Contra Paysandu e Treze, Fortaleza vai solicitar mudança do PV para o Castelão

Time tricolor vai voltar a jogar no Castelão (Foto: Divulgação/Fortalezaec.net)

A diretoria do Fortaleza deve entregar nesta terça-feira, o pedido à Federação Cearense de Futebol para ser enviado à CBF com a solicitação de mudança de local dos próximos dois jogos do time na Série C do Campeonato Brasileiro.

Para o duelo diante do Paysandu, dia 14 (o prazo para pedido de alteração se encerra nesta quarta-feira), e para o jogo contra o Treze, no dia 22, o local deverá ser a Arena Castelão. Até o momento, as duas partidas estão marcadas para o Estádio Presidente Vargas.

Neste ano pelo Brasileiro, o Fortaleza atuou em três jogos no PV, dois no Castelão e um no Estádio Alcides Santos. O técnico Marcelo Chamusca, inclusive, após o empate contra o Crac, no domingo passado, disse que iria cobrar da diretoria para definir logo o local dos próximos jogos do time.

O time tricolor é o líder da Série C com 27 pontos, nove a mais que o quinto colocado. No próximo final de semana, domingo, encara o CRB, às 19h, no Estádio Rei Pelé. Faltando cinco rodadas para o término da 1ª Fase, o Fortaleza ainda fará três jogos em casa: Paysandu, Treze e ASA.

 

Diário do Nordeste-02.09.2014

STJD concede efeito suspensivo e Icasa permanece na Série B

07d89-escudo2bicasa

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) concedeu efeito suspensivo à decisão que excluía o Icasa da Série B do Campeonato Brasileiro. A notícia foi divulgada pelo próprio presidente do órgão,Caio César Rocha, que já havia antecipado à reportagem do Diário do Nordeste, em matéria publicada no último sábado, 30, sobre o rumo que o caso tomaria.

Além da suspensão da eliminação do Verdão da competição nacional, que tem efeito pelo menos até o julgamento do Pleno do STJD, a multa de R$ 50 mil inicialmente imposta também foi revogada.

Com isso, o jogo da equipe alviverde contra a Ponte Preta, marcado para a próxima sexta-feira (5), no Romeirão, está confirmado e o grande desafio do Verdão do Cariri volta ser a fuga da zona da degola.

 

Diário do Nordeste – Jogada – 02.09.2014

Virgin Australia mulls ‘bulk order’ for Airbus A350, Boeing 787

Virgin Australia CEO John Borghetti says he would consider placing a shared order for either the Airbus A350 or Boeing 787 with partners Etihad Airways, Singapore Airlines and Air New Zealand.

This ‘bulk buy’ would enable Virgin to move ahead with a decision on its future fleet beyond 2017 while delivering lower prices for what would on its own be a relatively small order.

Speaking at the media Q&A session following last Friday’s release of the airline’s 2014 financial report, Borghetti appeared to embrace the notion of a joint purchase of aircraft with Virgin Australia’s airline stakeholders.

“Could we, would we, talk to our three partners in terms of how we do this together? Within legal bounds, absolutely,” Borghetti said.

But any decision on the next-gen jetliners is still some time away, and Borghetti isn’t about to pick favourites.

“The A350 and Boeing 787 are both excellent aircraft” Borghetti said.

“I recently had the pleasure of seeing the A350 and was stunned from a consumer aspect” he commented on last month’s visit of the Airbus A350during its world tour, of which Borghetti said the A350 was “a very impressive aircraft” with a “seriously ­outstanding” design, “but I’m equally confident that the 787 is good.”

“The important thing is that we dont have to rush into this” Borghetti said.

“What we do have to rush into is narrow-body, so we brought the Boeing 737 MAX foward in order to extract the fuel benefits from it.”

Virgin Australia expects to take delivery of the first of 23 Boeing 737 MAX 8 aircraft from 2018, one year ahead of the previous schedule.

Boeing predicts the 737 MAX will deliver lower fuel burn and CO2 emissions that are some 13 percent lower compared to “today’s most fuel-efficient single-aisle aircraft.”

