Teste de Fanatismo Religioso

Assinale nas alternativas que correspondem as suas atividades V para Verdadeiro e F para Falso:

( ) Conhece mais sobre a visão de sua igreja do que a própria bíblia.
( ) Fala mais da igreja e suas atividades do que do próprio Deus.
( ) Ao invés de divulgar mensagens bíblicas, divulga propaganda da igreja sobre eventos para arrebanhar fiéis.
( ) Suas conversas resumem-se a assuntos relacionados a igreja, não sabe falar sobre outra coisa. Dorme e acorda pensando nas tarefas da igreja, as quais que tem de dar conta.
( ) Não sabe falar, só sabe “pregar”. Se alguém lhe der uma brecha no ônibus, na fila do banco, na padaria ou na feira certamente vai falar da igreja.
( ) É capaz de defender o líder com unhas e dentes nem que para isso tenha que usar de violência e agressividade.
( ) Sua família sente sua falta em casa, porque está na igreja segunda, terça, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo.
( ) Afastou-se dos familiares, e nunca mais teve contato com tios, primos e avós.
( ) Não tem amigos fora da igreja, não se relaciona com vizinhos ou colegas de trabalho.
( ) No trabalho vive usando o telefone para promover a igreja. Os colegas evitam sua companhia: “lá vem aquele chato convidar pra ir na igreja”
( ) Oferta tudo o que tem na carteira e fica sem dinheiro a semana inteira, tendo de pedir emprestado pra comprar o leite das crianças.
( ) Deixa sua família em casa no domingo e vai pra reunião com a liderança não tendo hora pra acabar.
( ) Não lembra a última vez que foi a um cinema ou realizou uma viagem a passeio.
( ) Não dá um passo sem consultar seu guru espiritual, ou seja, depende dele pra toda e qualquer decisão.
( ) Obedece cegamente o seu pastor e por ele faz sacrifícios que nem mesmo para sua família faria em razão de crer que ele é o representante de Deus aqui na terra.
( ) Abre mão do próprio lazer por causa dos compromissos com a liderança da igreja, em razão de querer honrar o líder.
( ) Permite que o líder meta o dedo no seu nariz quando não sacrificou seu tempo para honrar aos compromissos religiosos.
( ) Submete-se a uma liderança que lhe explora e escraviza por crer que é a voz profética, a salvação para sua vida.
( ) Crê que a sua denominação é a melhor, que é a única que prega a verdade e por ela daria a sua vida.
( ) Discute e briga com irmãos de outras denominações para defender a doutrina de sua igreja. Vê os irmãos como adversários e com isso já perdeu vários amigos.
( ) Raramente assiste TV ou lê revistas seculares e por isso toma conhecimento das notícias somente meses depois. Se a moeda do seu país mudar nem ficará sabendo (rs).
( ) Não ouve música secular, não vai a teatro, não participa de festas do trabalho ou de onde possivelmente tenha pessoas bebendo cerveja pois tudo é do diabo…
( ) Quando decide evangelizar pessoas sempre tenta impor suas crenças e em seus discursos fala mais do diabo que de Deus.
( ) Já fez milhões de quebra de maldição e sessão de descarrego e mesmo assim vê demônio em todo lugar.
( ) Não consegue imaginar-se fora da sua denominação porque acredita que cairia na fé.

Se ao final das afirmativas descobriu que age como tal tenha a certeza de que está a um passo de agir como os líderes do terror islâmico…amanhã poderá ser candidato a homem ou mulher bomba.

Cuide-se!

Tudo o que a IURD e a IMPD escondem em seus templos está aqui

Pesquisando sobre os símbolos do satanismo (ou símbolos da nova era) percebi que há um número considerável de pessoas tatuando esses símbolos em seus corpos e utlizando jóias e objetos que a primeira vista parecem simplesmente um acessório.

Alguns intencionalmente utilizam para externar um sentimento incutido de rebeldia, outros ingenuamente pensam estar seguindo a moda todavia estão agradando ao deus deste século.

A Bíblia diz através do profeta Oséias que o povo de Deus tem sido destruido por falta de conhecimento. Mas conhecimento de que? Física, matemática, Direito? Nada disso! Está perecendo por falta de conhecimento da Palavra de Deus que nos alerta para muitos assuntos.

Alguma dúvida? Clama a Ele que te responderá!

A raiz do nome Satan vem do hebreu e significa “o inimigo”. Ou seja ele representa o espírito vingativo, o não-perdão e a justiça para quem á merece. Possui rudeza e agressividade em cada gesto e idéia e mais cruel dentre seus irmãos representa o sentido da luta é a ação em busca de seu objetivo, não importando as conseqüências, e da meta custe o que custar.

Bandeira: com as cores Símbolo do Satanismo

Templo: Um dos propósitos do Templo é executar rituais Satânicos cerimoniais. Uma vez por mês é celebrada a Missa Negra. O templo é o lugar onde prestam culto e rendem adoração a Satanás.

Manto Negro: são usados pelos participantes masculinos. Os mantos podem ser do tipo de monge ou encapuzado, e se desejado pode cobrir a face. O propósito em cobrir a face e permitir ao participante liberdade para exprimir a emoção na face, sem inquietação. Também diminui distração da parte de um participante em direção a outro. A cor negra é usada abundantemente em todo Ritual Satânico. Ela representa os poderes da escuridão interna de cada ser humano que é, afinal de contas, fonte de toda a magia, mas representa também as trevas da Terra de onde surgiu a vida e os aspectos, assim chamados, negativos da pisque humana, que são geralmente rejeitados mas plenamente aceitos pelos satanistas.

Bíblia Satânica: Obra-prima do Satanismo de LaVey ou Moderno, tendo sido popularizado com o advento da Internet e de organizações que defendendem a autenticidade satânica da filosofia religiosa de Anton Szandor LaVey.

