Audiência das novelas na semana passada

 
  • A novela “Cheias de Charme” segue surpreendendo no quesito audiência. O folhetim das 19h assinado por Filipe Miguez e Izabel de Oliveira alcançou novo recorde semanal. O capítulo deste sábado, segundo a prévia, registrou uma média de 28 pontos.

    A última semana de “Corações Feridos” alcançou uma média de 6 pontos, empatando com o desempenho das novelas da Record. 

    Confira as médias das novelas entre os dias 14/05 e 19/05, lembrando que as médias de sexta e sábado são prévias e podem sofrer alterações no consolidado alterando o resultado final para mais ou menos. 

    Vale lembrar que cada ponto no Ibope representa aproximadamente 60,2 mil domicílios na capital paulista, dados que servem como referência para o mercado publicitário.

    OPLANETATV!

“Domingo Espetacular” garante segundo lugar à Record, com pico de 17 pontos

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120521151057.jpg

Neste domingo (20), a Record comemorou a audiência conquistada pelo “Domingo Espetacular”.

 
O jornalístico comandado por Paulo Henrique Amorin, Janine Borba e Fabiana Scaranzi conquistou o segundo lugar isolado na Grande SP registrando uma média de 12 pontos com pico de 17.
 
No ar das 20h39 às 23h13, o programa chegou a ficar em quarto lugar durante alguns minutos, mas mesmo assim teve momentos de alto Ibope e se manteve em segundo lugar na média, à frente do “Programa Silvio Santos” e do “Pânico na Band”.
 
Em tempo
 
Ontem, Record e SBT travaram uma disputa acirrada pela audiência. 
 
Apesar da proximidade, a emissora de Edir Macedo fechou o dia em segundo lugar.
 
Das 7h às 23h59, a Record registrou 7,8 pontos, contra 7,4 do SBT, que atingiu a maior média-dia do ano e reduziu a diferença para a concorrente.
 
NA TELINHA 

Novela elitista e novela popular

Vamos fazer uma comparação entre Vidas Em Jogo e Máscaras e tentar entender a audiência crítica da trama de Lauro César Muniz

Vidas Em Jogo teve como enredo principal um grupo de amigos que acerta na loteria no dia 31 de dezembro e fica rico . Em cima desse acontecimento , a trama girou . Outros desdobramentos vieram e muita coisa aconteceu . No primeiro episódio , todo o elenco apareceu . Todos os núcleos foram mostrados com muita agilidade e com uma linguagem fácil de entender . A trama tinha momentos sombrios e divertidos . As tomadas dos Lençóis Maranhenses no primeiro episódio foram perfeitas . Os acontecimentos não se tornavam enfadonhos , mesmo os mais dramáticos. Um dos melhores ingredientes da trama foi o futebol . Impossível não se lembrar do núcleo futebolístico da novela. PROVAVELMENTE tenha sido o melhor da trama .O drama vivido por Welligton (Ricky Tavarez) foi mostrado de maneira brilhante e sem se arrastar.O ponto alto da trama foi o surgimento do Palhaço Assassino , que depois se descobriu que eram vários integrantes do bolão que forjaram suas mortes para se protegerem da vilã Regina(Beth Goulart) . Tudo isso feito de maneira POPULAR . Novela simples que deixa saudades em muitos fãs da Record.

Já a novela Máscaras iniciou mostrando o drama de Maria (Mirian Freeland) que sofre de depressão pós-parto . O primeiro episódio girou em torno unicamente nesse drama . “Eu matei meu filho” se tornou um mantra . Depois Maria foi sequestrada e esse evento monopolizou a atenção de vários episódios .Até que os personagens embarcaram em um cruzeiro . Várias pessoas apareceram na trama. Nesse momento , surgiu outro mantra . ”Um erro judiciário é o maior de todos os crimes .”Essa frase foi dita inúmeras vezes por Jussara Freire se referindo á uma condenação sofrida por ela . O juiz em questão : Sotero (Cecíl Thiré) . Narrativa lenta e linguagem elitista deixam Máscaras com um dos piores começos (se não O PIOR) da história recente da teledramaturgia da Record . A Record , comparando com a Globo , começou a fazer novelas ontem . Tem muito o que aprender . Uma das lições é FAZER NOVELA COM LINGUAGEM  POPULAR  . Cheias de Charme é sucesso de audiência porque tem elementos que o POVÃO gosta : é alegre , fácil de entender e divertida . Vidas Em Jogo também teve esses ingredientes . Máscaras está em crise porque é o CONTRÁRIO de tudo isso citado anteriormente  . Lauro César Muniz possui mentalidade elitista ao escrever suas tramas . Poder Paralelo , sua trama anterior , era dessa forma , porém era ágil .Todos os seus personagens apareceram no primeiro episódio.A Máfia foi retratada de maneira clara e sucinta .Fracassou na média geral porque a Record insistia em exibir aos sábados. Máscaras possui uma narrativa lenta e angustiante . Dificilmente a trama irá alcançar a meta . O autor prometeu mudanças no episódio 40 em diante . Mas não adianta nada ! O estrago já foi feito.Flávio Ricco anunciou em sua coluna na quarta-feira que a trama poderá se encerrar em outubro.Os RECORDistas (assim se chamam os fãs da Record)esperam ansiosos pelo fim dessa trama .Mas tem alguém vendo tudo isso de camarote .Essa pessoa se chama Gisele Joras . Gisele Joras vai escrever a substituta de Máscaras.A autora escreveu Amor E Intrigas .Uma das melhores tramas da Record .Ela precisa ficar atenta e escrever uma trama POPULAR , ALEGRE e FÁCIL DE ENTENDER . Máscaras é uma lição que Gisele Joras precisa aprender . Erros que ela não poderá cometer .

