A exclusividade da Olimpíada restringe a audiência?

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120806185247.jpg

Os números de audiência não vem mostrando grandes resultados para a transmissão dos Jogos Olímpicos na Record. Muitos eventos vêm amargando terceiros lugares e derrotas até mesmo para o bom e velho “Chaves” do SBT. Por quê? Onde erra a Record?

Tenho uma tese. A exclusividade na transmissão afugenta o público. Parece absurdo, afinal um único canal cobrindo as competições canalizaria, por óbvio, todas as atenções das pessoas e conseguiria facilmente uma enorme audiência. Mas não é tão óbvio assim.
A Globo manteve seus programas, com públicos consolidados, sem movimentar a grade em torno dos jogos olímpicos. O mesmo fez o SBT, concorrente direto da Record, e todas as demais concorrentes. Nenhuma delas, naturalmente, não tem nada a falar dos jogos sem ser em seus jornais, para não promover o produto do adversário. Não iriam jamais anunciar horários de jogos, apenas se dedicam a mostrar o que aconteceu.
Olimpíada não é Copa do Mundo para gerar alarde por si só. Precisa de um empurrãozinho. Todas as emissoras, com direitos sobre a Copa ou não, falam dela. Na olimpíada a coisa é diferente.
Ainda mais quando os resultados em medalhas para o Brasil tem andado abaixo do esperado.
Caso todas as emissoras se dedicassem a entrar no “clima olímpico” e a falar das olimpíadas com frequência, o clima de euforia, expectativa e ansiedade estaria instalado. O alvoroço seria mais do que suficiente para fazer a audiência da Record aumentar significativamente.
As regras extremamente restritivas impostas pelo Comitê Olímpico Internacional acabam prejudicando ainda mais a divulgação dos jogos.
A Record peca ao dar pouco espaço para os jogos na sua grade, sem comunicar ou interligar sua linha de shows com o que acontece em Londres. Marcos Mion, Rodrigo Faro, Ana Hickmann e Gugu poderiam ter ido para lá, por exemplo. Pelo menos um ou dois deles. Mostrariam a cidade, as curiosidades, atrações, falando com os brasileiros que moram na cidade. Já seria uma grande coisa. Mas tudo está limitado aos jornais e a poucos programas.
Um programa como o “Central da Copa”, diário, no lugar das reprises desnecessárias do “Tudo a Ver”, seria mais do que fundamental. Milton Neves fez isso na época da Copa do Mundo de 2010, com enorme sucesso.
Soma-se a isso o fato de a Record ter entrado em descendente após adquirir a exclusividade na transmissão. O SBT acirrou a disputa pela vice-liderança e a emissora da Barra Funda não chegou a Londres 2012 no seu melhor momento.
O monopólio dos direitos de exibição faz com que a repercussão seja diminuída, concentrada unicamente no canal detentor dos direitos. Se esse canal fosse a Globo, líder com mais que o dobro de audiência das rivais somadas, a audiência naturalmente seria maior e a repercussão suficiente.
Outra estação ao tirar da Globo os direitos precisa realizar um esforço maior do que o da Vênus Platinada, para ser capaz de retirar dela a audiência e ainda fazer uma transmissão que fique ao gosto da plateia daquele canal, sob pena de sofrer rejeição.
Ainda restam muitos dias de jogos pela frente, e se aproximam as finais dos esportes coletivos, nos quais o Brasil tem muitas chances de medalha. Jogos decisivos com nosso país disputando chamam a atenção e a Record terá ótimas oportunidades para mostrar serviço e ganhar a audiência que tanto espera.
Hamilton Kenji é titular dos blogs obaudosilvio.blogspot.com, letrasdotrem.blogspot.com e transcendentes.blogspot.com
natelinha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.