Globo vai gastar U$ 400 milhões com Copas de 2018 e 2022

A Globo vai gastar US$ 400 milhões para exibir as Copas do Mundo de 2018 e 2022.
Segundo o colunista Lauro Jardim, da revista “Veja”, os direitos de transmissão custarão US$ 180 milhões para o Mundial da Rússia e US$ 220 milhões para o do Qatar.
Em outubro do ano passado, a Fifa arrecadou mais do que o dobro com a venda dos direitos para as TVs dos EUA.
Uma licitação acirrada entre as emissoras, que não aconteceu no Brasil, bateu o patamar de um bilhão de dólares.

Olimpíadas em 3D nos cinemas

A TV Record e a Rede Cinépolis fecharam uma parceria para a transmissão dos Jogos Olímpicos em 3D, em 20 salas de cinema espalhadas pelo Brasil. As competições em Londres 2012 serão exibidas ao vivo, em sessões regulares das 15 às 17 horas. Os amantes do esporte também poderão acompanhar as cerimônias de abertura e encerramento, em 27 de julho e 12 de agosto, respectivamente.

A Record montará um núcleo específico de produção em 3D nos estúdios da Barra Funda, em São Paulo. As transmissões contarão com a narração de Octavio “Tatá” Muniz e terão apresentadores e comentarista dedicados a utilização dos mais modernos equipamentos de captação e transmissão desta tecnologia.

Essa iniciativa será um marco nas transmissões de eventos esportivos e acompanha uma tendência da tecnologia. Pela primeira vez o telespectador poderá acompanhar uma Olimpíada, nas melhores salas de cinema do País, com qualidade 3D. A apresentação ficará a cargo do experiente jornalista Fábio Sormani, com a participação especial de ex-atletas.

Os ingressos para assistir à Olimpíada de Londres em 3D já estão à venda nas bilheterias da rede Cinépolis e no site http://www.cinepolis.com.br.

Nota 10 , Nota 11 , Nota 1.000.000

Ficheiro:Hebe Camargo.jpg

A homenagem que a Rede Record fez ontem pra Hebe foi mais que excelente e muito bem feita.
Uma edição primorosa e uma aula de tv.
Deveria ter sido feita pelo SBT ou RedeTV.
Mas parece que as relações de Hebe com a RedeTV não estão lá estas coisas.
E o SBT não teria gente pra fazer um programa destes.
Mas valeu todo momento de emoção e show.
Hebe é a maior, mesmo fora do palco.
Mesmo com baixo ibope, seu carisma é algo incomparável.
É uma mulher que apaixona o povo.
Um dia ela vai deixar muitas saudades, jamais será substituida.
Mas desejamos que este dia demore mais ainda.
O mundo precisa muito de Hebe e seu amor.
Escrito por James Akel

Destaques desse domingo 22-07-2012

 

 

Neste domingo (22), SBT e Record travaram uma disputa acirrada durante a tarde.
O “Domingo Legal” e “Eliana” tiveram leve vantagem decimal sobre a concorrente, com 5,1 e 8,2 pontos respectivamente.

O “Tudo é Possível” também ficou em segundo lugar na Record, com pequena diferença sobre o SBT. O “Programa do Gugu” foi melhor, com 9 pontos de média e pico de 12.

Já de noite, o destaque foi o “Programa Silvio Santos”.

No ar das 19h56 às 23h59, a atração conquistou a vice-liderança com 11 pontos e pico de 13, contra 9 da Record e 17 da Globo. Das 23h15 às 23h59, o programa ainda ficou em primeiro lugar, com 12 pontos contra 10,9 da Globo, 10,6 da Band e 6,2 da Record.

Enquanto isso, a emissora de Edir Macedo viu seu principal jornalístico registrar uma de suas piores médias.

O “Domingo Espetacular” atingiu apenas 8 pontos. Desde fevereiro de 2010 o programa não marcava um índice tão baixo.

Na ocasião, a revista eletrônica exibiu uma reportagem com denúncias contra Carlos Augusto Montenegro, presidente do Ibope.

