Empreguetes viram Divas e lançam o novo hit “Marias Brasileiras”

 

Cida, Rosário e Penha arrasam no palco. Foto: Cheias de Charme / TV Globo

  • Quando sobem ao palco e começam o tão esperado show, as Empreguetes viram Divas! Elas encarnam a Beyoncé e deixam todos chapados com a desenvoltura. Cada empreguete tem seu fã clube particular. Sidney (Daniel Dantas) e Inácio (Ricardo Tozzi) ficam maravilhados com o brilho da estrelinha, Rosário (Leandra Leal). Sandro (Marcos Palmeira) e família não param de babar por Penha (Taís Araújo). E Cida (Isabelle Drummond), ah, essa tá estrondando com Conrado (Jonatas Faro), Rodinei (Jayme Matarazzo), Elano (Humberto Carrão) e cia.

    Quem também fica passada é a lesada da Socorro (Titina Medeiros), que percebe que ferrou com o plano de Chay (Cláudia Abreu) de detonar com a voz das ‘chumbreguetes’. Nada tira o brilho do trio, que arrasa ainda mais ao lançar o novo hit ‘Marias Brasileiras’. Tá tudo um sucesso total até que vários flashes vão contribuir para tornar esse show i-n-e-s-q-u-e-c-í-v-e-l:

    1º – Fabian (Ricardo Tozzi) faz declaração para Rosário na frente de todo mundo, inclusive Inácio;

    2º – Isadora (Giselle Batista) e Ariela (Simone Gutierrez) vão atrás de seus respectivos, que mentem para ir ao show das Empreguetes;

    3º – Sandro chega no camarim na hora em que Gentil Soares (Gustavo Gasparani) está todo, todo pra cima de Penha;

    A sequência está imperdível! As cenas vão ao ar na quinta-feira, 14 de junho.

    “Cheias de Charme”, às 19h30, na Globo!

“Conexão Repórter” entrevista Isabella Fiorentino, que fala sobre os bastidores da moda

 https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120614172713.jpg

Nesta quinta (14), o “Conexão Repórter” exibe a segunda parte do documentário “O Outro Lado da Passarela”.

Na semana passada, a reportagem repercutiu e atingiu a liderança de audiência. Hoje, Roberto Cabrini apresenta novas revelações dos bastidores do mundo da moda.

Desta vez, a equipe investiga as dietas impostas às candidatas à top model e os casos de garotas, que ao tentarem uma carreira de modelo, são desviadas para o mundo da prostituição de luxo. Garotas supostamente saudáveis, mas que escondem a obsessão pela magreza e convivem com graves transtornos alimentares.

Câmeras escondidas revelam o comportamento de intermediários da moda. Em uma entrevista exclusiva, a modelo e apresentadora do “Esquadrão da Moda”, Isabella Fiorentino, assiste às denúncias e fala abertamente sobre a batalha contra a anorexia.

O programa também acompanha um dia de tratamento de uma jovem vítima desta doença.

O “Conexão Repórter” vai ao ar a partir da meia-noite, no SBT.

NA TELINHA

Ratinho vence disputa com “A Fazenda” nessa quarta-feira (13)

  • Nessa quarta-feira, 13 de junho, Programa do Ratinho, no ar das 21h16 às 22h45, ficou na vice-liderança absoluta com 7 pontos, contra 5 da terceira colocada e 41 da primeira. No horário em que brigou com o reality show da concorrente, das 22h19 às 22h45, Ratinho venceu com 7 pontos contra 6.

    A novela Carrossel, no ar das 20h29 às 21h15, conquistou a vice-liderança com 12 pontos (pico 15). Emissora líder obteve 31 pontos e a terceira colocada 6.

    Marisol ficou na vice-liderança com 5 pontos, contra 4 da terceira colocada e 14 da primeira.

    Maria do Bairro obteve 8 pontos, contra 5 da terceira colocada e 9 da primeira. Foi vice.

    SBT Brasil ficou na vice-liderança com 6 pontos e empatou com a concorrente. Emissora líder obteve 29.