Livro Negro de Satã (ou Livro Negro do Satanismo): Obra-prima do Satanismo tradicional, da tradição sinistra e do sinistro caminho septenário, do sistema septenário. É reconhecido por alguns como a autêntica obra do Satanismo, diferenciando da filosofia religiosa de Anton Szandor LaVey, alguns não o reconhecem como livro satânico, havendo instituições religiosas e satânicas que nem chegam a comentar sobre a existência do livro. Tão abismal as relações teóricas entre o Satanismo tradicional, defendido pela Ordem dos Nove Angulos e Ordo Templis Satanis, com relação á Igreja de Satanás.

Pentagrama: As duas pontas para cima, significam Lúcifer e seu reino; duas pontas para baixo, significam o homem como deus, no lugar de Deus. É símbolo de adoração a Satanás já estabelecido em várias partes do mundo. Alguns conjuntos musicais de “Rock” adotam este símbolo para garantir sucesso.

Circulo de Fogo: O círculo de fogo representa o espaço consagrado onde são realizados rituais satânicos para invocar todas as forças do mal, sendo utilizadas velas para representar o fogo e também os guardiões.

Cor Preta: O preto transmite a sensação de renúncia, entrega, abandono e introspecção. Sua condição de total ausência de cores a relaciona simbologicamente com a idéia do nada, do vazio. Por isso expressa a concepção abstrata do zero, da negação, do espaço infinito, do não ser, do não. A cor preta significa também o destino e a morte, favorece a auto-análise e permite um aprofundamento do indivíduo no seu processo existencial. No Ocidente, é a cor do luto por expressar melhor a eternidade em seu sentido mais profundo: a não existência.

Serpente: Desde a criação do mundo a serpente é o símbolo do próprio satanás. O Luciferismo usa como base o simbolismo a serpente, presente milenarmente em diversas culturas por isso está presente em todos as religiões antigas como no Egito, Grécia e ciências (símbolo da medicina, contabilidade). Leviathan, a serpente das profundezas do oceano, é vinculado às emoções, que são fundamentais nos rituais satânicos. Depois das tatuagens e piercings a mais nova invenção é o corte na língua para torná-la igual a de uma serpente.

Gato Preto: Na magia ele representa o guardião, o animal que é a ponte para o submundo, daí juntou-se o preto com a escuridão, mitos da morte e associaram o gato preto como o animal da bruxa, o guardião e o elo com o demônio.

Exagrama ou estrela de Davi em circulo: É usada pelo movimento Nova Era como símbolo da unificação da humanidade com as forças cósmicas. A Estrela de Davi representa a igreja de Cristo, mas ela dentro de um circulo representa os cristãos aprisionados por Satanás, ou seja, Satanás como se fosse um ser superior ao próprio Jesus. A Estrela de Davi representa a igreja de Cristo, enquanto o Hexagrama representa o que está no texto acima. A diferença entre o “Hexagrama” e a “Estrela de Davi” é que na Estrela de Davi os triângulos são sobrepostos (um passa em cima – dentro – do outro formando uma só figura), enquanto no hexagrama os triângulos são entrelaçados (dois triângulos diferentes que quando entrelaçados – um independente do outro – formam o hexagrama).

Casal Transpessoal: Símbolo do fim do casamento representado pela letra ômega, última letra do alfabeto grego. Os adeptos do satanismo dizem que o ser humano não se deve ligar oficialmente a nenhuma família, mas deve ficar sempre livre para procurar outros parceiros, oiu seja, um casamento aberto para todo tipo e número de parceiros ou parceiras, bem como, para todas as formas de sexualidade, que resultaránuma “nova” estrutura social familiar na quais os filhos deverão passar a ser membros “itinerantes” de determinadas “famílias”, permanecendo apenas sob os cuidados destas, uma vez que sua paternidade, na maioria das vezes, não poderá ser determinada, em razão do “novo” tipo de vida. Este é o motivo pelo qual o símbolo do “casal transpessoal”, se consiste num homem e numa mulher, ajoelhados, um diante do outro, formando a letra “Ômega” que, sendo a última letra do alfabeto grego, simboliza “fim”, para representar o fim da instituição da família.

Mancha: É uma gota de sangue para escarnecer do sangue redentor de Jesus Cristo.

Fita Entrelaçada ou Nó Celta: Significa que a vida é entrelaçada, continuando em outras encarnações. Também representa o pacto de sangue entre os adeptos da Nova Era, envolvendo pessoas ou organizações.

Círculo com Ponto: Este sinal é a bandeira de Lúcifer. O círculo representa o planeta Terra como reino de Satanás. O ponto são os homens e sua divinização, instrumentos ao serviço deste reino; o símbolo da energia, que segundo eles, emana para todo o ser.

Cruz com Laço: Representa o desprezo pela virgindade, troca de parceiros conforme a escolha pessoal. O movimento Nova Era ensina que a sexualidade é a parte que purifica o ser humano, eleva o espírito e embeleza o corpo. É a volta ao paganismo antigo, cujos “deuses” promoviam as danças com barulho excessivo, as orgias, a prostituição ritual, etc.

Pomba com ramo: simboliza a luta pela paz dos aquarianos e a esperança de que as águas de Peixes se seguem dando lugar a Nova Era. Usam figuras Bíblicas para confundir as mentes. Pomba na Bíblia tem o símbolo de pureza, inocência e também simboliza o ESPÍRITO SANTO.

Cruz de “Cruz de São Cipriano” ou cruz de feiticeiro: É usada pelos feiticeiros em suas magias e feitiçarias. É formada por dois pedaços de madeira de cedro sobrepostos em forma de cruz, com uma pinha em cima.

