Zorra Total está se superando em falta de criatividade

 O Zorra Total está cada dia mais repetitivo e sem graça.
Agora parece que o programa todo acontece naquele trem metrô.
A falta de graça poderia mudar até o nome do programa.
Falta roteiro e texto à altura de um programa de humor.
Falta competência de direção.
Falta direção geral de entretenimento na Globo.
Estaria mais certo se o programa se chamasse Bosta de Humor no Metrô.

Escrito por James Akel

Astros deveria apresentar artista do SBT na bancada

 Está na hora do Astros, no SBT, ajudar um pouco na divulgação de trabalhos da casa.
O convidado extra de cada programa em sua bancada deveria ser um artista da emissora.
Deveriam começar com os meninos da novela, pois, ao menos 8, têm condições de fazer júri.
Depois, personagens da Praça, ao menos Carlos Alberto, Moacyr Franco e José Américo.
Isto já dá um bom tempo de divulgação de programas.
Algo que não se costuma fazer no SBT.

Escrito por James Akel

Final da temporada de “90210” vai ao ar nesta noite

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120527195909.jpg

 

O canal Sony Spin exibe na noite desta segunda (28), às 22h, o episódio final desta quarta temporada da série adolescente “90210”. A trama já foi renovada para um quinto ano, que irá estrear no final de 2012 nos Estados Unidos.
 
Continuação da clássica “Barrados no Baile”, a trama do seriado acompanha a vida de diversos alunos de uma escola de Beverly Hills, incluindo os irmãos Annie (Shenae Grimes), uma garota fascinada pelo teatro, e Dixon (Tristan Wilds), um atleta que foi adotado pela família Wilson ainda criança.
 
No episódio, Naomi (AnnaLynne McCord) choca todo mundo ao dizer que não irá ficar para o casamento de Max (Josh Zuckerman), pois aceitou um emprego em Nova York e precisa viajar imediatamente. Enquanto isso, Dixon retorna e tenta dar uma segunda chance para seu relacionamento com Adrianna (Jessica Lowndes).
 
“90210” é exibida no Brasil pelo canal Sony Spin.
NA TELINHA

Programa de Ana Hickamnn se mostra o que não se pode fazer

 O diretor do programa de Ana Hickmann deveria assistir ao programa de ontem debaixo da mesa, de tão acanhado que deveria estar.
Vildomar é um grande diretor de show.
Mas deixar de ser o diretor de verdade e permitir intromissão do marido de Ana Hickamnn e realizar um show tão fake, pra não ter Ana Hickamnn e um cantor convidado no palco, tudo porque o marido de Ana não desejava que ela dividisse o palco com Gusttavo Lima, é algo que não poderia acontecer na carreira de Vildomar Batista.
Faz-me lembrar o tempo em que Vildomar dirigia Babi, no SBT, e era tão maltratado por ela.
Babi sumiu, afinal, de apresentadora ela só tinha o título.
Ana Hickmann só tem título de apresentadora da Record porque Honorilton bate o pé e teima em mantê-la.
Em nenhuma outra emissora do Brasil ela seria apresentadora.

Escrito por James Akel

Claudia Leitte participa ao vivo do “CQC” desta segunda

  • O apresentador e humorista Marcelo Tas, comunicou através da sua página oficial no Twitter, na tarde desta quarta-feira (23), que a cantora Claudia Leitte irá participar do programa “CQC”, da Band, hoje à noite.

    “Muita gente aqui ainda não sabe, então vamos falar: segunda-feira tem Cláudia Leitte ao vivo na bancada do CQC”, informou o jornalista no microblog.

Maurício Stycer comenta a decisão tomada pela Globo no último fim de semana

 

Por culpa de uma estimativa mal feita, a Rede Globo se viu diante de uma escolha de Sofia* na noite de sábado: interromper a transmissão de “A Casa das Coelhinhas” para exibir a luta de Junior Cigano ou esperar o fim do filme e mostrar um VT do UFC?

Qualquer uma das duas opções implicaria em desrespeito a uma parcela do público. A emissora optou pelo que me parece ser o mais lógico: seguir com o filme até o final e mostrar a luta 35 minutos depois de ela ter ocorrido em Las Vegas.  

Errou quem fez a estimativa da duração das demais lutas do UFC 146. Disputadas em até três rounds, a maior parte das lutas terminou no primeiro, acelerando a noite. Quando chegou a hora do principal evento do programa, a disputa entre Cigano e Frank Mir, “A Casa das Coelhinhas” ainda não tinha terminado.

A transmissão de qualquer evento esportivo cuja duração é indeterminada sempre produz dor de cabeça para emissoras de TV aberta com grade rígida. Basquete e vôlei causam dificuldade e tênis é, praticamente, impossível de exibir por conta disto.

Ainda novata nas transmissões do UFC, a Globo se atrapalhou e acabou se queimando com o ruidoso público que é fã do esporte. Além de ter perdido a chance de mostrar a luta no momento em que ocorreu, o narrador Sergio Mauricio (com Minotauro na foto) ainda cometeu o pecado de, ao iniciar a transmissão, dizer que estava “ao vivo”.

* No filme “A Escolha de Sofia”, que deu a Meryl Streep o Oscar de melhor atriz em 1983, a personagem principal, uma mãe polonesa, presa num campo de concentração, é obrigada por um soldado nazista a escolher um de seus dois filhos para ser morto.

Foto Zuffa

 

Maurício Stycer

Ato vergonhoso da Globo

Algo que você pode dizer que foi uma fraude televisiva aconteceu na Globo de sábado, que prometeu passar luta ao vivo e passou um vídeo 40 minutos depois que a luta acabou.
Ficou grotesco os narradores falarem ao vivo no ar e aquilo ser gravado.
A direção da Globo não deve ter vergonha na cara pra fazer um papel grosseiro destes.
Que falta faz o Boni dentro da Globo.
Que falta faz Armando Nogueira.
Que falta faz Roberto Marinho.
A Globo dá ibope porque as concorrentes nem têm programação.

Escrito por James Akel