Império de volta: em fases distintas, Adriano e Love retomam parceria. Atacantes reeditam no Flamengo a dupla do primeiro semestre de 2010. Juntos, marcaram muitos gols, mas não conseguiram títulos

Adriano e Vagner Love, treino do Flamengo (Foto: Marcia Feitosa/Vipcomm)

Em 2010, Adriano e Love fizeram gols, mas não
foram campeões (Foto: Marcia Feitosa/Vipcomm)

Foi um império curto. De muitos gols, nenhum título e algumas polêmicas. No primeiro semestre de 2010, da união deAdriano e Vagner Love no ataque do Flamengo nasceu o Império do Amor. Durou pouco. Na metade daquela temporada, eles seguiram rumos diferentes. Adriano foi tentar recuperar o prestígio internacional na Itália e acertou com o Roma. Encerrado o contrato de empréstimo, Love voltou ao CSKA Moscou, na Rússia. A dupla estava desfeita e deixou saudade em muitos rubro-negros.

Nesta quarta-feira, o Imperador voltou a vestir rubro-negro. Apresentado como reforço até o fim da temporada, recebeu a camisa 10 e assumiu a responsabilidade de se recuperar para tentar repetir o bom desempenho de 2009, quando conduziu o time ao título brasileiro. A nova chance de Adriano também é a oportunidade de a parceria com o Artilheiro do Amor gerar conquistas para o Flamengo.

– Eu, o Vagner (Love), todo mundo sabe… Somos amigos, nos damos bem fora de campo e espero voltar o mais rápido possível para dar alegria ao torcedor do Flamengo – disse Adriano.

Info Adriano e Love juntos no Flamengo (Foto: infoesporte)

Juntos, eles disputaram 18 jogos. Venceram mais do que perderam: dez contra cinco. Foram três empates, num aproveitamento de 61,1%. Com os dois em campo, o Flamengo marcou 36 gols, sendo 27 da dupla. Quando estiveram lado a lado, Adriano fez 15, enquanto Vagner marcou 12. Em todo aquele período, o camisa 10 e Love marcaram 38 vezes. A marca negativa, no entanto, foi a falta de títulos. O time perdeu a final da Taça Rio para o Botafogo e caiu nas quartas de final da Libertadores da América, diante do Universidad de Chile.

A reconstrução do império se dá num momento em que eles vivem fases bem distintas. Depois de ficar oito jogos sem fazer gol no Brasileirão, Love atravessa um bom momento. Em 2012, são 32 jogos e 20 gols anotados pelo camisa 99. No Brasileirão, tem nove. É o artilheiro ao lado de Fred, do Fluminense. O goleador marcou cinco vezes nas últimas quatro partidas.

Adriano, por sua vez, vive um recomeço. Desde junho de 2010, há mais de dois anos, foram apenas 16 jogos – oito pelo Roma e oito pelo Corinthians – e dois gols marcados, o último deles no dia 25 de fevereiro, há quase seis meses. Depois de deixar o Fla, em maio de 2010, Adriano viveu momentos complicados, com lesões e polêmicas de sobra e escassez de brilho. De volta, quer recuperar o trono de Imperador, mas ainda não tem previsão de estreia.

Império do Amor

Adriano
Jogos em 2010: 18
Gols: 15
Vagner Love
Jogos em 2010: 29
Gols: 23

Reencontro com outros companheiros

Além de Love, Adriano vai rever companheiros que presenciaram o melhor momento dele com a camisa do clube, em 2009. O goleiro Paulo Victor, o lateral-direito Léo Moura, o zagueiro Welinton, os volantes Ibson (que se transferiu no segundo semestre), Maldonado, Airton e Rômulo e o meia Camacho fizeram parte do grupo que conquistou o Brasileirão daquele ano. O Imperador fez 19 gols em 30 partidas.

Adriano também vai voltar a conviver com ex-companheiros de Corinthians. No clube paulista, ele jogou com o atacante Liedson e com o lateral-esquerdo Ramon.

globoesporte.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.