Mão Chifrada: Usado por artistas ligados à música (principalmente rock’n’roll) e seus fãs. Simboliza o louvor em rituais satânicos.Sinal secreto para invocação de demônios. Simbologia muito em voga. Tem sido usado como saudação. Esses símbolos são rapidamente assimilados pelos jovens.Sinal de gatilho para o Controle da Mente, fazendo a vítima assumir a personalidade alternativa. Mão saindo para fora do poço de fogo; os contornos em preto significam que a mão é a do ‘maligno’ Satanás.

Chifre de mau olhado(dente no cordão): Simbologia usada por diversos povos, e até por famílias que se dizem cristãs. Tem o significado místico de afastar maus-olhados. É usado no pescoço, como pendentes em pulseiras, na sala principal das casas etc. Representado por apenas um chifre. É também um amuleto muito usado em rituais satanicos.

Netuno: Simboliza a transformação das crenças. A cruz para baixo significa que todas as crenças serão destruídas para que o planeta Terra seja governado por Maitreya o “Novo Messias”.

Borboleta: É o símbolo próprio dos adeptos da nova era ou dos “aquarianos”. Como a lagarta entra no casulo, transforma-se e sai em forma de borboleta, assim a humanidade passa de uma era antiga, transforma-se em todos os sentidos e entra na nova era.

Cruz Invertida: Usado por grupos de Rock e adeptos da Nova Era, é uma ridicularização da cruz de Cristo. É usado também em rituais satânicos. Simboliza zombaria da cruz de Jesus. Usado na invocação a Satanás e seus demônios com fins cerimoniais e ritualísticos. É tido também como um dos símbolos do “Anticristo” usado por grupos de rock’n’roll e adeptos da Nova Era. Também é o símbolo da Bíblia Satanica, chamada por muitos de Cruz de Pedro.

Chalice Well : Símbolo celta associado aos poderes mágicos, o chalice well representa o poço do Glastonbury, no fundo do qual estaria escondido o Santo Graal – o cálice usado por Cristo na última ceia. É um objeto da tradição celta mais recente, pois remonta o início da Era Cristã e ao período medieval. Usado como talismã, atrai proteção e facilita a comunicação com os seres elementais – fadas, gnomos, ondinas, silfos, salamandras e duendes. Não há uma divindade associada a esse talismã, porque ele se identifica com o cristianismo (incorporado pelos celtas), não tendo, portanto, uma ligação direta com o druidismo nem com a mitologia celta primitiva.

Velas: Como portadores do fogo, as velas remetem ao mito de Prometeus, o humano que ousou roubar a chama dos deuses do Olimpo e trouxe seu poder para a humanidade. Como portadoras da luz, as velas remetem ao mito de Lúcifer, o anjo que se rebelou contra Jeová e preferiu reinar no inferno do que servir no céu. Em ambos os casos estes artefatos são símbolos da rebeldia e do poder humano em buscar o seu próprio caminho rumo a auto-deificação. Como o ritual satânico ocorre freqüentemente na escuridão da noite as velas são e devem ser a única fonte de luz disponível. Uma pequena vela branca deve ser posta a direita do altar: ela representará toda a ideologia de medo e ódio decadente, anti-natural, escravocrata, metafísica, platônica-judaico-cristã que antes dominava a terra, mas que agora está sob controle, confinada em um pequeno espaço do altar de Satã. Somente uma vela branca deve ser usada, mas podem ser usadas tantas velas negras quanto forem necessárias. Pelo menos uma única vela negra é posta no lado esquerdo do altar. Esta deve ser grande e se destacar da vela branca, pois representa a era da carne, da matéria, da força, e da aceitação plena.

Símbolo da Sociedade Teosófica: No alto, a cruz suástica, que simboliza o movimento cósmico; no centro a estrela de David, que representa os processos de involução e evolução; dentro da estrela a cruz com laço, símbolo de perversão sexual, contra a pureza sexual criada por Deus. E, em volta a serpente que representa Satanás. Esta serpente que pica a própria calda chama-se “Ouroboros” ou “Serpente sansara”. O círculo simboliza a roda das reencarnações.

SS: Usado por grupos nazistas e grupos de Rock também em roupas, crachás, tatuagens, etc. Simboliza o louvor e invocação de Satanás. Logotipo usado pela banda de rock KISS o “SS” chama a atenção pela forma como é desenhado.

Tridente: Espécie de garfo gigante com três pontas, representa a maneira como o diabo segura e fere fortemente suas vítimas, muito usado em rituais de magia negra. Simboliza uma aliança com o poder das trevas. Normalmente está associado a imagem do diabo.

Caveira: Símbolo da morte. Geralmente é usada com uma imagem de um pentagrama por trás, também incorpora atividades sexuais em suas práticas. Existem caveiras de muitos outros tipos, e que inclusive podem ter outros significados. Aquele símbolo antigamente utilizado por piratas e também utilizado para indicar perigo, de uma caveira com dois ossos (tíbias) cruzados, simboliza, entre outras coisas, um demônio, ou uma personificação de Satanás, conhecido como “Exu Caveira”.

Raio: É o reconhecimento do poderio de Satanás, senhor, Satã, e a disposição de estar a seu serviço. É também utilizado em marcas de roupas. Este símbolo é utilizado pelo bruxo Harry Potter em sua testa, como uma cicatriz, e na letra “P” da palavra “Potter”, e é ainda considerado um símbolo da Besta.

Ankh ou Cruz Egípcia: Representa o desprezo pela virgindade, troca de parceiros conforme a escolha pessoal. O movimento Nova Era ensina que a sexualidade é a parte que purifica o ser humano, eleva o espírito e embeleza o corpo. É a volta ao paganismo antigo, cujos “deuses” promoviam as danças com barulho excessivo, as orgias, a prostituição ritual, etc.