Deplorável e vergonhosa declaração de Lauro César Muniz

 Lauro César Muniz, autor da novela horrorosa da Record, deu uma entrevista vergonhosa onde ele acusa o diretor da novela, Ignácio Coqueiro, e os atores de não terem competência pra encenar seus textos.
Ora, os textos desta novela são um substrato da psicointelectualidade de Lauro.
Serviriam pra sessão de psicanálise das pesadas.
E o povo não tem nenhuma vontade de saber o que Lauro tem na cabeça dele, pois nem tem atrativos de cena.
Não podemos dizer que é um lixo aquilo que ele escreveu, pois demandou trabalho físico e psíquico.
Mas, pra texto de novela, faltou muito.
Muitos anos atrás, na Globo, no horário das dez da noite, Lauro substituiu outro autor que estava escrevendo O Bofe.
E Lauro teve que reduzir também aquela novela, pois seu fracasso de ibope era tão grande que não tinha jeito.
E aquela novela tinha Lima Duarte na direção e um elenco notável.
Quando o texto é bom, até uma direção mediana e atores medianos têm ibope.
E olha que o Ignácio Coqueiro é um bom diretor e seu elenco é muito bom.
Mas, sem texto, não dá pra inventar a novela.

Escrito por James Akel

José de Abreu faz de Nilo um dos personagens mais interessantes de Avenida Brasil

É a hora e a vez de José de Abreu em Avenida Brasil. Seu personagem, Nilo – o “velho do saco” como foi apelidado nas redes sociais -, está cada vez mais ganhando espaço na trama de João Emanoel Carneiro.

De coadjuvante – catador de lixo repugnante, bêbado, mau caráter, cruel e com uma ponta de loucura -, Nilo se tornou o foco da atenção dos telespectadores na última semana, quando descobriu o segredo que Rita (Débora Falabella), que engana Carminha (Adriana Esteves) trabalhando na casa dela com outra identidade, Nina, e ainda colocou Betânia (Bianca Comparato) em seu lugar para que fizesse se passar por ela na frente de Carminha.

Claro que Nilo ia querer tirar algum proveito dessas informações. No capítulo de quarta-feira (16/05), ele se aprontou todo para aparecer de surpresa na festa de aniversário de Ivana (Leticia Isnard), na mansão de Tufão (Murilo Benício). A sequência em que Nilo se barbeia e se veste para o evento, é digna de uma opereta, com destaque para a ótima trilha de suspense que se seguiu. Ao saber que Nilo estava presente, tanto Nina quanto Carminha e Max (Marcello Novaes) se desesperaram, pois todos têm o rabo preso com o velho do saco. Mas Nilo logo foi posto para fora da festa, quando Max armou para parecer que ele roubou um relógio.

Na sequência dos acontecimentos, Nilo barganhou com Carminha e Nina o valor de seu silêncio. E nessa, deixa de perder quem paga mais alto. No caso Nina, que aceitou pagar o que ele pediu – o dobro do que ela havia oferecido – e ainda o mimou com um jantar de rei e todo o falso carinho que ela jamais demonstrou antes.

Para quem reclamava que a vingança de Nina estava demorando muito para acontecer, parece que agora a trama de Avenida Brasil ganha um novo fôlego. E nisso tudo, quem ganha é o público, com a brilhante atuação de José de Abreu, que já faz de Nilo um dos personagens mais ricos da novela e um dos melhores momentos de sua carreira.

Nilson Xavier

A briga escancarada de Honorilton Gonçalves e Romualdo Panceiro

   

Alguns dias atrás, uma briga escancarada tomou conta da cúpula da Igreja Universal e Rede Record.
A briga foi entre Honorilton Gonçalves, sócio e todo-comandante da Rede Record, e o Bispo Romualdo Panceiro, comandante das finanças da Igreja.
Aliás, ex das finanças.
Nesta briga, de um lado Romualdo era contra a atual linha de produção da Record, pois ele acreditava que a Record deveria seguir uma linha mais religiosa, na linha de RR Soares.
E Honorilton defendia a tese de que a Rede Record deveria manter sua linha de TV popular.