    Aventura Selvagem conquistou a vice-liderança e marcou 5 pontos, empatando com a concorrente.

    Com informações da assessoria do SBT

Fracassos ensinam que televisão não é ciência

 

Vejo uma certa arrogância no comportamento tanto de quem faz televisão quanto de quem escreve ou fala a respeito, entre os quais me incluo. Autores, diretores e produtores olham com certo desdém para quem comenta, enquanto são vistos frequentemente como pessoas desorientadas, necessitadas de bons conselhos.

Fracassos retumbantes, como a novela “Máscaras”, da Record, e o humorístico “Saturday Night Live”, da RedeTV!, talvez ajudem a redimensionar o papel tanto de quem faz quanto o de quem comenta sobre TV.

Não vou discutir aqui sobre as razões do insucesso destes dois programas, que custaram esforço às emissoras, mereceram investimento dos patrocinadores, mas não agradaram ao público. Poderíamos falar horas sobre isso.

Prometo voltar ao assunto. Hoje quero apenas chamar a atenção para um aspecto: o sucesso em televisão não é científico. O imponderável e o imprevisto atuam neste processo tanto quanto as fórmulas de sucesso já testadas.

O fracasso está associado a erros, claro. Mas há muitos sucessos repletos de “erros” também. A novela “Fina Estampa”, da Globo, é um exemplo. Desconfio, por isso, de quem afirma, categoricamente, que “o erro foi esse” ou “aquele”.

Record e RedeTV! estão às voltas, neste momento, com a tarefa de salvar os seus investimentos em “Máscaras” e no “SNL”. Flavio Ricco trata de ambos em sua coluna de hoje. Diz que a novela será encurtada e o humorístico vai apostar num humor mais popular.

As duas soluções vão descaracterizar as propostas originais. Pode ser que funcionem. Ou não.

Bial, Fátima, Leifert… Por que há cada vez mais jornalistas no comando do entretenimento?

No mesmo dia em que Fátima Bernardes recebeu a imprensa para falar sobre o programa que vai comandar, batizado com o seu nome, a Globo anunciou que Tiago Leifert será o apresentador de “The Voice Brasil”, reality show destinado a revelar talentos musicais.

Eis um movimento que parece irreversível, o da transformação de jornalistas da televisão em comandantes de programas de entretenimento. Por mais que pareça natural, não é.

Um dos aspectos mais sensíveis desta mudança diz respeito à proibição, na Globo, de jornalista ser garoto-propaganda ou fazer merchandising. Por este motivo, noticiou a “Folha”, Fátima está trocando de “patrão” dentro da emissora, deixando a Central Globo de Jornalismo para integrar a Central Globo de Produção.

A proibição de jornalista fazer publicidade é comum em diversas empresas. O garoto-propaganda é um ator, que fala bem de produtos que eventualmente nem conhece, usa ou gosta. Vendo um jornalista anunciar as qualidades de um produto de beleza, por exemplo, ou de um carro, o espectador pode ser levado a acreditar nele como se estivesse ouvindo a leitura de uma notícia.

Outro aspecto notável nesta mudança, que Boninho percebeu ao levar Pedro Bial para o “BBB”, e que agora repete com Leifert no “The Voice”, é a possibilidade lustrar uma bobagem do naipe de um reality show com o prestígio do jornalista. E também de usufruir do desembaraço de um profissional do mundo da notícia em situações que exigem jogo de cintura e improviso.

Vale notar, ainda, que as fronteiras entre jornalismo e entretenimento estão cada vez mais borradas, e não apenas na televisão. Espanta cada vez menos ver um jornalista de renome mudar de rumo desta forma. No caso de Leifert, alguém poderá dizer que nem é uma mundança já que o seu “Globo Esporte” é quase um reality show.

Um movimento que ainda falta, ao menos na Globo, é o da migração inversa. Por exemplo, Luciano Huck apresentar o “Jornal Nacional” ou Xuxa ser repórter do “Esporte Espetacular”. Pode ser legal.