Dragão: no texto bíblico de apocalípse o dragão é descrito como o diabo, ou seja, a antiga serpente.

Cruz de Nero: É uma cruz de cabeça para baixo, também chamada de “pé-de-galinha”. Simboliza a “verdadeira” paz sem Cristo. O pé-de-galinha é uma cruz com os braços partidos e caídos. O círculo representa o inferno. Na década de 60 foi usada pelos hippies; também foi símbolo de ecologia no mundo, pois representa uma árvore de cabeça para baixo. É, também, usado pelos satanistas. Afirmam que a haste quebrada para baixo representava da derrota do Cristianismo. Foi na idade média que este símbolo passou a ter vínculo com Satanás. O ateu britânico, Bertrand Russell, usou-o como símbolo da Paz no final da década de 50 e os movimento hippies também usaram-no na década de 60. Hoje é usado pelos grupos de rock, heavy metal e black metal.

Cabeça de Bode: É um símbolo de zombaria e escárnio em oposição ao cordeiro de Deus que é Jesus Cristo. O bode é usado em diversos rituais de ocultismo. No Satanismo é um dos símbolos do demônio “Amon”.

Cruz Celta: Associada à coragem e ao heroísmo, a cruz celta ajuda a superar obstáculos e a conquistar vitórias graças aos próprios esforços. Atrai reconhecimento, fama e riqueza, mas essas bênçãos só são garantidas para quem trabalha com afinco e dedicação. Por isso, a cruz celta também concede força de vontade e disposição. A divindade relacionada a esse talismã é Lug, o Senhor da Criação na mitologia celta.

Cruz Suástica: Para o movimento Nova Era simboliza o movimento cósmico. A sua conotação é bastante associada à pessoa de Adolf Hitler e seu movimento nazista que dizimou milhões de seres humanos na Segunda Guerra Mundial. A cruz suástica é inspiração de Chamberlain, um vidente satânico e conselheiro de Hitler. Foi ele que inspirou a Hitler as ideias de um reino de terror e poder. A palavra vem do sâncrico svasti “boa fortuna”. Usado desde a antiguidade pelos hindus e budistas para representar felicidade e salvação. É um símbolo do oculto que foi usado na Teosofia desde a época da sua fundadora Helena Petrovana Bbravastky, e pelos satanistas. Foi adoptado por Adolf Hitler, em 1920, como símbolo do nazismo.

Olho de Lúcifer: Simboliza o olho de Satanás vendo tudo e chorando por aqueles que estão fora do seu alcance (judeus e cristãos principalmente). É representado por um olho humano dentro de um triângulo, às vezes com a ponta do triângulo separada do restante. Simboliza o olhar de Satanás sobre as finanças do mundo. Representa para a Maçonaria o olho de Satanás que tudo vê.Este símbolo representa também a Irmandade do Satanismo, onde os poucos escolhidos diretamente por Lucifer ou por seus demônios estão ou já estiveram no topo da pirâmide.Nota: No filme “Zoando na TV” é muito mencionado “o grande olho que tudo vê”. Alguma relação? Vale lembrar que Satanás não é onipresente, muito menos onisciente menos ainda, onipotente, apesar de ele querer que acreditemos nisso.

Arco-Íris: O Meio Arco-Íris é um dos símbolos mais usados pela a Nova Era, sendo considerado o seu símbolo principal. Representa a ponte entre a alma humana individual e a “Grande Mente Universal” ou “Alma Universal”, que é Lúcifer. Também é considerado como “Ponte Mental” entre o homem e as energias cósmicas e a cidade de Shambala, governada por Lúcifer. Na Bíblia Sagrada, o arco-íris é o símbolo da Aliança entre Deus e o Seu povo. Representa também a homosexualidade. 666: O número 666 é conhecido pelos cristãos como o número do anti-cristo, que surgirá na terra para governar o mundo, conforme encontramos em Apocalipse 13:8. Para a Nova Era este número tem qualidades sagradas e por isso, deveria ser usado com maior frequência possível para representar a Nova era.

Anarquia: O movimento prega a destruição de toda e qualquer organização que não queira se integrar ao novo sistema. Declara a anarquia do inferno a essas organizações que resistem à adesão universal.Marca registrada de Satanás: um círculo traspassado por três traços em diversas direções. O nome diz tudo. Representa a confusão, o caos, a desordem, a rebeldia.Segundo o livro “Filho do Fogo”, este símbolo é também o símbolo do “Asmodeo”, um dos 4 príncipes de Satanás.Promove a destruição de toda e qualquer organização que não queira se integrar ao novo sistema da Nova Ordem Mundial. Usado inicialmente pelos grupos Punk, actualmente os grupos heavy metal também já aderiram.

Pirâmide: É tida como elemento que capta a energia cósmica e beneficia as pessoas dando sorte nos negócios.

Lua e Estrela: Muito comum em roupas, adereços e acessórios decorativos e infantis e também em centros espíritas. Simboliza poder para transportar através do cosmos.

Unicórnio: É o símbolo da liberdade e promiscuidade sexual. O Unicórnio medieval é um símbolo de poder, o que o chifre essencialmente expressa, mas também de luxo e de pureza.

Triskle Celta (Símbolo celta): Associado aos quatro elementos básicos da natureza – a terra, o fogo, o ar e a água – , o triskle celta é o símbolo que sintetiza toda a sabedoria desse povo. Ele representa as três faces da mulher, considerada a expressão máxima da natureza: a anciã, a mãe e a virgem. Usado como talismã, esse objeto atrai as três principais qualidades femininas – ou seja, a intuição, a ternura e a beleza – e ajuda a obter proteção contra todos os males. A divindade relacionada a esse talismã é a própria natureza, cultuada pelos celtas.

