Atrações matinais da Record batem a Globo e garantem liderança

Ao mesmo tempo que amarga derrotas para o SBT no horário nobre e com produtos estratégicos, como com seu jornal e suas novelas, a Record continua batendo a Globo na faixa da manhã e garantindo a liderança.

Nesta última segunda-feira (21), todos os programas da casa exibidos na faixa matinal lideraram na média.

O “Balanço Geral”, que abriu a programação matutina, bateu a Globo com um placar de 6 pontos a 5. A concorrente exibia o “Globo Rural” e o “Bom Dia São Paulo” neste horário.

Logo na sequência, o “São Paulo no Ar” também fechou na liderança e igualou seu recorde de audiência. Foram 9 pontos de média ante 7 da Globo, que transmitia o “Bom Dia Brasil”.

O “Fala Brasil” manteve o primeiro lugar e fechou com média de 8 pontos contra 6 da Globo, que veiculava mais uma edição do “Mais Você”, de Ana Maria Braga.

Por fim, o “Hoje em Dia” também conquistou a liderança no Ibope com 6 pontos de média. A Globo marcou os mesmos 6 pontos e compartilhou o primeiro lugar com a Record.

Esses índices são prévios e são baseados na preferência de um grupo de telespectadores da Grande São Paulo. Dados consolidados podem variar para mais ou para menos.
NA TELINHA

Quando a Record não tem ideia do que fazer

  Parece que a realidade pisou e ficou na Record.
A direção da emissora não tem ideia do que fazer pra combater o ibope do SBT.
E a tendência é que a Record fique no mesmo patamar de baixo ibope.
Honorilton Gonçalves, que consegue faturar uma fortuna de publicidade e ainda dar prejuízo, vai continuar sendo déspota e impedindo o desenvolvimento da emissora por sua falta de conhecimento.
A Rede Record deveria ter uma direção que fosse cobrada pelo ibope e por lucro.
A atual cúpula nem tem conhecimento do assunto.

Escrito por James Akel

Contradições entre excelente reportagem e um péssimo roteiro de jornalismo do SBT

 O SBT BRASIL, de ontem, teve uma reportagem excelente, que vai até ter continuação no dia de hoje, sobre uma grande acusação a um professor do Espírito Santo, que foi preso sem provas pra isto, inclusive com o delegado declarando que não havia provas pra prisão.
Mas um certo promotor, sem nenhum fato real comprovado que demonstrasse sequer uma leve suposta situação, decidiu pedir a prisão do professor e um juíz decretou.
Vejam que um sujeito inocente, sem nenhuma prova contra, pode ser preso se um promotor cismar com ele e o juíz corroborar.
Pois bem, esta reportagem merece nota 8, e não ganha 10 porque não tentaram falar com promotor e juíz, mesmo que os dois se recusassem a falar com a reportagem.

Mas o problema lamentável que houve depois foi que, ao invés do comentário dessa reportagem excelente ter sido feito por Joseval Peixoto, que é um grande tribuno, com excelente banca de advogados, foi o comentário feito de forma medíocre e sem conteúdo por Rachel Sheherazade.
O editor do jornal deve determinar que, quando existe um assunto jurídico, o tal assunto deveria ter comentário feito por quem entende.

Tem mais ainda que deveria mudar.

No final do programa, quando Joseval faz um verdadeiro editorial, é Joseval quem deve encerrar o jornal com seu editorial, e não Rachel entrando depois e derrubando a emoção do editorial.
Isto é primário, mas o editor do jornal parece nem entender.
Coisa assim é que tira a dinâmica de um show.
E isto precisa ser entendido pelo editor do jornal.
Sem entender isto, tira o efeito real do jornal.

Escrito por James Akel

“Rebelde” continua sem reagir no Ibope

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120522233535.jpg

 

Mesmo com as recentes mudanças em seu texto, que incluíram a redução das tramas relacionadas ao RPG, “Rebelde” continua sem reagir no Ibope.

No capítulo exibido nesta última terça-feira (22), a novela exibida por Margareth Boury marcou apenas 6 pontos de média. O índice foi suficiente para garantir a vice-liderança e um empate com o SBT.

A Band, nesta mesma faixa, registrou 5 pontos.

Esses índices são prévios e são baseados na preferência de um grupo de telespectadores da Grande São Paulo. Dados consolidados podem variar para mais ou para menos.

NA TELINHA

Gilberto Barros nega gravar piloto de programa para a REDETV !

  • De acordo com informações do jornal O Diário de São Paulo, Gilberto Barros decidiu não gravar pilotos do seu novo programa na Rede TV!. O apresentador do “Sábado Total” entende que não há essa necessidade, pela sua experiência com programas de auditório.

    Serão realizados apenas testes de áudio e vídeo, sendo que os principais uma semana antes do primeiro programa.

    “Sábado Total” tem estreia prevista para o dia 23 de junho

Diretor diz que sua ausência desinibe entrevistados em quadro do “Fantástico”

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120524152431.jpg

No último domingo (20), Xuxa Meneghel surpreendeu o Brasil – e até o mundo – com revelações de sua intimidade.

