Nova temporada de “CSI” sofre redução no número de episódios

Nova temporada de "CSI" sofre redução no número de episódios

O canal CBS reduziu o número de episódios da 15ª temporada da série “CSI“. De acordo com o TV Line, de 22 episódios o novo ano da atração criminal passará a ter 18.

A emissora informou que precisou fazer a redução na encomenda de capítulos para acomodar espaço em seu programação para a série derivada “CSI: Cyber”, negando que a decisão esteja relacionada com a audiência do programa.

Em quase 15 anos no ar, esta é a primeira vez que “CSI” sofre redução no número de episódios de sua temporada.

Seu atual 15º ano, que estreou no final de setembro nos EUA, vem entregando os índices mais baixos da história da série.

Apesar de demonstrar estar perdendo o interesse do público, estreia no início de 2015 sua nova série derivada.

Também escrita por Anthony E. Zuiker, criador de “CSI”, e estrelada por Arquette, “CSI: Cyber” irá girar em torno de um grupo de investigação criminal que é especializado em em crimes digitais, como roubos, falsificações e invasões pela internet.

NaTelinha

Olé do Brasil obtém cartilha de Dunga na íntegra; confira

O próximo passo é chamar a Seleção de Batalhão  (FOTO: Sargento Pincel)

O próximo passo é chamar a Seleção de Batalhão
(FOTO: Sargento Pincel)

A Seleção Brasileira mudou de estilo quando o brilhante técnico Dunga assumiu o projeto de renovação, após o vexame exibido em território nacional durante a Copa do Mundo. Diversas atitudes foram percebidas ao longo dos amistosos e o motivo para este novo comportamento é uma cartilha desenvolvida pela comissão técnica, que orienta os jogadores tanto nas ações dentro quanto fora de campo. O Olé do Brasil, com sua equipe de reportagem investigativa, descobriu na íntegra esta cartilha e publica com exclusividade. Confira:

  • É proibido usar brinco, boné, gel, anel, aliança, chinelo de aba, piercing, dente de ouro, pintar o cabelo de loiro e se vestir igual ao Daniel Alves;
  • Se houver jogadores do Atlético-MG no recinto, as janelas deverão permanecer fechadas para evitar rajadas;
  • O uso de tablets, celulares, smartphones, pagers e bipes durante as refeições ou atividades de imprensa está proibido. Aparelhos de fax estão liberados apenas para os palmeirenses receberem títulos da Fifa;
  • É proibido levantar da mesa antes de todos terminarem. Este é o motivo pelo qual Walter nunca será convocado, pois prenderia todos no jantar até as 3h da manhã;
  • Atletas do Santos que agradecerem a torcida pela convocação serão eliminados já que é proibido mentir ou falar com fantasmas;
  • Apenas atletas cruzeirenses podem mudar o canal da TV para acompanhar novelas da Maria Mercedes ou Maria do Bairro
  • O jogador do Fluminense que tentar virar a mesa de jantar pagará multa e será cortado;
  • O segundo jogador a se levantar da mesa deve ser do Vasco ou vascaíno na infância;
  • É obrigatório saber cantar o Hino Nacional, o Hino à Bandeira, o hino o estado em que o jogador nasceu e o hino do país onde atua no momento. Sem chorar, claro;
  • Não é permitido cometer bulliyng com os jogadores do Inter, por causa do jogo contra a Chapecoense;
  • Manifestações religiosas, políticas, sobre a novela ou o programa de culinária estão proibidas. Twitter deve ser usado apenas para dar RT em matérias do Olé do Brasil ou tweets dos patrocinadores;

O principal ponto é sobre Galvão Bueno. Se o narrador for visto tentando perseguir Neymar, os jogadores devem acionar a polícia imediatamente.

Portanto, este é o segredo de Dunga para manter os atletas na linha e com o comportamento vencedor. A expectativa da CBF é que em um próximo encontro com a Alemanha o time perca apenas de 3 gols de diferença.

 

Record confirma segunda temporada de “Plano Alto” e altera elenco de novela

38340-record-hd

Depois de haver uma possibilidade, a Record confirmou que irá produzir uma segunda temporada do seriado político “Plano Alto“, de Marcílio Moraes.

Segundo o jornalista Fernando Oliveira, uma nova leva de episódios já foi encomendada para o autor, baseado nas brechas que ele deixou no roteiro para a suposta segunda temporada que já havia sido sondada.

Com a confirmação, Marcílio passará a trabalhar mais à fundo nisso. Além disso, por conta da certificação da segunda leva, a emissora teve que mudar as escalações da novela “Os Dez Mandamentos”, onde alguns atores que estavam em “Plano Alto” participariam.

Babi Xavier, Milhem Cortaz e Francisca Queiroz não farão mais parte do folhetim para se dedicar ao seriado. O personagem de Francisca, por exemplo, ficou com Larissa Maciel, que por sua vez foi substituída por Gabriela Durlo. Já o papel de Babi ficou com Lisandra Souto, que foi contratada no início desta semana exclusivamente para a trama bíblca, que começa a ser gravada em novembro.

Ainda não há uma data definida para a segunda temporada de “Plano Alto”, mas se sabe que será no segundo semestre de 2015.

A primeira leva de episódios, exibida nas últimas semanas, não foi bem na audiência e ficou entre 3 e 5 pontos na Grande SP.

NaTelinha

Rede Record demite responsável por ‘apagão’ em debate de Dilma e Aécio

Dilma Rousseff durante queda de luz no debate da Record do último domingo
Por DANIEL CASTRO, em 23/10/2014 · Atualizado às 06h03

[Texto publicado originalmente às 20h34 de 22/10]

A Record demitiu na quarta-feira (22) o diretor de fotografia Joyme Nakayama, responsável pela iluminação do cenário do debate entre presidenciáveis do último domingo (19). Também foi dispensado pela emissora um assistente do profissional, que era chefe de iluminação e, há dois anos, foi promovido a diretor de fotografia. Nakayama cuidava da luz de todos os programas da Record em São Paulo.

Durante o debate entre Dilma Rousseff e Aécio Neves, a iluminação oscilou e chegou a ser chamada de “apagão” nas redes sociais. Numa fala de Dilma, no primeiro bloco, uma movie light (um tipo de spot) começou a piscar. Depois, a luz sobre a candidata começou a escurecer e sua roupa mudou de cor. Em outros momentos, se percebia quantidades de luz diferentes no rosto e nos braços dos candidatos.

A fotografia chamou mais a atenção do que o próprio debate e foi criticada por telespectadores e jornalistas especializados. “Cada vez que a Dilma dá uma resposta errada, a luz diminui”, brincou um usuário do Twitter. “Esse problema da luz durante o debate é que explica porque a Globo segue distante como primeiro lugar neste país”, alfinetou outro.

O fotógrafo Nakayama era profissional já bastante experiente. Ele iluminou os debates da Record de 2010, 2012 e deste ano.