Besouro ou Escaravelho: Símbolo que mostra que a pessoa que o usa tem poder e influência dentro do satanismo.Símbolo que mostra que a pessoa que usa tem poder dentro do Satanismo. Este símbolo pode ser encontrado nas paredes de igrejas de seitas satânicas. No Satanismo também simboliza o demônio “Belzebu”. Outro besouro, desenhado com as patas traseiras para traz, talvez com o mesmo significado, é encontrado inclusive no desenho “Aladdin”, da “The Walt Disney Company”. Com o mesmo significado ou não o besouro da tem relação com o ocultismo e com símbolos egípcios. Percebe-se que este símbolo, do ano de 2001 pra cá, tem sido usado em colares, cordões prateados, como um simples enfeite ou amuleto. Na verdade ele é maléfico e deve ser totalmente evitado. Não sabemos o significado do desenho em si, mas antes era usado apenas por egípcios e satanistas e agora estão tentando torná-lo comum

Sinais de Igrejas que se desviam

A igreja contemporânea está seguindo a Palavra e os caminhos do Senhor, detestando todos os outros caminhos? O temor do Senhor, o amor à verdade e à glória de Deus e o desejo de andar de acordo com todos os mandamentos do Senhor prosperam na igreja de Deus?
 
Diante de Deus e dos homens, temos de confessar, honestamente, que a resposta é não. Sim, ainda existe uma verdade exterior, um crescimento visível e privilégios espirituais públicos em um nível que a igreja das eras passadas dificilmente possuía. Israel podia reivindicar possuir estas coisas — verdade exterior, crescimento visível e privilégios espirituais públicos — enquanto, ao mesmo tempo, se desviava do Senhor…
 
Uma igreja tende a desviar-se de um fundamento seguro. Por isso, Deus convoca a sua igreja a conscientizar-se de como se inicia, floresce e termina o desvio. Temos de conhecer bem os ardis e os planos metódicos de Satanás que procuram levar a igreja a uma abominável condição de desvio. À luz da revelação do Espírito Santo, a história de Israel e da igreja mostram um padrão claro de desvio gradual, um padrão que consideraremos em detalhes.
 
1. Quando a igreja começa a desviar-se, o primeiro sinal visível é, comumente, um aumento do mundanismo. Na vida diária, na conversa e, inclusive, no vestir e na moda, o espírito do mundo começa a infestar a igreja. Aquilo que se introduziu com vergonha na igreja começa a andar com liberdade, sendo freqüentemente encoberto ou ignorado, em vez de exposto e admoestado. A linha nítida de separação entre a piedade e o mundanismo começa a se tornar obscura.
 
Em vez de andarem em direções diferentes, o mundo e a igreja começam a ter mais coisas em comum, trazendo maior detrimento para a igreja. Alguns dos membros da igreja começam a ir a lugares mundanos, tomar parte nos entretenimentos do mundo e fazer amigos das pessoas do mundo. Alguns crentes introduzem em seu lar todos os tipos de meios de comunicação sem avaliar que controle exercerão. Por conseqüência, logo se tornam habituados à mentalidade contemporânea do mundo.
 
Pessoas mundanas, entretenimentos mundanos, costumes mundanos, lugares mundanos — não foi sobre essas coisas que Oséias advertiu, quando o Espírito Santo o guiou a escrever: “Efraim se mistura com os povos” (Os 7.8). O pecado de mundanismo crescente é o primeiro passo da igreja em direção ao declínio e um passo trágico espiral do desvio.
 
2. O mundanismo inclina a igreja a desviar-se cada vez mais e a uma condição insensível de incredulidade. O próprio Senhor Jesus lamentou a respeito de sua geração: “Mas a quem hei de comparar esta geração? É semelhante a meninos que, sentados nas praças, gritam aos companheiros: Nós vos tocamos flauta, e não dançastes; entoamos lamentações, e não pranteastes” (Mt 11.16-17).
 
Isso não é um retrato da igreja de nossos dias? Se o tom fúnebre da lei é pregado, quantos pecadores choram? Se o tom nupcial do evangelho é proclamado, quantos pecadores infelizes são trazidos ao regozijo? Em geral, podemos dizer que a lei parece não causar tremor, e o evangelho parece não despertar anelo… Cada um de nós poderia confessar: “Tornei-me insensível à lei e ao evangelho — temo o próprio inferno”?
 
Até a pregação sobre a condenação do inferno está causando menos e menos impressão. E a pregação sobre o céu? Por natureza, não queremos nem uma, nem outra. Um ateísta disse certa vez: “Pode ficar com o seu céu e o seu inferno; dê-me apenas esta terra”. Não ousamos dizer tal coisa, mas será que vivemos com isso em nosso intimo?
 
A incredulidade nos torna ateístas. O inferno não é mais inferno, o céu não é mais céu, a graça não é mais graça, Cristo não é mais Cristo, Deus não e mais Deus, e a Bíblia não é mais a eterna Palavra de Deus.
 
A incredulidade também nos torna insensíveis à verdade. Podemos saber a verdade em nosso intelecto, mas ela não nos mudará eternamente, se não for enxertada em nosso coração.
 
3. A incredulidade leva a igreja a desviar-se rumo a uma condição insensível de indiferença. A incredulidade nos leva a perder todo o interesse pela verdade. Quantas pessoas estão realmente interessadas em ouvir a verdadeira doutrina sendo proclamada do púlpito, a fim de aprenderem sobre a morte em Adão e a vida em Cristo?
 
Estamos interessados em guardar as doutrinas fundamentais da soberania de Deus e da responsabilidade do homem? Sentimos deleite em ouvir ambas sendo pregadas por completo, à medida que fluem do texto bíblico que está sendo exposto?
 
