Globo oficializa “Lado a Lado” como título de nova novela das seis

Caio Blat e Thiago Fragoso em cena gravada para “Lado a Lado”, a próxima novela das seis da Globo – Divulgação

 

 

A Globo bateu o martelo e oficializou o título da sua próxima novela das seis. A trama que substituirá “Amor Eterno Amor” levará o nome de “Lado a Lado”.

A confirmação do título “Lado a Lado” não chega a ser considerado uma surpresa. O nome provisório era este e havia poucos indícios de que poderia haver alguma alteração. Um dos títulos que teria sido cogitado era “Novo Tempo”, o que acabou não indo a diante.

Coincidentemente, “Lado a Lado” era o mesmo nome que “Insensato Coração” levava antes de ter seu nome definido. Outras semelhanças se encontram nos bastidores das duas novelas, que trabalham com a mesma equipe.

 

A diretora Flávia Lacerda, os diretores Vinícius Coimbra e Dennis Carvalho e o autor Gilberto Braga trabalharam em “Insensato” e agora estão na produção de “Lado a Lado”.

 

Gilberto, por sua vez, agora atua como supervisor de seu ex-colaborador João Ximenes Braga e de sua colega Cláudia Lage.

Com informações da coluna Controle Remoto.

 

Há tempos não se viam domingos tão ruins na TV

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120709230751.jpg

A atração de Ana Hickmann cansa o telespectador com quadros repetitivos, diz colunista – Divulgação/TV Record
 
Não se pode dizer que nós, brasileiros, temos uma programação televisiva dominical que nos agrade. É interessante – e ao mesmo tempo angustiante – ver que emissoras preferem investir em programas de longa duração (temos seis atrações com quatro horas de duração entre Record e SBT), focados no mesmo público, ultrapassados e cansativos, a tentar agregar na grade um conteúdo verdadeiramente bom.
 
O “Tudo é Possível” é um exemplo disso. A atração de Ana Hickmann cansa o telespectador com quadros, muitas vezes, repetitivos. Ninguém consegue ficar quatro horas assistindo um só programa. 
 
O controle remoto, aos domingos, é tão necessário quanto o almoço e o jantar. Momentos bons mesmo, que repercutem, como o quadro “Vale Tudo só não Vale Mentir”, raramente são explorados. São sempre as mesmas piadas na “Maratona do Humor”.
 
O programa “Eliana” e o “Domingo Legal” são dois em um. Ou um em dois. Tanto faz. Com o mesmo conteúdo, as duas atrações ocupam, pelo menos, oito horas na grade do SBT. Difícil aguentar. Todo domingo é a mesma coisa, não muda nada. Está faltando novidade. Dá sono.
 
Se ao menos os programas oscilassem em momento bom e ruim, mas não. Se aproveita, quando muito, 20 minutos de algo realmente interessante.
 
Vou dar um exemplo de um programa que vale a pena parar pra ver. O “Altas Horas”, de Serginho Groisman. Mesmo sendo exibida nas madrugadas dos domingos, a atração traz vários convidados interessantes, pelo menos duas opções de banda, tem participação muito inteligente da plateia e uma infinidade de outras coisas. É um exemplo a ser seguido.
 
O “Agora é Tarde”, de Danilo Gentili, também seria melhor que muitos outros que estão no ar. O “Esquenta”, de Regina Casé, que infelizmente fica pouco tempo na grade e não é fixo, outro bom exemplo. Falta algum diretor que resolva copiar esses programas. Sim, copiem, ora. Que mal tem copiar o que é bom?
 
Muito tem se falado no suposto plágio que Celso Portiolli fez num quadro do “Tudo é Possível”. Sinceramente, não consigo entender. Chacrinha disse que tudo se copia. Mas antigamente só se copiava o que era bom.
 
 
Breno Cunha escreve sobre mídia e televisão há quatro anos, passou por vários sites, onde sempre foi conhecido por grandes discussões provocadas por suas críticas. Agora ele está no NaTelinha. Twitter: @cunhabreno

Diretor da REDETV ! provoca turma do Pânico : “Não precisamos mais pagar uma fortuna por mês

Marcelo de Carvalho no comando do “Mega Senha”. Foto: Divulgação
  • Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV!, continua provocando o “Pânico”, que no começo do ano migrou para a Band.