Avenida Brasil: Tufão parte para o ataque e tasca beijão em Monalisa

Tufão beija Monalisa. Foto: Avenida Brasil / TV Globo
  • No capítulo desta quinta (14/06) de “Avenida Brasil”, Tufão (Murilo Benício) e Monalisa (Heloísa Périssé) saem para comer um bolinho de feijoada. Os dois ficam lembrando a época em que namoravam, mas a cabeleireira começa a alfinetar o ex-craque. “Era jovem, bonitão, mas chato. Aí casou com aquela mala, ficou mais chato ainda”, diz ela.

    Os dois começam a trocar farpas e, irritada, Monalisa diz que vai pegar um táxi. Tufão segura sua mão e lhe tasca um beijo. Eles se separam e a cabeleireira cai em si: “Tufão, você é um homem casado!”. Depois de mais provocações mútuas, Tufão convida Monalisa para tomar um chope: “Eu só quero curtir essa noite do seu lado, eu e você, sem pensar em mais nada, topa?”.

    Ela não resiste… Os dois passam a noite conversando e Tufão faz um pedido: “Promete pra mim que daqui pra frente a gente vai se ver sempre?”, propõe, antes de combinar um encontro no dia seguinte na praia.

    Será que eles vão continuar como amigos ou vão engatar um relacionamento? Não perca esta cena, que vai ao ar hoje, à noite, em “Avenida Brasil”.

    O PLANETA TV !

O texto abaixo é de Arthur Vivaqua

https://i0.wp.com/www.portalhdtvemfortaleza.com.br/wp-content/uploads/2012/03/sbt_oficial1.jpg

“O Fracasso é um doloroso degrau. O Sucesso, um perigoso tropeço.”

Não se trata de um simples acerto.
Carrossel é, sem hipérboles, uma ressurreição.
A Dramaturgia do SBT, há anos marginalizada pela Crítica, reencontrou os aplausos.
Silvio Santos (que nunca gostou de investir fortunas no Setor) deve ter se arrependido ainda mais dos “Baús” desperdiçados ao descobrir que a solução estava dentro de sua casa.
Ao seu lado na cama, aliás.
Íris Abravanel foi quem idealizou o remake de Carrossel.
A mesma Íris que teve sua Novela engavetada por quase 2 anos.
A mesma Íris que ganha muito menos do que seu colega Tiago Santiago.
A mesma Íris que assiste às piadinhas que o marido solta para Helen Ganzarolli.
Um velho ditado diz: “O homem planeja e Deus ri”.
Tomo a liberdade de atualizá-lo e dizer: “Silvio Santos planeja e Íris ri.”
Onde a caríssima Amor e Revolução fracassou, um grupo de crianças numa sala colorida triunfou:
O SBT reconquistou os “SBTistas”.
Os mesmos que testemunharam o auge da Emissora nos Anos 90.
Aqueles que conheceram o DNA da Alegria ousada (e despreocupada) de Silvio.
Aqueles que sempre preferiram o “Açúcar” das Tramas mexicanas à violência e nudez das brasileiras.
Carrossel prova que o SBT perdeu os últimos 8 anos buscando um Público que nunca foi seu.
E agora, que esse Público está de volta, uma Estratégia (com E maiúsculo) precisa ser traçada.
Marcar 17 Pontos contra o Jornal Nacional é maravilhoso.
Faturar com merchandising (no SBT!) é sensacional.
Vender uma linha completa de Produtos é excelente.
Mas nada disso será eterno.
Carrossel irá acabar um dia.
E se o SBT estiver gostando da Vice-Liderança, é preciso planejar-se desde já.
Carrossel pode ser apenas uma lembrança bonita.
Ou pode tornar-se um Marco Histórico.
Carrossel virou o jogo, mas caberá ao SBT sustentar o placar até o apito final.
O que virá a seguir?
O Sucesso de hoje terá sido em vão se não gerar um Sucesso amanhã.
Este, aliás, é um dos pilares da Liderança global: Lá, o Sucesso não é apenas digerido, mas mantido.
Não é explorado, mas gerenciado.
E, acima de tudo, é planejado.
O SBT tem a chance de fazer o mesmo.
Crianças, o mais precioso de todos os públicos, tendem a ser fiéis.
São capturadas com facilidade, pois querem criatividade, não superproduções.
O SBT tem, no mínimo, 10 Pontos nas mãos.
Um Núcleo precisa ser montado.
Uma Filosofia, mantida.
Um SBT Pós-Carrossel deve surgir.
E se este parto for bem-sucedido, a Vice-Liderança pode ter um velho novo dono…
***
Uma rápida constatação:
Nos últimos anos, a Record muito conquistou, mas pouco cativou.
O Jornalismo agressivo e a Igreja que a gere impediram que o Público amasse a Emissora pelo que ela é e não pelo que tem.
O Ibope da Record é fruto da Qualidade.
Bastou que esta caísse e os índices desabaram.
O SBT é a única Emissora que possui Ibope oriundo da Fidelidade.
Poucos de seus Programas são excelentes, mas todos são queridos.
A Marca SBT é limpa, não possui máculas.
Este é mais um trunfo da Anhanguera…
***
Por fim, nasce a Pergunta:
O que deve ser colocado no ar após Carrossel?
A resposta é cristalina:
Uma Novela simples e cativante.
E barata, do jeitinho que o Silvio gosta.
Embarcamos no Carrossel.
Nos faça permanecer, SBT…