Devemos ter desejo de ouvir todas as ricas doutrinas das Escrituras sendo pregadas em sua plenitude, todas elas fundamentadas no âmago do evangelho — Jesus Cristo, e este crucificado —, assim como os raios estão firmados no cubo de uma roda. Estamos interessados nas doutrinas do amor infinito de Deus e da redenção completa por meio do sangue de Cristo? Cuidamos em entender a necessidade do Espírito Santo, da justificação, da santificação, da perseverança?
 
Precisamos estimar a doutrina experimental, em vez de nos tornarmos indiferentes para com ela. Temos interesse em ouvir sobre a necessidade da graça salvadora, a plenitude dessa graça e os seus frutos?
 
Finalmente, não podemos ser indiferentes em relação a ouvir sobre as marcas da graça — marcas que fazem distinção entre a obra de Deus e a obra do homem, a fé salvadora e a fé temporária, o verdadeiro tremor (Fp 2.12) e o tremor demoníaco (Tg 2.19), as convicções inalteráveis e as convicções comuns.
 
Vivemos em uma época terrivelmente descuidada e indiferente. O interesse pela verdade está desaparecendo, e muitas das distinções que acabamos de mencionar estão se tornando desconhecidas, cada vez mais, até mesmo para os membros de igrejas…
 
Alguns não podem mais ver a diferença entre as marcas bíblicas da graça manifestadas na experiência diária e as marcas da graça demonstradas na história. Não tomam tempo para ler as obras de nossos antepassados e estudar as diferenças; não ouvem sobre as distinções e se tornam apáticos.
 
Por natureza, não nos preocupamos com nenhuma dessas coisas. Vivemos no mesmo nível das bestas. Nossa vida parece não ser mais do que trabalhar, comer e morrer. Somos inclinados a desviar-nos, por amor à nossa reputação e à nossa vida. Colocamos o “eu” acima da doutrina, e essa é a razão por que podemos continuar vivendo sem nos convertermos.
 
Os filhos de Deus amam a pregação perscrutadora, experimental e discriminatória, não importando quão difícil ou estressante ela seja. Por natureza, preferimos uma falsa segurança ou uma reivindicação presunçosa, mas os filhos de Deus preferem ser mortos a serem enganados. Por experiência, eles sabem que “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” (Jr 17.9). Sabem que é muito mais fácil alguém ser enganado do que conhecer a verdade.
 
Portanto, nem choro intenso, nem noites de oração a sós com Deus, nem mensagem falsificada (embora pareça-se muito com a mensagem genuína), nada disso os satisfará. Eles precisam de mais do que lágrimas, orações, arrependimento, indignidade e humildade.
 
Precisam de algo e alguém de fora deles mesmos. Precisam de Cristo. Necessitam de Cristo e da verdadeira doutrina ardendo em sua alma por meio do Espírito Santo. E nunca experimentarão isso de modo suficiente. Eles clamarão: “Senhor, confirma essa mensagem com o Teu selo divino de aprovação, para que eu saiba que é a Tua doutrina inscrita nos recessos de minha alma, e não a minha própria doutrina —a minha própria inscrição, lágrimas e obras”.
 
A vida dos filhos de Deus é caracterizada por buscarem, cada vez mais, a doutrina produzida pelo Espírito Santo, experimentada na alma e abençoada pelo céu. Eles anelam pela verdade que os libertará e banirá toda dúvida com seu poder dominador — a verdade que lhes enternecerá e abençoará a alma. Esse é também o seu desejo? Ou a sua religião não passa de tradição misturada com convicções comuns e ocasionais? Um cristianismo trivial e um conhecimento diminuto satisfazem a sua consciência? E, por isso, você coloca a sua alma em segundo plano? Você está contente com a estrutura da religião, sem o conhecimento no coração?
 
Se você pode sinceramente responder “sim”, então está se desviando a cada dia, a cada sermão, a cada domingo. É uma verdade severa, mas autêntica: por natureza, estamos pedindo ao Senhor o caminho mais curto para a condenação. Somos inclinados a nos desviar, rumando diretamente ao inferno. Que o Senhor abra os nossos olhos, antes que seja tarde demais!
 
4. A indiferença produz seu companheiro mais próximo no percurso do desvio: a ignorância. Quando olhamos para trás, pensamos em Edwards, Whitefield, Owen, Bunyan e outros de nossos antepassados e consideramos que os sermões deles eram entendidos pelas pessoas comuns, precisamos temer que as palavras do Senhor ditas a Israel também são verdadeiras quanto à igreja de hoje: “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento” (Os 4.6).
 
5. A ignorância intelectual e espiritual da verdade leva à praga da morte espiritual na igreja. O povo de Deus tem de começar consigo mesmo. O que aconteceu com aquelas épocas em que as pessoas eram comovidas, abaladas e convencidas pelo Senhor semanalmente? Os filhos de Deus deveriam confessar hoje: “Oh! que isso acontecesse uma vez por mês ou uma vez por ano!” Onde estão os fervorosos exercícios da vida espiritual? “Oh!”, eles confessam, “estão mortos! E o que sobra é maná deteriorado!”
 
6. A morte espiritual tende a desviar-se para a centralidade no homem. Se o homem é o centro da igreja, ele se torna o objeto de toda conversa, quer seja idolatrado, quer seja criticado; e Deus e sua Palavra são colocados de lado. Multiplica-se a conversa centralizada nos oficiais e ministros da igreja, e julgamos uns aos outros. Um pastor é bom; o outro, razoável; e um terceiro, não é bom de maneira alguma.
 
