Novela elitista e novela popular

Vamos fazer uma comparação entre Vidas Em Jogo e Máscaras e tentar entender a audiência crítica da trama de Lauro César Muniz

Vidas Em Jogo teve como enredo principal um grupo de amigos que acerta na loteria no dia 31 de dezembro e fica rico . Em cima desse acontecimento , a trama girou . Outros desdobramentos vieram e muita coisa aconteceu . No primeiro episódio , todo o elenco apareceu . Todos os núcleos foram mostrados com muita agilidade e com uma linguagem fácil de entender . A trama tinha momentos sombrios e divertidos . As tomadas dos Lençóis Maranhenses no primeiro episódio foram perfeitas . Os acontecimentos não se tornavam enfadonhos , mesmo os mais dramáticos. Um dos melhores ingredientes da trama foi o futebol . Impossível não se lembrar do núcleo futebolístico da novela. PROVAVELMENTE tenha sido o melhor da trama .O drama vivido por Welligton (Ricky Tavarez) foi mostrado de maneira brilhante e sem se arrastar.O ponto alto da trama foi o surgimento do Palhaço Assassino , que depois se descobriu que eram vários integrantes do bolão que forjaram suas mortes para se protegerem da vilã Regina(Beth Goulart) . Tudo isso feito de maneira POPULAR . Novela simples que deixa saudades em muitos fãs da Record.

Já a novela Máscaras iniciou mostrando o drama de Maria (Mirian Freeland) que sofre de depressão pós-parto . O primeiro episódio girou em torno unicamente nesse drama . “Eu matei meu filho” se tornou um mantra . Depois Maria foi sequestrada e esse evento monopolizou a atenção de vários episódios .Até que os personagens embarcaram em um cruzeiro . Várias pessoas apareceram na trama. Nesse momento , surgiu outro mantra . ”Um erro judiciário é o maior de todos os crimes .”Essa frase foi dita inúmeras vezes por Jussara Freire se referindo á uma condenação sofrida por ela . O juiz em questão : Sotero (Cecíl Thiré) . Narrativa lenta e linguagem elitista deixam Máscaras com um dos piores começos (se não O PIOR) da história recente da teledramaturgia da Record . A Record , comparando com a Globo , começou a fazer novelas ontem . Tem muito o que aprender . Uma das lições é FAZER NOVELA COM LINGUAGEM  POPULAR  . Cheias de Charme é sucesso de audiência porque tem elementos que o POVÃO gosta : é alegre , fácil de entender e divertida . Vidas Em Jogo também teve esses ingredientes . Máscaras está em crise porque é o CONTRÁRIO de tudo isso citado anteriormente  . Lauro César Muniz possui mentalidade elitista ao escrever suas tramas . Poder Paralelo , sua trama anterior , era dessa forma , porém era ágil .Todos os seus personagens apareceram no primeiro episódio.A Máfia foi retratada de maneira clara e sucinta .Fracassou na média geral porque a Record insistia em exibir aos sábados. Máscaras possui uma narrativa lenta e angustiante . Dificilmente a trama irá alcançar a meta . O autor prometeu mudanças no episódio 40 em diante . Mas não adianta nada ! O estrago já foi feito.Flávio Ricco anunciou em sua coluna na quarta-feira que a trama poderá se encerrar em outubro.Os RECORDistas (assim se chamam os fãs da Record)esperam ansiosos pelo fim dessa trama .Mas tem alguém vendo tudo isso de camarote .Essa pessoa se chama Gisele Joras . Gisele Joras vai escrever a substituta de Máscaras.A autora escreveu Amor E Intrigas .Uma das melhores tramas da Record .Ela precisa ficar atenta e escrever uma trama POPULAR , ALEGRE e FÁCIL DE ENTENDER . Máscaras é uma lição que Gisele Joras precisa aprender . Erros que ela não poderá cometer .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.