    Carvalho comemora o faturamento do seu “Mega Senha”, que é a maior audiência da emissora, com uma média de 3 pontos e picos de 5. A atração também é sucesso comercialmente reunindo cinco patrocinadores. Segundo consta, cada cota custa R$ 4,2 milhões.

    O faturamento do “Mega Senha” é o mesmo dos últimos meses do “Pânico na TV”. Animado, Carvalho provoca: “A diferença é que não pagamos mais uma fortuna por mês para o Sr.Tutinha [empresário do ‘Pânico’]”.

O PLANETA TV !

Rede TV! atrasa salários de funcionários com carteira assinada

Funcionários da Rede TV!, dos mais diversos setores, desde o final da semana passada reclamam da falta de pagamentos dos seus salários, que agora também atingiu os CLT, pessoal de carteira assinada. Antes o problema se resumia aos PJs – pessoas jurídicas.

A informação do RH, segundo eles, é que o pagamento só deve sair depois do dia 15. Alguns estão em situação bem complicada. Falam até do impedimento de usar o plano de saúde, porque, embora descontados, não foram efetuados pagamentos à operadora.

A direção da Rede TV! soltou um esclarecimento, admitindo o atraso com uma justificativa: “Talvez devido ao feriado na última segunda, dia 9, tenha havido diferença de compensação bancária entre quem recebe em conta corrente ou não. Todos os pagamentos dos funcionários/CLT foram feitos na sexta-feira, dia 6, e até o final do expediente não haverá nenhum depósito pendente, com certeza.”

*Colaboração de José Carlos Nery

Máscaras 10-07-2012

Ficheiro:Máscaras (telenovela).jpg

Enquanto aguarda Martim (Otávio), Eliza sonda tudo com muito cuidado. Ela teme que seu marido seja bígamo. O irmão de Maria volta para a sala e oferece um quarto para Eliza se hospedar. Eneida liga para Manuela e a chama para o encontro. Ela dá indícios que conhece o passado da ex-prostituta. Sem saída, Manuela aceita. Gino e Flávia interagem em uma conversa entre Valéria e seu amigo Lucas, um maestro. O músico se incomoda com as investidas de Lucas para cima de Valéria. A milionária oferece um quarto para o amigo se hospedar. Após algum tempo, quando está quase dormindo, o som ensurdecedor de uma guitarra a assusta. É Gino quem está tocando. Lucas arranca o instrumento das mãos do músico e afirma que ele estava tocando errado. O maestro faz um solo impressionante, que deixa todos boquiabertos. Lucas explica o segredo da técnica para Gino e devolve o instrumento. Martim (Otávio) entra no quarto de Eliza e a observa dormindo. Ele se aproxima sentindo muito desejo, mas tem medo de acordá-la. Martim (Otávio) fica bem próximo, como se fosse beijá-la, mas Eliza acorda e grita. Ele corre e sai do quarto fazendo barulho. A esposa de Otávio (Martim) não sabe se foi sonho ou real. Letícia diz a Marco Antônio que levou um fora de Régis. O rapaz aconselha a irmã a ir atrás noivo de Mirella mais uma vez. Nair, que não queria permitir a saída do filha, acaba cedendo quando Marco Antonio afirma que acompanhará Letícia. Os dois vão a um bar que é frequentado por Régis. Eles avistam o noivo de Mirella por ali. Marco Antonio sai e pede que a irmã o chame quando quiser ir embora. Depois de ver Letícia, o desejo de Régis volta, mas ele disfarça. Os dois ficam trocando olhares. Martim (Otávio) providencia um carro para levar Eliza até a clínica de Décio. O médico diz a Eliza que Maria não vai ceder o material genético. Nesse momento, ela surge, agressiva, porque sabe quem é aquela mulher. Contrariando Décio, as duas decidem conversar a sós. Atendendo o pedido de Maria, Eliza liga para Otávio (Martim) e passa o telefone para que os dois possam conversar. Depois de um diálogo tenso, Maria diz ao marido que vai entregar material genético para o exame. Ela devolve o telefone para Eliza e fica com ciúmes ao ouvir o casal conversando. Depois disso, Eliza colhe o material. Maria quer ir até a fazenda, mas Décio tenta segurá-la na clínica. Depois de muita insistência, ele decide acompanhá-la para encontrar Martim (Otávio). Furtiva, Maria pega uma seringa e um frasco com uma droga. Ela esconde em suas roupas. Otávio (Martim) pede um segurança para Manuela. Eneida diz a Manuela que sabe de seu passado como ex-prostituta. Ela sugere que Manuela fique por perto, caso contrário, Caio saberá de tudo. Maria injeta a droga em Décio. Ele tenta impedir sua saída da amada e aperta seu pescoço. Maria vai ficando tonta e começa a perder as forças. A droga faz efeito e Décio começa a ficar paralisado. Ele ainda tenta, mas não consegue segurar Maria, que sai à procura de um táxi.

