James Akel às 00h54 no dia 26 de setembro de 2012

Primeiro capítulo de Guerra Dos Sexos

Charlô e Otávio acompanham a leitura do testamento dos tios e iniciam uma grande discussão. Todos os convidados elogiam o desfile da Positano Sport Club organizado por Roberta. Analu tenta falar com Kiko sobre o casamento, mas ele não dá atenção. Vitório discute com Otávio. Felipe e Roberta se enfrentam depois de quase sofrer um acidente de carro. Vânia surpreende Felipe com um beijo. Roberta encontra Nenê na casa de sua irmã. Nieta foge da polícia na feira da Vila da Mooca. Roberta chama sua família para o casamento de Kiko. Fábio se cansa das crises de ciúmes de Manoela. Carolina afirma que vai ao casamento de Kiko. Vitório sente-se mal e tenta disfarçar para Roberta. Carolina se esconde no porta-malas do carro de Otávio. Ulisses relembra a luta que perdeu. Analu desiste de se casar e foge. Roberta culpa Felipe. Charlô decide pilotar seu avião. Felipe e Roberta anunciam que não haverá mais casamento. Charlô percebe algo de errado no avião, que inicia uma queda. Carolina cai em cima de Fábio. Vitório passa mal e cai nos braços de Roberta.

Veja como o Complexo do Alemão foi recriado em uma cidade cenográfica

complexo do alemão (Foto: salvejorge/tvglobo) Vista do Complexo do Alemão, comunidade com quase 70 mil moradores (Fotos: Salve Jorge / TV Globo)

A partir de outubro, dois mundos e duas culturas bem diferentes vão invadir a sua telinha. Em Salve Jorge, as paisagens exóticas da Turquia e as ruelas e ladeiras do Complexo do Alemão serão os ambientes principais por onde vão circular os personagens da nova novela de Glória Perez. O Alemão, um conjunto formado por 13 favelas na Zona Norte do Rio, onde vivem quase 70 mil pessoas, é onde mora a protagonista da história, Morena (Nanda Costa). Dira Paes, André Gonçalves, Lucy Ramos e Bruna Marquezine são alguns dos atores com personagens moradores da comunidade.

VEJA AQUI UMA GALERIA DE FOTOS DA CIDADE CENOGRÁFICA DO ALEMÃO

As ruas do Complexo do Alemão serviram como cenário real para muitas cenas do início da novela, mas também foi preciso recriar parte deste universo no Projac, onde são gravadas as novelas da Globo. Este trabalho ficou a cargo da cenógrafa Erika Lovisi, que recriou o Alemão em uma cidade cenográfica de 1800m², com 14 edificações, em apenas 36 dias. Mas, para facilitar, ela tinha em sua equipe moradores do local que deram sugestões valiosas. Erika fala sobre o processo de construção da favela cenográfica e a expectativa de retratar uma realidade tão próxima do brasileiro, comparada com a distante Turquia.

“Quando o lugar é distante você pode fantasiar mais, tem mais licença poética. A gente tem que ter fidelidade para tentar chegar um pouco mais perto. Quando é muito próximo fica um pouco mais complicado, só que por outro lado, você tem uma contribuição muito forte da equipe. Na montagem, muita gente que estava trabalhando olhava e dizia ‘pode ter mais fio ali’. Eles participam muito, isso ajuda bastante”, conta Erika.

Favela cenográfica foi retrata o Complexo do Alemão (Foto: Salve Jorge/TV Globo)Favela cenográfica reproduz um pedado do Complexo do Alemão (Foto: Salve Jorge/TV Globo)

Segundo a cenógrafa, cada favela tem uma característica e o Alemão, com a pacificação há quase dois anos, passou por uma limpeza aparente que é diferenciada. “Está com uma cara que não é padrão, tem uma interferência. Você entra no teleférico e é uma área bacana, limpa, organizada”, afirma.

Apesar da intimidade natural do carioca com as favelas, houve muita pesquisa, que começou em março. “A gente tenta manter um pouco do que é característico deles. Por exemplo, lá não tem tantas esquadrias antigas. Tem muito alumínio, ferro. Não tem muita coisa de madeira”, explica. O que não pôde faltar foram fios à mostra, caixas d’água e esquadrias, materiais, em sua maioria, reaproveitados de outras produções.
 

  •  

Favela cenográfica de Salve Jorge (Foto: Salve Jorge/TV Globo)

Cada detalhe captado no Alemão foi trazido para o set

O diferencial desta favela cenográfica é a verticalidade, os acessos às escadas, a altura típica do Alemão. A laje do Miro (André Gonçalves), feita em estrutura metálica, tem capacidade para até 20 pessoas.