Em depoimento ao quadro “O que vi da vida”, do “Fantástico”, a apresentadora contou que sofreu abuso sexual na infância até os seus 13 anos.
Xuxa disse que foi abusada por seu padrinho, um professor da escola e até mesmo por um homem que iria se casar com sua avó.
Ela ainda falou sobre seu romance com Pelé e Ayrton Senna.
Diretor da atração, Cláudio Manoel contou como é fazer alguém se abrir dessa forma. “Queria arrumar um jeito de a câmera fazer a entrevista. A gente sempre faz um ambiente intimista, onde a pessoa fica sozinha com essa câmera. E minha ausência de certa forma desinibe”, disse ele, que comanda o papo de uma sala separada através de um microfone.
Em entrevista ao jornal Extra, o Casseta continuou: “Tem quem reclame: ’Mas ela não falou disso… Não falou daquilo outro no depoimento’. Mas tem que ficar claro que eu não estava ali fazendo um documentário sobre a Xuxa”.
Cláudio Manoel estreou o quadro no “Fantástico” em agosto do ano passado, com Zeca Pagodinho – que falou por cerca de duas horas. Depois disso, passaram pelas câmeras do diretor Chico Anysio, Ivete Sangalo, Padre Marcelo Rossi, Cissa Guimarães, Regina Duarte e Sandy.
“Escolho os convidados, mando para a direção do “Fantástico” e eles aprovam. Há os que aceitam participar, os que disseram não… Tem gente que já me procurou para fazer o quadro. Ivete foi uma. Lilia Cabral, que nem foi ao ar ainda, outra”, explicou ele.
“A entrevista da Xuxa vai abrir espaço para outras pessoas quererem participar”, revelou.
NA TELINHA

Programas de platéia em novelas

 

No capítulo de Cheias de Charme desta terça-feira (22/05), a dupla de cantores Chayene e Fabian (Cláudia Abreu e Ricardo Tozzi) se apresentou no Domingão do Faustão cantando uma música que é de Rosário (Leandra Leal). Faustão perguntou a Chayene sobre a fofoca de sua briga com Ivete Sangalo e a ela desmentiu. Questionada também sobre sua vida amorosa, Chayene disse que, por Faustão, colocava um avental e virava “empreguete”. Na sequência, Chayene recebeu Fabian, os dois se declararam apaixonados um pelo outro e cantaram a música, enquanto Rosário – na cadeia juntamente com Penha e Cida (Taís Araújo e Isabelle Drummond) – assistiu pela televisão à apresentação da dupla.

A Globo sempre usou muito bem de sua programação para divulgar suas novelas, não apenas através das reportagens do Video Show, mas também levando seu elenco para participar de programas de entrevistas, variedades e até humorísticos. No caso de Chayene no Faustão, foi uma troca: Faustão cedeu seu palco para a novela das sete, enquanto Cláudia Abreu participou do programa no último domingo. É um toma lá dá cá onde uma atração divulga a outra .

 

Faustão já participara em outras novelas. Em 2008, em A Favorita, o roqueiro Augusto César (José Mayer), depois de anos no ostracismo, apresentou-se no Domingão do Faustão. No mesmo dia, outro personagem, Cassiano (Thiago Rodrigues), se lançava como cantor no programa.

Em 2005, a croata Vitza (Carol Machado) – personagem da novela A Lua Me Disse -, mesmo sem falar uma palavra em português, participou do quadro Se Vira nos 30 do Faustão, fazendo acrobacias em cordas.

Em Suave Veneno (1999), Eliete (Nívea Stellman) ganhou o concurso Garota Bumbum Dourado do Domingão do Faustão.

Em 1998, as personagens Clarelis (Leandra Leal) e Ritinha (Camila Pitanga), do remake de Pecado Capital, participaram de um concurso de dança no programa de Fausto Silva.

Ainda em 1998, dentro da trama de Torre de Babel, o fajuto cantor Johnny Percebe (Oscar Magrini) se apresentou no Faustão, mas foi desmascarado pelo próprio apresentador: Fausto Silva descobriu que quem cantava suas músicas era seu irmão Boneca (Ernani Moraes). Na novela, Johnny Percebe também já havia se apresentado no programa da Xuxa.

Na novela Deus Nos Acuda (1992), Faustão, direto de seu programa, ligou para um número aleatório oferecendo uma viagem para o Caribe. A felizarda que atendeu a ligação foi Maria Escandalosa (Claudia Raia), que viajou com seu pai Tomás (Jorge Dória).

É normal uma novela fazer uso em seu roteiro de outras produções de sua emissora. A prática é antiga e não exclusiva da Globo. Em 1979, a doméstica Zita – vivida pela atriz Lizete Negreiros na novela Como Salvar Meu Casamento, da Tupi – sonhava em ser cantora e participou do programa de calouros de Raul Gil.

Silvio Santos já foi visto em três novelas de diferentes emissoras. Em Vende-se um Véu de Noiva (SBT, 2009), a personagem Isabel (Anastácia Custódio) ganhou um dinheirinho no programa Roda a Roda Jequiti, apresentado por Silvio.

Em 1987, Silvio Santos teve seu programa do SBT apresentado numa novela da TV Manchete. Em Carmem, a personagem Creuza (Bia Sion) foi tentar arranjar um namorado no Namoro da TV. E em 1970, Silvio foi visto na novela Pigmalião 70, quando o animador tinha seu programa dentro da Globo.

O mais curioso desses casos foi na novela O Bofe (Globo, 1972), em que uma das personagens, a socialite Suzana Leopoldina – vivida por Ilka Soares – era jurada da Buzina do Chacrinha, garantindo a participação o Velho Guerreiro na novela.

Mas, sem dúvida, a mais divertida e lembrada participação de um personagem de novela em programa de auditório aconteceu em Cambalacho, em 1986, quando a cantora Tina Pepper, um arremedo de Tina Turner – vivida por Regina Casé -, foi ao Cassino do Chacrinha cantar seu maior sucesso, Você Me Incendeia.

Nilson Xavier UOL