“Repórter Record”: Marcelo Rezende mostra a realidade das gangues de cães

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120526183903.jpg

Neste domingo (27), o “Repórter Record” relata o mundo das quadrilhas que exploram animais para conquistar poder e dinheiro. O jornalístico exibe imagens exclusivas de gangues transformado animais dóceis em armas de matar.
O pitbull é o cão preferido dessas quadrilhas. O animal é forte e tem uma mordida de duzentos quilos. Na campanha de terror das gangues, o cachorro treinado na base da violência é um grande aliado. Tamanha violência faz do cão enlouquecido o mascote das quadrilhas – o que fica evidente nas tatuagens dos integrantes, sempre com alguma referência aos animais ferozes.
O jornalista Marcelo Rezende mostra como é a rotina das rinhas de cães por todo o mundo, do Brasil até a Rússia. Animais que lutam até a morte, só para satisfazer os prazeres mórbidos dos donos – geralmente integrantes de quadrilhas.
Nessas rinhas, é possível ver crianças e mulheres na plateia. E no meio, cães ensanguentados, estimulados a manter à mordida até a exaustão. Mas se o bicho parar de atacar, acaba apanhando do dono. As lutas chegam a durar horas. No final, um dos cães sempre acaba morrendo.
O programa conta ainda a história da advogada que resolveu manter em casa dois cães da raça Presa Canário, um animal considerado até mais violento que o Pitbull. Os cães atacaram uma vizinha dela. Resultado: setenta mordidas, uma mulher morta e a advogada condenada a quinze anos de prisão.
A atração mostra também o caso da oficial de justiça que teve a mão dilacerada por um pitbull. A mulher foi socorrida por moradores. Ainda assim, teve que ser atendida na emergência. O cão foi recolhido a um abrigo de animais. A dona também acabou presa.
“O Repórter Record” vai ao ar logo após o “Domingo Espetacular”, a partir das 23h15.
NA TELINHA

Nilson Xavier comenta Carrossel

O sucesso da primeira semana de Carrossel não era esperado nem pelo próprio SBT, acostumado aos 7, 8 pontos de audiência de suas tramas anteriores. Carrossel fechou sua primeira semana com uma média de 13 pontos no Ibope, enquanto a primeira semana deCorações Feridos, a novela anterior, fechou em 4. Já é um dos maiores sucessos do SBT nos últimos anos. E o engraçado é que a novela conquistou audiência sem fazer grande estrago na concorrência.

De todos os lados pipocam explicações para este fenômeno de nossa moderna televisão. Com certeza, a má fase pela qual vem passando a Record (principal concorrente do SBT) e o saudosismo dos que acompanharam a versão mexicana da novela (apresentada com grande sucesso entre 1991 e 1992) contribuem para este bom resultado. Vamos levar em conta também a forte campanha publicitária que a emissora de Silvio Santos fez para o lançamento de sua novelinha, há muito tempo prometida e aguardada.

O fato é que existe certa verdade em discursos do tipo “Carrossel é uma novela para a família, em que pais e filhos podem acompanhar juntos, sem o constrangimento das demais novelas”. Bem, a classificação indicativa está aí para isso, para nortear os pais. Mas convenhamos que há muito tempo a TV aberta comercial brasileira estava carente de uma programação infantil em seu horário nobre.

Vamos contar?

Desconsideremos canais estatais como a TV Cultura – que, por sinal, sempre ofereceu farta programação infantil e de alta qualidade. Desconsideremos a grade do fim de semana. Desconsideremos a programação “adolescente”, como as novelas Malhação (Globo) eRebelde (Record), o programa Estação Teen (RedeTV!) e seriados enlatados como Todo Mundo Odeia o Chris (Record), As Visões da Raven (SBT) e Kenan & Kel (Band). O que sobra para as crianças a partir do período da tarde? Apenas as reprises do Chaves, que o SBT apresenta às 18h30.

O SBT sempre privilegiou programação infantil e continua o fazendo, com Carrossel AnimadoBom Dia e Cia, que ocupam todo o período da manhã, durante a semana. A Globo – que outrora teve Vila SésamoGlobinhoSítio do Picapau AmareloBalão MágicoXou da XuxaTV Colosso e os programas da Angélica – agora dedica apenas uma hora e vinte minutos de sua grade matinal às crianças, com o TV Globinho – com a probabilidade de sair do ar já que está para estrear o programa de Fátima Bernardes. A Band apresenta o Band Kids, em duas horas matinais, e o enlatado Power Rangers, à tarde. A Record e a RedeTV! inexistem para as crianças.