Além da cidade cenográfica, as gravações acontecem também no estúdio e criar estes ambientes foi outro desafio, pois apesar de distintos, são cenários complementares. “Na favela cenográfica retratamos mais o geral, referências dos espaços, a luz que vem do exterior, o sol, as dimensões, as passagens. Já o estúdio é o contrário disso. Depois daquela passagem, o que tem lá dentro? Não há um comprometimento geográfico muito sério porque a ligação de um quarto com a sala está na nossa cabeça. Mas tem que ser crível que os cômodos pertençam àquele espaço externo. Então todas as proporções devem ser respeitadas, mas também tem a sua licença poética. Uma casa (estúdio) nunca é igual a sua locação.”

Sobre a inserção cada vez maior das favelas nas novelas, Erika acha que é um processo natural. “Acho que tem um processo de convivência melhor, turismo cada vez mais presente, além da própria conquista do poder aquisitivo, de interagir mais. Estão todos bem mais próximos, não tem mais aquela distância da comunidade e asfalto”, opina Erika.

Não perca a estreia de Salve Jorge, a nova novela das 21h, escrita por Glória Perez, com direção de núcle de Marcos Schechtman e direção geral de Fred Mayrink.

Nanda Costa e Rodrigo Lombardi serão dois apaixonados em Salve Jorge

Théo e Morena são os protagonistas de Salve Jorge (Foto: Salve Jorge/TV Globo)Théo Théo e Morena são os protagonistas de Salve Jorge (Foto: Salve Jorge/TV Globo)

Salve Jorge vai contar a história de gente guerreira que está sempre em busca de seus sonhos e traçando seu próprio destino. Morena (Nanda Costa), uma jovem moradora do Complexo do Alemão, luta para criar seu filho, Júnior (Luis Felipe Mello), contando apenas com ajuda da mãe, Lucimar (Dira Paes). Apesar das rasteiras da vida, Morena sempre teve certeza que sua estrela ia brilhar.

A sua sorte começa a mudar quando conhece Théo (Rodrigo Lombardi), o homem perfeito. Cavaleiro do Exército, Théo nunca deu prioridade ao amor, apesar do namoro com a tenente Érica (Flávia Alessandra). Para o capitão, o importante mesmo é progredir na carreira e se sagrar campeão de hipismo.  Ainda na infância, Théo ficou soterrado por três dias depois de um desabamento, mas foi resgatado no dia de São Jorge, tornando-se devoto do santo guerreiro. Sempre que está em apuros recorre a São Jorge para iluminar seu caminho.

Érica namora Théo no iníco da trama (Foto: Salve Jorge/TV Globo)Érica namora Théo no iníco da trama

Érica é veterinária e serve no mesmo regimento de Théo. De família tradicional, a tenente é uma mulher forte, determinada e justa. A militar sonha em se casar com Théo e acredita que pode fazer o capitão mudar suas prioridades. Mas é  Morena quem vai mudar a vida do rapaz.

O encontro dos nossos protagonistas é obra do acaso e começa com o pé esquerdo. Mas da implicância, nasce um amor forte e verdadeiro. O militar termina seu relacionamento com Érica e assume sua paixão por Morena, apesar do preconceito de sua mãe, Áurea (Suzana Faini), que não vê com bons olhos o relacionamento de um militar com uma jovem de comunidade. Tudo parece perfeito, mas a felicidade do casal vai ser abalada quando Morena receber uma proposta tentadora de Lívia (Cláudia Raia).

Sofisticada, conhecida nas altas rodas da sociedade, Lívia é uma mulher livre de suspeitas, mas debaixo dessa aparência se encontra uma pessoa perigosa, peça fundamental de uma rede internacional de tráfico de pessoas. Lívia seduz Morena com um convite para trabalhar na Europa com grandes vantagens financeiras. Morena está certa que essa é sua grande oportunidade de brilhar e nem mesmo seu amor por Théo vai fazê-la mudar de ideia. Mal sabe Morena o pesadelo que a espera.

Salve Jorge é escrita por Glória Perez e tem direção de núcleo de Marcos Schechtman e direção geral de Fred Mayrink. Não perca a estreia da próxima novela das 21h dia 22 de outubro!

 

Informações extraídas do site da Rede Globo

Globo irá premiar times de futebol pelo desempenho em campo

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120925173157.jpg

A Globo começará a premiar, a partir do mês de dezembro, os times de futebol que compõe a Série A do Brasileirão de acordo com o desempenho conquistado dentro de campo.

O valor total disponibilizado é de R$ 30 milhões, sendo que R$ 9 milhões já estão separados ao campeão do campeonato. O vice ficará com R$ 6 milhões, o terceiro com R$ 4 milhões e o quarto com R$ 3 milhões.

Do quinto ao décimo sexto colocado também haverá premiações, com faixas mais próximas e gradativamente menores a medida que o time se afasta das melhores posições. Ainda assim, todos serão premiados salvo os quatro rebaixados para a Série B.

Com informações da coluna Panorama Esportivo, do Jornal O Globo.

natelinha