Máscaras 09-07-2012

Diante do laptop, Décio e Maria ficam tensos. Surge a imagem de uma babá sentada com uma criança. Maria se emociona e tenta se comunicar com a criança, que permanece indiferente. Ela cai em um pranto descontrolado quando a imagem desaparece subitamente. Maria se levanta, indefesa, tentando acreditar que aquela criança é Tavinho. Décio de aproveita da vulnerabilidade de sua amada e a abraça, com força. Ela percebe e se desvencilha. O médico promete lhe trazer a criança. Otávio (Martim) encontra Manuela. Ela pede ajuda para deixar o país. Otávio (Martim) decide ajudar. Antes de ir embora, ele promete que entrará em contato em breve. Otávio (Martim) se reúne com Jairo, Novais, Johnny e Eneida. O grupo conversa sobre um atentado que acontecerá em breve. Eneida visita Gary no hospital. Ela começa a fazer perguntas sobre Manuela, até que o americano revela que a amada de Caio era prostituta. Através de Gary, Eneida descobre um bar onde Manuela circulava bastante e decide investigar. Quando chega ao local, Eneida chama a gerente e pede informações sobre a ex-prostituta. Ela oferece uma alta quantia em troca dos dados. Letícia encontra Régis e tenta seduzi-lo. Ainda atormentado pelo fantasma de Mirella, ele é bastante frio e expulsa a moça. Luma encontra Valéria e Tônia juntas. A jovem teme que sua falsa gravidez seja revelada para a irmã. Valéria incentiva Luma a contar a verdade. Depois de muita dificuldade para falar, ela ainda tenta, mas Tônia se intromete e diz a Valéria que sua irmã também está grávida de Edu. Luma compra a ideia e um clima desconfortável fica no ar. Edu recebe uma correspondência da Universidade da Califórnia. Ele corre para contar à Luma e Tônia que conseguiu a bolsa para estudar fora do país. A psiquiatra se irrita e o compara com o juiz Sotero, que era um pai ausente. Otávio (Martim) volta para o hotel e encontra Novais e Pulga. Eles contam que Eliza viajou para o Mato Grosso do Sul, onde fica a fazenda. Eliza encontra Martim (Otávio), acreditando que ele é Otávio Benaro. Ela explica a situação de Tavinho e afirma que precisa de material genético para fazer o exame de DNA. Ele aproveita que Maria do Socorro serve um café e decide ir até o escritório. Martim liga para Otávio (Martim) e conta que Eliza precisa de seu material genético para o exame de DNA. Otávio (Martim) afirma que já tem algo planejado e, por isso, pede que o irmão de Maria deixe Eliza cumprir seu objetivo.