New high-efficiency engines and refined aerodynamics – including split wingtip designs – are at the core of the 737 MAX’s fuel friendly nature.

Virgin Australia’s current domestic fleet, like that of Qantas, is dominated by the Boeing 737-800.

The Airbus A320neo, which will compete against the 737 MAX, will take its maiden flight this month and has already snared local orders from Air New Zealand – which will fly the A320neo and A321neo on trans-Tasman routes – and Qantas’ low cost offshoot Jetstar.

 

Source : Australian Business Traveller

Coluna Renato Maurício Prado 02.09.2014

71ec5-adidas20brazuca20201420world20cup20ball201

Foi uma pena o fracasso do Ricardo Gareca no Palmeiras. O insucesso do ex-treinador, campeão argentino pelo Velez Sarsfield, certamente, desestimulará o interesse de outros clubes brasileiros em contratar técnicos estrangeiros, o que impedirá um intercâmbio que seria extremamente saudável para o nosso futebol, que anda tão estagnado em todos os sentidos.

 

É até compreensível que os dirigentes do Palmeiras, diante da melancólica campanha, justamente no ano do centenário, tenham jogado a toalha. Me parece que o maior erro de Gareca foi querer encher o time de jogadores do seu país, criando praticamente uma legião argentina no elenco palmeirense. Não sei se os brasileiros chegaram ao ponto de boicotá-lo, mas aposto que o ambiente no Verdão não era de extrema leveza.

 

SEM DELÍRIO

 

Como se sabe, a torcida do Flamengo não tem meio-termo. Ou vive no céu, ou no inferno. Após o pesadelo da lanterna, graças ao incrível desempenho do time sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, já tem rubro-negro sonhando com o G-4. Recomendo muita calma nessa hora…

 

É verdade que, em 2007, sob o comando de Joel Santana, o Fla conseguiu façanha semelhante (saiu da zona de rebaixamento para a vaga na Libertadores). Mas o time-base daquele ano era melhor: Bruno, Léo Moura, Angelim, Fábio Luciano e Juan; Cristian, Toró, Ibson e Renato Augusto; Maxi e Souza (Obina).

 

SEM A ESTRELA SOLITÁRIA

 

Após conseguir, enfim, duas vitórias seguidas, o Botafogo terá, nas próximas rodadas, o desfalque de Jéfferson, o seu melhor jogador, responsável direto pelos poucos bons resultados neste Brasileirão. Exemplo: a vitória sobre o Santos, quando fez, pelo menos, duas defesas importantíssimas.

 

É a seleção, uma vez mais, atrapalhando a vida dos clubes, sem nem sequer dar um retorno à altura. Os adversários do Glorioso nos próximos jogos são, simplesmente, Atlético Mineiro e São Paulo… (e entre eles, o jogo de volta contra o Ceará, pela Copa do Brasil). Faz sentido?

 

COM VANTAGEM

 

Quem se deu bem nessa história de desfalques causados pela seleção foi o Fluminense, que não teve ninguém chamado e enfrentará o Cruzeiro, líder absoluto do campeonato, sem quatro dos seus melhores jogadores: Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart, na equipe principal, e Lucas Silva e Allison, chamados por Gallo para amistosos com a seleção sub-21. Coincidência ou não, Lucas, Ribeiro e Goulart levaram o terceiro amarelo e cumprirão a suspensão enquanto estiverem defendendo o Brasil.

 

INVERSÃO

 

Enquanto nosso vôlei masculino tenta o tetra, com boas chances de sucesso; nosso basquete luta apenas por uma campanha honrosa, disputando o Mundial como convidado, pois não se classificou.

 

Para os mais jovens, acostumados com o contínuo sucesso dos times dirigidos por Bernardinho e Zé Roberto Guimarães e com os seguidos fiascos da turma da bola ao cesto, informo que nos meus tempos de garoto a situação era inversa. O basquete masculino chegou ao bicampeonato mundial (1959 e 1963) e o feminino (bem depois, em 1994) também abiscoitou o seu caneco, com a brilhante geração de Hortência e Paula.