Acontece que Honorilton pleiteava mais dinheiro da Igreja, a título de patrocínio.
E Romualdo fechou o caixa, alegando que o prejuízo da Record deveria ser administrado por Honorilton.

Neste momento, entra em cena o genro de Edir Macedo, Renato Cardoso, que tomou partido a favor de Honorilton.
E nesta briga toda, Honorilton mais uma vez saiu vitorioso com o apoio de Edir e de seu genro.
Mas, desta vez, a briga tinha ido longe demais e Edir não teve outra alternativa a não ser convidar Romualdo pra ser administrador da Igreja na Argentina.

Honorilton pode ter ganho a batalha mas, até hoje, não demonstrou competência pra gerir a Record em metas de vitória.
Honorilton administra mal.

Escrito por James Akel

Record e seu prejuízo de R$100 milhões

 

A Rede Record vem a público repudiar as informações publicadas pela revista Veja deste final de semana. Mais uma vez, a emissora foi vítima de uma falsa notícia sobre as atividades da empresa.

A revista Veja, sem citar qualquer fonte confiável, afirmou que a Record enfrentou prejuízos de R$ 60 milhões em 2011 e, num exercício irresponsável de previsão, afirma que em 2012 os supostos prejuízos chegariam a R$ 100 milhões.

Prever um prejuízo quando o ano está no primeiro semestre – ainda no mês de maio – revela a evidente falta de fundamento da suposta notícia e a intenção de perseguir, prejudicar e causar danos à emissora, clientes e telespectadores poucos dias antes da inédita transmissão exclusiva em TV aberta dos Jogos Olímpicos de Londres. Evento que naturalmente se transformou num dos maiores sucessos publicitários da trajetória da Record.

A leviandade da nota ignora que o faturamento da Record cresceu 25% em 2011 e, segundo o Projeto Inter-Meios, coordenado pelo jornal Meio & Mensagem, a verba publicitária destinada a televisão aberta no Brasil aumentou 9% no mesmo período.

A caluniosa nota nos leva a afirmar que a revista Veja tenta retaliar a Record, que vem divulgando de forma isenta as investigações da Polícia Federal, do Ministério Público, da Justiça e do Congresso Nacional, sobre as ligações de alguns dos seus principais jornalistas com o contraventor Carlos Cachoeira.

A Rede Record não vai se intimidar com os ataques infundados de Veja. Isto nos motiva, ainda mais, a levar aos brasileiros a verdade de fatos sombrios diante da sociedade.

 

REDE RECORD

Emoção

 Xuxa deu show, ontem, no Fantástico.
Seu depoimento de vida teve 30 de ibope, um número que o Fantástico não conhecia faz anos.
E um depoimento triste e bem mundo cão, que nenhum artista antes teve coragem de fazer igual.
Emocionou e deu ibope.
Não importa se alguma fantasia houve no depoimento de Xuxa.
Quando todos imaginavam que Xuxa já era, ela dá 30 de ibope.
Mostrou carisma e sedução de sentimentos adentrando amor e afeto numa estrada de carência.
As declarações de como foi abusada na tenra idade foram estarrecedoras.
O mundo conheceu a Xuxa que ninguém jamais imaginou.
E o Fantástico teve sua grande glória.

Escrito por James Akel

Máscaras é fracasso na Bahia

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120521110938.jpg

A TV Itapoan – Record Bahia está comemorando a audiência de suas atrações locais.

Os programas produzidos pela afiliada têm se destacado até mesmo sobre atrações nacionais de maior investimento e em horários de melhor visibilidade.

Na semana entre 7 e 13 de maio, por exemplo, três das cinco atrações mais vistas da Record de Salvador foram produzidas pela TV Itapoan.

O “Se Liga Bocão” encabeçou o ranking, com 11 pontos, e foi seguido pelo “Balanço Geral” com 9, e pelo “Bom D+”, com 8. O quarto colocado foi o “Fala Brasil”, que fechou com 7 pontos, resultado alcançado graças ao impulso do informativo de Raimundo Varela. O quinto colocado foi o “Domingo Espetacular”, com média de 6 pontos.

Considerando as dez atrações mais vistas da TV Itapoan, ainda encontra-se no ranking o “A Bahia que a Gente Gosta”, que é exibido nas manhãs de domingo e que teve 6 pontos; a edição especial do “Balanço Geral” aos sábados, com 6, e o “Bahia Record”, de Marcus Pimenta, com os mesmos 6 pontos.

Destacam-se de forma negativa atrações nacionais como o “Programa do Gugu”, “Tudo é Possível” e “Máscaras”, que se ausentaram do ranking.
NA TELINHA