Vivemos em dias em que os pastores são avaliados de acordo com escalas criadas pelo homem, e não pela escala divina da Palavra e do testemunho de Deus… A centralidade no homem é uma maldição na igreja, uma blasfêmia contra o nome de Deus, o fruto de morte espiritual e a garantia de nenhuma bênção pessoal, a menos que o Senhor a destrua! Isso é ilustrado claramente pela história de uma mulher que recebeu uma bênção no primeiro sermão que ouviu de Ebenezer Erskine… ela viajou muitos quilômetros para ouvi-lo novamente, mas não recebeu nenhuma bênção. Erskine teve graça e sabedoria para responder: “Senhora, isso é fácil de explicar. Ontem, a senhora ouviu a Palavra de Jesus Cristo; hoje, a senhora veio para ouvir as palavras de Ebenezer Erskine”.
 
7. Isso nos leva ao último passo de uma igreja que se desvia da verdade: a centralidade no homem produz o fruto de uma expectativa secular em relação a Deus. A expectativa secular se baseia nas atividades de homens, criadas por se vincular a elas o nome e a bênção de Deus. Nisso, não compreendemos que temos falsificado toda a expectativa de nossa parte. Nenhuma expectativa santa é fruto de uma indignidade piedosa centralizada no homem, que rebaixa a Deus ao nível do homem.
 
Oh! que as igrejas transbordem de pessoas que estão cheias de expectativa santa em Deus e de uma compreensão adequada de sua própria indignidade! Somente o Espírito Santo opera essa expectativa, cujo olhar se fixa muito além do “eu” e do homem.
 
Embora nossos pecados se acumulem até aos céus, essa expectativa santa percebe que a justiça vicária e satisfatória de Cristo ascende até ao trono de Deus e recebe o selo de sua aprovação. Com base nisso, a expectativa santa recorre ao trono da graça e ali intercede — não diante de um deus insignificante, e sim diante do grande Deus trino, do céu e da terra! A expectativa santa não pode se contentar com mundanismo, incredulidade, indiferença e ignorância. Ela abomina a apostasia e busca a honra de Deus, a conversão dos pecadores e o bem-estar da igreja!
 
A única esperança da igreja é Deus, pois somente Ele pode reavivar sua igreja desviada. Peça-Lhe que se lembre de nós em Cristo Jesus, o único fundamento de apelo e expectativa! Que Ele envie seu Espírito e receba tanto a sua igreja como a nós mesmos… que o homem seja crucificado, Satanás, envergonhado, e multiplicados os intercessores perante o trono da graça.
 
Que Deus receba o seu lugar legítimo entre nós, por conquista divina. “Ele, tudo em todos; nós, nada em nada”.

Justiça condena Igreja Mundial do Poder de Deus a pagar direitos trabalhistas a ex-pastor

Valdemiro Santiago é líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, condenada a indenizar ex-pastor
 
A Justiça do Trabalho de Araçatuba (527 km de São Paulo) reconheceu o vínculo empregatício de um ex-pastor da IMPD (Igreja Mundial do Poder de Deus) pelos serviços prestados por ele durante mais de quatro anos.
 
A decisão em primeira instância do juiz Maurício Takao Fuzita também condena o grupo religioso a pagar todos os direitos trabalhistas para o funcionário referentes ao período trabalhado e, ainda, indenização por dano moral, cujo valor só será apurado após a liquidação da sentença. O valor total dos pagamentos terá como base o salário de R$ 1.825, valor que o ex-pastor recebia da igreja.
 
Quando a IMPD foi fundada, em 1998, o então motorista de caminhão Givanildo de Souza, hoje com 34 anos, começava a trabalhar em Sorocaba (98 km de São Paulo).
 
Entusiasmado com as promessas de Valdemiro Santiago, fundador da IMPD, ele resolveu trocar o caminhão pelos templos. Virou discípulo do apóstolo e obreiro da Mundial.
 
Givanildo passou por várias cidades, até ser transferido em setembro de 2009 para Araçatuba, onde ficou responsável por 14 igrejas. Como pastor regional, chefiava os colegas e respondia pelo dinheiro arrecadado nas unidades.
 
Sem registro
 
Segundo a ação, o ex-pastor era conhecido por “arrebanhar” fiéis e teria sido responsável pelo crescimento das diversas filiais abertas por onde ele passava. No entanto, segundo a advogada Daniela Parizotto Capóssoli, seu cliente nunca foi registrado pela IMPD, que efetuava a contribuição ao INSS sobre um salário mínimo, como se Givanildo fosse um contribuinte individual.
 
Além disso, todas as atividades do pastor eram fiscalizadas, com horários determinados de funcionamento do templo para pregação, funções administrativas e financeiras e até mesmo controle dos cultos. Segundo o processo, também eram estabelecidas metas de faturamento. Além do salário de R$ 1.825, a Mundial custeava despesas de moradia e convênio odontológico para toda a família do cliente.
 
“Tendo a igreja a necessidade de contar com o trabalho de ministros/pastores para representá-la perante os fiéis e a obrigação de sustentá-los para que sobrevivam com suas famílias, oferecendo-lhes dinheiro para tanto, é de fundamental importância que se considere esta relação como relação empregatícia”, cita a advogada na ação movida contra a sede da Mundial.
 
Atividade empresarial
 
O processo cita reportagens que apontam desvios de conduta da igreja, que teria adotado “sistemas de arrecadações forçadas através dos seus pastores”. Para a advogada, o objetivo eminentemente religioso, antes existente na criação de qualquer igreja, deu lugar ao objetivo econômico-financeiro. A Mundial estaria “exercendo atividade lucrativa com contorno empresarial” e, por isso, seus trabalhadores devem ser regidos pelas disposições da Lei Consolidada.
 
Em sua decisão, o juiz obriga a igreja a pagar ao ex-pastor aviso prévio, férias, décimos-terceiros, indenização do seguro-desemprego, FGTS mais 40% e adicional de transferência mais reflexos, além da indenização por dano moral.
 
O ex-pastor diz que foi ameaçado para confessar um crime (que ele diz não ter cometido) durante um culto com cerca de 3.000 pessoas. Após o ocorrido, Givanildo pediu substituição de suas funções e chegou a pregar escoltado por seguranças.
 