Globo vai gravar “Guerra dos Sexos” em São Paulo por 20 dias

 

Ficheiro:Jorgefernando.jpg

Depois de ter finalizado algumas cenas no litoral do Rio de Janeiro, a equipe de “Guerra dos Sexos” agora viajará para São Paulo para mais uma bateria de gravações.

Serão 20 dias de trabalhos na capital paulista, os quais serão supervisionados pelo diretor de núcleo Jorge Fernando. Tony Ramos será um dos atores mais requisitados, afinal ele protagonizará cenas de ação com direito a perseguição de carros e acidente de moto.

A ideia de Jorge Fernando é estrear “Guerra dos Sexos” com cerca de 24 capítulos de frente. A estreia segue prevista para outubro.

Com informações da coluna Controle Remoto.

A bomba não detonou

As revistas dominicais “Fantástico”, da Globo, e “Domingo Espetacular”, da Record, andam se especializando em prometer reportagens bombásticas que acabam decepcionando o público, que esperava revelações surpreendentes.
A entrevista de Rosane Collor, na semana passada, no “Fantástico”, não mostrou nenhum fato novo importante sobre os anos de Fernando Collor na presidência nem sobre sua queda. Da mesma forma, a Record prometeu denúncias contra Carlos Augusto Montenegro, presidente do Ibope, que não causaram o impacto que os telespectadores esperavam.

Uma vez que a Record vem perdendo o segundo lugar de audiência para o SBT, e considerando ainda as matérias contra a revista “Veja”, reportagens sobre o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira e o pastor Valdemiro Santiago, recheadas de fatos polêmicos, acusações graves, documentos e depoimentos comprometedores, o público se preparou para ver elucidadas e discriminadas suspeitas contra, possivelmente, a medição de audiência na TV aberta, favorecendo a emissora de Silvio Santos ou, quem sabe, a maior rival e inimiga, a Rede Globo.

Mas não foi isso que aconteceu.

A matéria tratou de negócio paralelo de Montenegro, acionista de uma empresa operadora da taxa de gravame, paga por quem compra carro financiado. A empresa opera sem ter havido licitação e o empresário possui dinheiro em paraíso fiscal, segundo a Record. Também foram relembrados fatos controversos de quando o presidente do Ibope foi diretor de futebol e presidente do Botafogo, quando fez críticas pesadas à bandeirinha Ana Paula Oliveira, somente para dar uma apimentada, pois nada acrescentavam.

Porém nada do que foi mostrado pareceu realmente grave. Pelo menos do meu ponto de vista, faltou muito para a acusação ser compreensível. Nada de realmente ilegal, imoral ou que engorda, como cantaria Roberto Carlos, foi mostrado de forma clara. O que foi exibido foi apenas um empresário que tem dinheiro no exterior e que é acionista de uma empresa, como outros milhares que existem no Brasil.

Nada relacionado ao fato de ser presidente do instituto de pesquisas gerou nenhuma suspeita concreta aos seus negócios, porque faltou justamente o que a Record teve de sobra nas denúncias anteriores – estas sim bombásticas: provas.

E nada relacionado ao Ibope, como se imaginava, foi denunciado. Indiretamente, talvez, o alvo possa ter sido o Ibope, já que a reportagem foi direcionada ao seu presidente, podem dizer. É uma interpretação, mas não creio que possa ser um motivo. Jornalismo é coisa séria e não de picuinhas.

Quem realmente está bravo com o Ibope é José Luiz Datena. O apresentador do “Brasil Urgente” da Band está tão indignado com os baixos índices que vem conquistando que chegou a promover uma esdrúxula pesquisa no ar: “você está assistindo ao meu programa?” E as respostas: “Sim” e “Claro”. Precaução inteligente. Só de brincadeira, poderiam as pessoas votarem no “Não” e acabar com a graça do Datena.

Por enquanto ficamos assim: o único que falou mal do Ibope e foi processado por isso continua sendo o Silvio Santos. Mas tudo acabou bem, depois de um acordo judicial.

Hamilton Kenji é titular dos blogs obaudosilvio.blogspot.com, letrasdotrem.blogspot.com e transcendentes.blogspot.com