Início do Horário Político derruba em 20% audiência da televisão

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120823150633.jpg

A propaganda eleitoral obrigatória já chegou fazendo estrago na televisão aberta do Brasil.

Em seu primeiro dia no ar, na última terça (21), as campanhas políticas derrubaram a audiência das principais emissoras em 10 pontos, segundo dados do Ibope na Grande SP.
Durante o horário eleitoral à noite, das 20h30 às 21h, Globo, Record, SBT, Band, RedeTV!, Gazeta e Cultura somaram 38,5 pontos. Como efeito de comparação, na terça-feira da semana passada, dia 14, a média somada nesse horário havia sido de 48,3 pontos, representando assim uma queda de 20%.
De acordo com informações da coluna Outro Canal, do jornal “Folha de S.Paulo”, o número de televisores ligados no período também caiu. Durante a propaganda política, o share foi de 57% anteontem, ante 63% no dia 14.
A emissora mais prejudicada com a lei obrigatória foi a Globo. A faixa nobre da emissora caiu cerca de 13% em relação à semana passada. No ar mais cedo, às 20h, o “Jornal Nacional” registrou na terça (21) 25 pontos. No dia 14, a média havia sido de 31. Queda de 19%.
“Avenida Brasil” também sofreu uma variação, recebendo do horário político. Caiu de 43 pontos para 38, entre uma semana e outra.
Com o sucesso de “Carrossel”, o SBT manteve a mesma média entre as duas terças: 7,2 pontos na faixa nobre. Já a Record, mesmo com a propaganda eleitoral, segue se recuperando e cresceu: foi de 7,1 para 7,4 pontos.
natelinha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.