 

Elenco de José –De Escravo a Governador

A Record promoveu um workshop, na tarde desta segunda-feira (9) para apresentar o elenco  de sua próxima série, “José – De Escravo a Governador”, que narra a história do personagem bíblico vendido como escravo pelos irmãos aos egípcios. O encontro foi no Recnov, complexo de estúdios da emissora na zona oeste do Rio. Estiveram presentes atores e atrizes como Angelo Paes Leme, que viverá o personagem principal da trama, Camila Rodrigues, Carla Regina, Caio Junqueira, Mylla Christie e Babi Xavier, além do diretor, Alexandre Avancini, e da autora, Vivian de Oliveira.

Prevista para ir ao ar em janeiro de 2013 em 28 capítulos, a nova minissérie começará a ser gravada na próxima segunda-feira (16), em uma cidade cenográfica montada no próprio Recnov. De acordo com Alexandre Avancini, uma segunda cidade cenográfica será construída em Pedra de Guaratiba, onde serão feitas as cenas que se passam no Egito, para onde o personagem bíblico que batiza a produção foi vendido como escravo.

Para Alexandre Avancini, uma minissérie permite realizar um trabalho de maior qualidade, algo raro no corre-corre da televisão. “Eu preciso ter bons atores, com experiência em cinema e teatro. E nós vamos puxar isso deles, uma coisa mais profunda”, adianta o diretor, revelando a estética cinematográfica que pretende imprimir ao trabalho.

Esta não será a primeira vez que a autora Vivian de Oliveira irá se aventurar por uma história inspirada em um texto da Bíblia. Em 2010, ela foi a responsável pela adaptação de “A História de Ester”. E, no início desse ano, levou ao ar a história do “Rei Davi”. “Dessa vez, trata-se de um texto mais focado na família, mais humano. Nós mesmos, da equipe de roteiristas, muitas vezes nos emocionamos com o texto. É bem diferente de ‘Rei Davi’, que tinha mais ação, muitas cenas de guerra…”, compara a autora.

O ator Angelo Paes Leme, que viverá o protagonista em sua fase mais madura, acredita que interpretar um personagem que existiu e cuja história é conhecida de boa parte das pessoas é um desafio a mais. “É uma história forte, bonita, de sentimentos genuínos, fala de amor entre irmãos, de família. O personagem passa por uma série de provações, tem que afirmar sua convicção nos seus valores. Sua fé é o tempo inteiro interrogada. No fundo, é uma história sobre até onde vai a fé do homem em Deus”, avalia.

Quem também volta a integrar um elenco na emissora é Caio Junqueira, ator com larga experiência em cinema, como desejava o diretor Alexandre Avancini. Na trama, ele viverá Simeão, segundo irmão mais velho de José, e um dos vilões da história. “Sua importância na história é que ele representa a inveja, ele cria muitos problemas. Mas é um personagem muito complexo, ele não faz o mal só por fazer, ele tem conflitos. É um personagem muito rico”, comemora.

A já veterana atriz Mylla Christie é outro nome que dará peso ao elenco da minissérie. Ela será a intérprete da mãe de José, Raquel. “Para mim, é um orgulho representar o texto mais antigo do mundo e uma oportunidade de estar em contato com esse universo da Bíblia. A Raquel é estéril e, por um milagre, tem o José. Por isso mesmo, fazer essa mãe é uma grande responsabilidade”, garante.

A ala mais experiente do elenco vai contar também com a presença da atriz Carla Regina, que viverá Mila, uma das esposas de Jacó, pai de José. A atriz celebra o fato de uma minissérie dar mais tempo a todos os envolvidos na produção para que se faça um trabalho com mais qualidade, em comparação com as novelas, por exemplo. “Em uma novela é tudo muito rápido, é uma loucura. Na minissérie, nós temos tempo, é tudo feito com mais capricho, a preparação é mais cuidadosa”, admite.

Outro rosto já conhecido do grande público a integrar o elenco da minissérie será o da atriz Camila Rodrigues. Esta é a segunda vez que a atriz faz parte de um trabalho ambientado no Velho Testamento, já que também esteve em “Rei Davi”. “Eu saí de ‘Rei Davi’ e agora estou em ‘José’, e estou super feliz de estar novamente em um trabalho histórico”, assegura.

Flávio Ricco