No entendimento do juiz, houve dano moral nesses episódios. Por conta das perseguições, Givanildo se mudou de Araçatuba e, segundo a advogada, estaria atuando como comerciante em outro Estado, onde mantém grupos de oração.
 
Outro lado
 
A reportagem do UOL tentou por telefone contato com a sede da igreja em São Paulo para saber se a IMPD irá recorrer da decisão. O único telefone disponível para informações é da central de orações do grupo. O atendente Isaac informou à reportagem que não haveria outro número disponível nem departamento de comunicação.
 
O primeiro templo da IMPD foi instalado em 1998 em Sorocaba, tendo como fundador Valdemiro Santiago, sua mulher, Franciléia, e um pequeno grupo de membros.
 
Hoje, é considerada a igreja neopentecostal que mais cresce no Brasil, tem mais de 4.000 templos no Brasil e no exterior e ocupa vários horários em canais de televisão.

Fonte: UOL

“Estou preparada”, diz Drica Moraes sobre papel fixo em “Guerra dos Sexos”

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120917174638.jpg

Drica Moraes está de volta ao elenco fixo de uma novela após se curar da leucemia.

A atriz viverá uma italiana no remake de “Guerra dos Sexos”, que estreia em outubro na faixa das sete da Globo.
 
Para o papel, ela precisará usar uma peruca e enchimentos nos seios e no bumbum. “É pra ficar grandona, dar um peso na silhueta. Entro em cena toda montada, pareço um travesti da Mooca (bairro de SP onde se passará a trama)”, diz ela, que chegou a estranhar a caracterização: “É que venho de um momento… Fiquei hipermagra e hipercareca há dois anos. De repente, ganhei bunda, peito, cabelo, nossa! Parece um baú da felicidade!”.
 
Drica se referiu ao tratamento a qual foi submetida, incluindo várias sessões de quimioterapia e um transplante de medula óssea, feita em junho de 2010. De lá pra cá, ela fez algumas participações especiais na TV, mas somente agora voltará a participar de uma novela inteira – o que não acontecia desde 2005, com “Alma Gêmea”.
 
“Walcyr Carrasco havia me chamado para ’Morde & Assopra’ (2011), mas eu não tinha saúde para pegar um papel grande, com ritmo de trabalho intenso. Ainda não dava”, lembra a atriz, que agora pôde topar o papel em “Guerra dos Sexos”: “Um monte de boas coincidências se juntaram. Uma excelente personagem; a direção de Jorge Fernando, que é um irmão que tenho na TV; o texto da maior qualidade do Silvio de Abreu, com quem eu nunca tinha trabalhado. E agora estou mais forte para enfrentar o rojão de uma novela. Estou preparada”.
 
A superação de Drica Moraes não é a única no elenco da nova novela. Reynaldo Gianecchini, que será o motorista Nando, também precisou superar um câncer recentemente. Porém, nos bastidores ainda não houve troca de impressões entre os dois sobre a doença.
 
“A gente se encontrou rapidamente no estúdio, mas para trabalhar. Os sobreviventes vivem a vida, não ficam cutucando o passado. As coisas estão lá atrás, foram duras, mas estão superadas”, garante Drica, que ainda comparou seu visual com o de Giane: “Meu tipo de quimioterapia era bem mais agressivo, então meu cabelo voltou muito ralo, lambido, uma penugem. Acho até que ficaria mais legal se ficasse toinhoimnhoim como o dele, daria um volumezinho. Eu tinha cabelão, sinto saudade dele.”natelinha.
 

“Jornal Nacional” tem queda de 20% com o Horário Político

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120917172725.jpg

O “Jornal Nacional” está sendo bastante prejudicado com a chegada do Horário Eleitoral Gratuito.

Indo ao ar mais cedo, às 20h, o noticiário vem sofrendo com a migração de público para a TV paga e ainda enfrenta o sucesso de “Carrossel”, no SBT.
 
De janeiro a agosto deste ano, sendo exibido em seu horário tradicional, às 20h30, a média do “JN” foi de 30,4 pontos, segundo dados do Ibope na Grande SP.
 
Com o início da propaganda política, entre 21 de agosto e 13 de setembro a média do jornal desabou para 24,3 pontos. Uma queda de 20%.
 
A audiência do “Jornal Nacional” chega a ser até menor que do prório Horário Político, que neste mesmo período marcou 24,9 pontos na Globo.
 
Já “Carrossel” não sentiu tanto o efeito da propaganda política e segue na faixa de 12 a 13 pontos de média com picos de 17, chegando até mesmo a encostar no “JN”.
 
Procurada, a Globo responde que a novela do SBT também perdeu público neste período: cerca de 13%.
 
Com informações da coluna Outro Canal, do jornal “Folha de S.Paulo”.
 
natelinha

Record queria contratar o autor Walcyr Carrasco, diz jornal

O autor Carlos Lombardi é o novo reforço da Record para sua teledramaturgia.

Além dele, segundo a coluna Outro Canal, do jornal “Folha de S.Paulo”, a emissora também foi atrás de Walcyr Carrasco, atualmente no ar com “Gabriela”.
 
O problema seria o alto salário do novelista, um dos mais pagos na dramaturgia da Globo.
 
Walcyr está em alta na emissora carioca. Além do remake, ele já está confirmado com uma história às 21h. Será seu primeiro trabalho na principal faixa de novelas da Globo.
 
Em tempo
 
A primeira novela de Carlos Lombardi na Record ainda não entrou em etapa de produção mas os meses de sua estreia já estão sendo cogitados.
 
Segundo consta, há o desejo que o folhetim, que sucederá “Balacobaco”, comece em abril ou maio de 2013.