O que se esperar de Rafinha Bastos neste domingo?

Acontece neste domingo (27), finalmente, um dos momentos mais esperados da TV dos últimos meses: a volta de Rafinha Bastos à televisão.
O humorista vai estrear na RedeTV! o “Saturday Night Live”, às 20h30, no que promete ser um momento decisivo para a sua carreira. Como ele se sairá na frente das câmeras, num estúdio, entrevistando, contando piadas, interagindo com o público? Nos Estados Unidos, o formato foi eleito o “maior show de TV de todos os tempos”.
Não será nada fácil o objetivo, estando na Rede TV! – por ser uma emissora de menor porte –, de ter que conseguir boa audiência, principalmente neste horário, onde toda a concorrência apresenta seus principais produtos. Mas o que estará em jogo, pelo menos nesse primeiro programa, não serão quantos pontos no Ibope o “SNL” conseguirá, até porque ninguém espera que Rafinha faça seu canal figurar entre os primeiros do ranking no horário.
Neste domingo, o que vale mesmo é como Rafinha Bastos irá se comportar. Que ele é bom, grande novidade. Rafinha é um jornalista excepcional, e já mostrou isso em “A Liga”, quando fez reportagens brilhantes e memoráveis, onde, em momento algum, se viu aquele rapaz debochado, sem respeito, sem compromisso de algumas outras vezes.
Na área do humor, é fera. Inquestionável. Há quem o coloque como o melhor. E não é exagero. Em meio a tudo isso, a expectativa fica em saber como ele se comportará à frente do seu programa, cujo formato já é reconhecido mundialmente.
Neste fim de semana, tem que haver o equilíbrio perfeito entre o jornalista e o humorista. Ele precisa reconquistar o respeito do telespectador, a confiança. Só assim, terá sucesso. Rafinha precisa ser mais o jornalista engraçado do que o humorista sério. Com todo o respeito, Rafinha Bastos é a versão melhorada de Danilo Gentili e o formato do “SNL” caiu como luva à sua volta. Tem tudo pra dar certo.
Não se sabe muito bem se domingo seria o melhor dia para o programa ir ao ar, até porque o próprio nome sugere outra coisa. Certo mesmo é que o público pode esperar do “Saturday Night Live” um dos melhores programas da TV brasileira.
Potencial, Rafinha Bastos tem. Talvez por isso, se espere tanto dele.
Breno Cunha escreve sobre mídia e televisão há quatro anos, passou por vários sites, onde sempre foi conhecido por grandes discussões provocadas por suas críticas. Agora ele está no NaTelinha. Twitter: @cunhabreno

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.