 

O que houve? Um trabalho de base muito bem feito pela CBV, a partir da geração de prata (1984) e sucessivas e desastrosas administrações da CBB, incapaz de aproveitar ídolos como Oscar, Marcel, Paula e Hortência para desenvolver o esporte. O resultado é que qualquer menino ou menina alta, hoje em dia, sonha jogar voleibol e não basquete.

 

 

TORCIDA

 

A maioria dos amantes do tênis torce por uma final entre Djokovic e Federer, no US Open. A pedra no caminho chama-se Murray, que enfrentará Nole na próxima rodada… Djoko disputou as quatro últimas decisões em Nova York. Ganhou de Nadal em 2011 e perdeu do espanhol em 2010 e 2013 e de Andy, em 2012. Pentacampeão do torneio, Roger fez sua última final em 2009 (perdeu de Del Potro) e venceu de 2004 a 2008.

 

AMISTOSOS FURRECAS

 

Após os 7 a 1, o melhor que a seleção brasileira tinha a fazer era hibernar até o ano que vem…

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 02.09.2014

Rat tales on the rise in Brisbane

September 3, 2014 – 12:01AM

Kim Stephens

Journalist

Brisbane CIty Council denies the city is in the grips of a rat infestation.

Brisbane CIty Council denies the city is in the grips of a rat infestation.

Is Brisbane being plagued by rats?

In what could bring a whole new meaning to the term “rat running”, it has emerged there has been a 30 per cent increase in rodent complaints to Brisbane City Council in just four years.

At Tuesday’s meeting at City Hall, Opposition Leader Milton Dick moved an urgency motion calling on the administration to immediately release data on the worst hit locations for the rodent, after ABC TV’s 7.30 program revealed last Friday there were nearly 1500 complaints in the past financial year.

There were just more than 1100 complaints in 2010.

The motion was defeated by the LNP majority.

“The ratepayers deserve to know, is Brisbane being plagued by rats,” Cr Dick asked.

“Is the council taking this issue seriously? I don’t believe we are.

“If there is no problem you will release this information today.

“If 7.30 was wrong, you will release the information to ensure Brisbane isn’t being plagued by rats.”

Cr Dick said ratepayers deserved to know where in the city had been hit by any rodent infestations, particularly when it could potentially impact public health.

He referred to the case of a CBD restaurant, which a court fined $15,000 last month following a rat infestation.

“This is a serious issue and on behalf of the ratepayers of this city, I want to know where there are problems with rats,” he said.

“We know there is a 30 per cent increase, we know the council doesn’t take it seriously if we are seeing a 30 per cent increase.

“It is critical it comes into this council chamber, that the (Establishment and Co-ordination committee) that has been asleep at the wheel starts tackling these issues and bringing it to council.”

The council’s lifestyle chairman Krista Adams moved to assuage fears of a rat plague.

“I can tell Cr Dick right now we have been given no indication there is any rat problems across Brisbane, we have heard nothing of rat infestation,” she said.

“I think the only rats infesting might be in the ALP after their convention two weeks ago.”

Cr Adams was referring to the Labor Party’s state conference in Brisbane, prompting Labor’s Kim Flesser to quip, “I smell a rat”.

Cr Dick had been aiming his comments at Field Services chairman David McLachlan, who appeared in the 7.30 report, however, Cr Adams said his comments were misdirected.

“I stand gobsmacked at the feigned outrage from the leader of the opposition who gets his only political ideas from watching TV,” she said.

“We just heard a screaming rant from the leader of the opposition about us not being across our detail.

“Who’s the chair in charge of rat dogs? I’m in charge of rat dogs and public health and safety.”

“Rat dogs” refer to two rodent detection dog teams that carry out inspections of private addresses when reports of possible rodent infestations are made.

Cr Adams said proactive monitoring was undertaken at 550 sites across Brisbane, which had been identified based on historical information collected over a number of years related to rodent activity.

Source : The Brisbane Times