Ou seja, a TV aberta deixou para os canais a cabo a tarefa de entreter nossas crianças no horário nobre (que vai mais ou menos das 19 às 23 horas). E elas estavam mesmo tão condicionadas a Cartoon NetworkDiscovery KidsNickelodeon e outras, que, ao chegar da escola no fim do dia, nem lembravam que existia TV aberta. As crianças – principalmente a partir da última década – trocaram a TV aberta pela TV a cabo e pelo video gameCarrosselse beneficiou desse público – além de tirar um pouquinho da audiência dos canais concorrentes na TV aberta..E quem não tinha cabo ou video game?…

Carrossel é toda apelo infantil. Cores fortes, cenários coloridos e por vezes fantásticos, historinhas clichês, educativas e de fácil assimilação, crianças fofinhas (ou quase isso). Tudo planejado para cativar os filhos e, por tabela, os pais, saudosistas ou não. E como o público alvo é a garotada, não há de se cobrar realismo algum das histórias, ou grandes interpretações dos atores mirins que estão começando agora. “Crianças não se prendem a esses detalhes!“, diriam alguns para justificar interpretações e texto fracos.

É cedo para saber se a novela se manterá na média dos 13 pontos, ou ao menos na casa dos dois dígitos. É necessário um pouco mais de tempo para se conquistar a fidelidade do público. Seja ele infantil ou não.

NA TELINHA

Aviso aos fãs: Wagner Moura faz homenagem, mas não “encarna” Renato Russo

Três anos atrás, quando cumpria temporada no palco do Teatro da Faap em São Paulo com “Hamlet”, Wagner Moura apresentou-se no Studio SP, na rua Augusta, à frente da banda Sua Mãe, especializada em música brega – ou “música superpopular brasileira”, como ele prefere.

Como relatei na ocasião, foi um show consagrador. Wagner Moura não é cantor, mas não passa vergonha com a voz. Mais: exibe-se no palco com uma segurança impressionante – como se fosse um músico profissional.

O líder de banda está de volta a São Paulo, agora à frente de um projeto mais comercial, mas não menos ousado: substituir Renato Russo (1960-1996) diante de Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá da Legião Urbana. Proposta da MTV, a volta do grupo com o novo cantor ocorre em dois shows, terça e quarta, no Espaço das Américas.

Neste sábado, houve um “show-surpresa” no mesmo Studio SP onde Sua Mãe se apresentou em março de 2009. Coloquei aspas em show-surpresa porque, embora não tenha ocorrido divulgação convencional, quase todo mundo que foi à casa noturna sabia que o grupo iria se apresentar lá.

Aviso aos fãs que irão ao Espaço das Américas: Wagner Moura não “encarna” Renato Russo, nem está interpretando o papel do criador da Legião Urbana. Quem nunca viu o ator como líder de uma banda pode ter a tentação de achar que ele está em meio a uma função teatral. Não é isso que ocorre.

É verdade que em alguns momentos ele deu a impressão de estar imitando a falta de jeito de Renato Russo no palco, mas quem está ali no show não parece um “cover”, e sim um cantor, realmente, fazendo uma homenagem pessoal a um ídolo.

“Essa banda mudou a vida da gente”, diz Moura antes de cantar “Teorema”. O pequeno show teve também “Andrea Doria”, que o ator disse ser sua música favorita do repertório da Legião Urbana, “Tempo Perdido”, “Ainda É Cedo”, “Quase Sem Querer” e “Pais e Filhos”, entre outras, num total de onze canções. O show oficial terá 25 músicas.

Moura, Dado e Bonfá, além do guitarrista de Sua Mãe, Gabriel Carvalho, conseguem passar a impressão de que formam uma banda – impressão ilusória, é claro, pois se reuniram para este encontro, mas sinal de que estão vivendo intensamente este momento. Para quem tem saudades da Legião, é uma baita homenagem.

Personagem de Mariana Rios em “Salve Jorge” terá compulsão por compras

  • A atriz Mariana Rios estreará no horário nobre da Globo. Ela tem seu nome confirmado em “Salve Jorge”, a próxima novela das nove assinada por Glória Perez.

    No folhetim, ela será filha dos personagens de Alexandre Nero e Giovanna Antonelli. A personagem, segundo consta, precisa lidar com sua compulsão por compras.

    A produção da novela tem realizado workshops com o elenco sobre a cultura da Turquia, onde a novela terá locações.

    Com informações do jornal Agora São Paulo.

“SuperNanny” volta á programação do SBT em 26 episódios

  • O reality “SuperNanny” estará de volta à programação do SBT a partir do dia 21 de julho, um sábado. A emissora não confirma o horário de exibição, mas deve ser às 20h30, substituindo o “Esquadrão da Moda”.

    Sabe-se apenas que a nova temporada de “SuperNanny” terá 26 edições e cinco delas já foram gravadas.

    OPLANETATV!

Globo adia seriado sobre o personagem Crô, de “Fina Estampa”

  • De acordo com jornalista Flávio Ricco, do jornal Diário de São Paulo, ficou para 2013 o especial sobre o personagem Crô, de “Fina Estampa”.

    A presença de Marcelo Serrado na novela “Gabriela” teria atrapalhado os planos iniciais de produzir o especial no fim do ano.

    O autor Aguinaldo Silva também, segundo consta, está supervisionando a versão latino-americano da trama