Escrito por James Akel

Diretor de novela sai

 Depois de muita briga entre diretor e autor, o diretor Ignácio Coqueiro, da novela Máscaras, deixou a novela.
Ele já nem aguentava mais o texto absurdo de Lauro César Muniz.
E foi embora da novela, mas continua na emissora.
Lauro, por sua vez, deu entrevista pra mídia onde só falava bobagem.
Seria melhor Lauro ter ficado quieto sem explicar nada.
Quando você pisa em algo na rua, quanto mais mexe, mais fede.
E essa novela parece com algo assim.

Escrito por James Akel

Silvio Santos para Patricia: “Filha do dono, todo mundo protege”

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120614163315.jpg

 

Neste próximo domingo (17), Silvio Santos volta pra valer com seu visual antigo no “Programa Silvio Santos”.

Após três meses com os cabelos grisalhos, o animador foi até o cabeleireiro Jassa no último dia 02 e pintou novamente seus fios com a tradicional cor acaju.

Na última semana, Silvio Santos já apareceu com o novo visual no “Vamos Brincar de Forca” e nos merchans do Baú da Felicidade, mas esta será a primeira edição completa de seu programa com o cabelo pintado.

No domingo, o apresentador recebe sua filha Patrícia Abravanel e Márcio Ballas, do “Cante se Puder”, no quadro “Jogo das Três Pistas”.
 


Foto: Roberto Nemanis/SBT

Sempre brincalhão, Silvio não perdoou a sua filha. “Quem é aquela exibida lá no palco? Ela tá cada vez mais exibida”, disparou ele, arrancando gargalhadas da plateia.

O empresário Marcos Faria, namorado de Patrícia desde 2010, também não escapou: “Até que o namorado dela não é de se jogar fora não. Eu quero desencalhar essa menina, mas não tem jeito”. Patricia retrucou: “Ele já falou que aceita o dote, é que você não negociou direito”.

Silvio Santos ainda brincou com o fato de sua filha ser uma das estrelas do SBT. “Filha do dono, sabe como é, todo mundo protege. Ela conta uma piada e todo mundo dá risada”, disse.

A atração também contará com a estreia de um novo quadro, um concurso que escolherá as pernas mais bonitas do Brasil. Na ocasião, as modelos aparecem vestidas de avestruzes, apenas com as pernas à mostra.

O “Programa Silvio Santos” vai ao ar a partir das 19h45, no SBT.

NA TELINHA